Veja como foi o quarto protesto contra o aumento das tarifas

Leia como foi a cobertura em tempo real dos acontecimentos no centro de São Paulo, com links para depoimentos, imagens e textos sobre o protesto.

314 2

Leia como foi a cobertura em tempo real dos acontecimentos no centro de São Paulo, com links para depoimentos, imagens e textos sobre o protesto.

Para atualizar, clique F5

(Gianluca Ramalho Misiti/Flickr)

23h18 – Do Facebook do Occupy Brasil. Manifestação no Rio de Janeiro vista do 24º andar de um prédio na Avenida Rio Branco. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=470172289738797&l=f253bb02f0

23h01 – Mais de 100 pessoas detidas para averiguação em protesto contra o aumento da tarifa em SP

22h47 – Mais imagens de feridos no http://feridosnoprotestosp.tumblr.com/

22h44 – A assessoria de imprensa da PT confirma que, até as 22h, 149 pessoas tinham sito detidas e levadas ao 78 º DP.

22h26 – Do Facebook do Marcel Bari, um vídeo mostrando a polícia avançando sobre manifestantes que gritam “sem violência”, perto do cruzamento da Avenida Paulista com a Rua Consolação: https://www.facebook.com/photo.php?v=658874737474532

22h22 – Elio Gaspari: A PM começou a batalha na Maria Antônia

22h07 – Leia na Fórum: Célio Turino: proposta do passe livre é justa, coerente e viável

21h59 – O jornal Folha de S.Paulo anunciou que seis dos seus repórteres foram atingidos e dois levaram tiros de balas de borracha no rosto, durante os protestos.

21h54 – Da Folha de S.Paulo: Ponto montado no centro de SP atende 55 feridos durante o protesto.

21h37 – Globo News diz que Secretaria da Saúde de São Paulo informou que não há feridos nas manifestações. Não devem ter visto isto.

21h34 – CET informa que ambos os sentidos da Rua da Consolação estão liberados.

21h32 – Policias jogam bombas de gás lacrimogêneo perto de estações de metrô na Avenida Paulista. Objetivo é evitar que manifestantes se aproximem.

21h30 – Depoimento do Facebook do Rafael Lira:

“Pessoas estavamos em higienopolis numa padaria bebendo água tranquilos. A policia chegou atacando com bomba de gás e balas de borrachas. Corremos, corremos e muito. Quando paramos uma viatura da policia se aproximou da gente apontou a arma e falou correm e atiraram na gente com balas de borracha. Duas garotas que estavam de carro colocaram todos nos no carro. Isso mesmo 10 pessoas dentro de um palio. Estamos agora no apartamento delas esperando a poeira abaixar um pouco. gente eu sendo o único homem de um grupo de 8 pessoas, eles atiraram na gente.”

21h22 – Prender manifestantes por formação de quadrilha é AI-5 contra a luta social. Leia aqui.

21h19 – “Não somos vândalos”, dizem manifestantes pelo passe livre. Leia aqui.

21h16 – Foto de bomba na Rua Bela Cintra.

21h14 – Anistia Internacional critica repressão a protestos no Rio e em São Paulo. Aqui.

21h10 – Sobre os protestos no Rio de Janeiro, o governador Sérgio Cabral disse que “essas manifestações estão tendo um caráter, um ar político que não é espontâneo da população”.

21h07 – Informação do Facebook do Ocupa Acampa Sampa:

Choque, cavalaria, viaturas e motos da PM seguem a Av Paulista para confronto iminente com os manifestantes – perto da FIESP

20h58 – Do Estadão: Repórter do jornal Folha de S. Paulo é atingida no olho por uma bala de borracha, disparo feito por policial da Rota, em um ponto onde não havia tumulto, segundo ela. Veja a foto de Diego Zanchetta/Estadão aqui.

20h57 – Do site Abigobaldo: Vídeo mostra manifestantes pedindo: “Sem violência”

20h49 – Do Estadão: Rua Augusta segue interditada e manifestantes tentam acessar a Avenida Paulista por meio de ruas paralelas.

20h41 – De Pablo Ortellado, via Facebook:

Estamos seis amigos num comércio e é desesperador. A multidão passa correndo para um lado e toma bomba. Depois voltam correndo e mais bomba. Não para de estourar bomba

20h39 – De acordo com o site Abigobaldo, manifestantes da Rua Augusta conseguem entrar na Paulista e outros manifestantes estão encurralados na Rua Peixoto Gomide.

20h37 – Conforme o repórter Marcelo Mora, do G1, na altura do Cemitério da Consolação, cavalaria, Força Tática e outros policiais atiravam bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo em manifestantes.

20h33 – De Pablo Ortellado, via Facebook:

“Amigos, eles estão nos cercando. Pra onde vamos há brutalidade policial. Não deixam conduzir a multidão para um lugar seguro onde dispersar. Brutos irresponsáveis. Estão batendo a rodo. Teremos centenas de feridos.”

20h27 – Moradores de prédios da Rua Augusta, próximos à Dona Antonia de Queiroz e Marquês de Paranaguá, reclamam que o gás lacrimogêneo lançado por policiais chega a cômodos de apartamentos até o quinto andar de alguns edifícios.

20h20 – Segundo o G1, existem ao menos três grupos subindo em direção à Avenida Paulista, seguindo pelas ruas Haddock Lobo, Augusta e Consolação. A Avenida Paulista continua fechada no cruzamento da Rua Vergueiro com a Avenida João Dias.

20h15 – Conforme o Estadão, na Rua da Consolação, próximo ao grupamento dos Bombeiros, polícia acaba de lançar bombas de efeito moral contra os manifestantes.

20h11 – CET interdita a Avenida Paulista.

20h05 – De Talles Braga, via Facebook: A CET já fechou a Paulista do trecho da Alameda Campinas, sentido Consolação.

20h00 – Informação do site da Carta Capital:

“O repórter Piero Locatelli, de CartaCapital, foi solto na noite desta quinta-feira 13. O jornalista havia sido preso cerca de duas horas antes na Praça do Patriarca, no centro de São Paulo, durante a cobertura das manifestações pela redução da tarifa do transporte público em São Paulo.

A Secretaria de Segurança Pública de SP foi informada da prisão pela redação de CartaCapital.”

19h53 – Cavalaria chega na região da Rua Maria Antônia. Maior concentração no momento é na rua Marquês de Paranaguá.

19h49 – Conforme informações da Rede Record, número de presos em função da manifestação já chega a 70.

19h46 – Colaboração de Gilmara Linda:

” http://vejoaovivo.com.br/sp/sao-paulo/rua-da-consolacao-825.html A câmera de segurança da rua está mostrando as bombas atiradas pela polícia”

19h40 – Manifestantes sobem a Augusta  em direção à Avenida Paulista. Polícia revista diversas pessoas.

19h27 – De acordo com o Estadão, manifestantes montaram barricadas de fogo na Rua da Consolação e na Rua Rego Freitas. O bloco está na rua Caio Prado e grita em  coro: “Augusta, Augusta”, indicando o caminho para onde devem se dirigir.

19h25 – repórter da Globo News, com a voz totalmente embargada, narra a polícia jogando bombas contra os manifestantes, e os profissionais da imprensa acabam sendo atingidos também.

19h15 – Na altura da Maria Antonia, barreira policial lança bombas e balas de borracha contra manifestantes.

19h12 – De acordo com Marcelo Mora, do G1, manifestantes chegam até a barreira da PM na Rua da Consolação, perto da Praça Roosevelt, região central. Agora, imagens mostram policiais lançando bombas de efeito moral e balas de borracha contra os manifestantes, major da PM alega que acordo era para que não subissem naquela direção. “Se não é para cumprir acordo, aguente os resultados”, teria dito o major.

19h06 – Imagens da manifestação (Mídia Ninja):

18h58 – Imagens da manifestação (Adriana Delorenzo):

18h51 – Repórter da Globo News afirma que seis pessoas foram detidas em frente ao Edifício Itália por depredação do patrimônio público, embora ela negue ter visto cenas de depredação.

18h46 – Na Fórum: Célio Turino: proposta do passe livre é justa, coerente e viável

18h38 – Informações da Carta Capital sobre Piero Locatelli:

A Secretaria de Segurança Pública de SP foi informada da prisão pela redação de CartaCapital e entrou em contato com o comando da Polícia Militar para obter mais informações sobre os detalhes da prisão.

Em nota, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) condenou a prisão do jornalista de CartaCapital. “A Abraji pede que o repórter Piero Locatelli seja posto em liberdade para que possa seguir cobrindo a manifestação e lamenta que a polícia novamente impeça o trabalho da imprensa.”

18h36 – Manifestantes chegam à Avenida Ipiranga

18h32 – De acordo com a Rede Record, fechamento de lojas na região da concentração dos manifestantes, às 16h, foi orientação da própria polícia.

18h28 – Na Fórum: Manifestações criaram momento único para debater tarifas.

18h25 – Notícia do Portal Terra: “O fotógrafo do portal Terra Fernando Borges foi uma das pessoas detidas para averiguação da PM. Ele portava crachá de imprensa, equipamento fotográfico de trabalho e se apresentou como jornalista, mas foi levado pelos policiais. Ele passou 40 minutos detido junto com manifestantes, de frente para a parede, com as mãos nas costas e a cabeça baixa, mas já foi liberado.”

18h23 – Da cobertura do G1: Fernando Borges, fotógrafo do portal “Terra”, também foi detido durante a cobertura da manifestação. A notícia foi divulgada pelo portal.Informação passada por Melissa Pantaleou.

18h15 De acordo com Diogo Leite, no Facebook: “Tenho um informe diferente, de um colega do Juventude às Ruas: ‘A polícia está detendo todas as pessoas que tenham qualquer tipo de material para o ato. Diferente do quer divulga a mídia, não se trata de detenções de pessoas que tenham coquetéis molotov e paus, mas sim de qualquer pessoa com qualquer coisa.


Duas militantes da Juventude ÀS RUAS já foram detidas por estarem portando materiais ‘perigosíssimos’ como um instrumento musical e um megafone.”

18h10 – O professor da USP, Pablo Ortelado, está na manifestação do Passe Livre. Confira seu depoimento aqui.

18h03 – Thais Chita, via Facebook, passa a seguinte informação:

Notícias direto da concentração da manifestação contra o aumento das tarifas do transporte coletivo: cinco pessoas já foram presas por estarem portando frascos de vinagre! Para quem não sabe, vinagre é usado para aliviar os efeitos do gás lacrimogêneo. do Plínio comenta, via Pepe Tonin.

18h00 – Leia a nota pública do MPL sobre a situação dos detidos nos atos contra o aumento da tarifa de 11/06

17h40 – na concentração em frente ao Theatro Municipal, a polícia fazia revistas em jornalistas e manifestantes. Alguns relatos dão conta de que, nestas revistas, pessoas foram encontradas com vinagre e acabaram detidas.

Segundo informações da revista Carta Capital, seu repórter Piero Locatelli foi preso na tarde desta quinta-feira 13, na Praça do Patriarca, durante a cobertura das manifestações pela redução da tarifa do transporte público em São Paulo.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, 16 manifestantes foram detidos com facas e combustível durante o dia de hoje.

Mais atualizações em instantes.

No artigo

Comentários

2 comments

  1. Chico Lobo Responder

    Governo de merda, polícia de merda.
    Quem agride a imprensa não repeita o povo.
    Fora Alkmin

  2. Carolina Leite Da Silva Responder

    Have you been affected by the protests? Do you think the increase in fares should be revoked? Send your comments using the form in the link below:
    http://www.bbc.co.uk/news/world-latin-america-22899748

    “If you are happy to be contacted by a BBC journalist please leave a telephone number that we can contact you on”