Comissão indígena divulga vídeo com “mensagem à bancada ruralista”

Índio guarani manda recado a deputados: "Vocês não se importam, não sabem o que é ser solidário. O coração de vocês é ruim"

484 0

Índio guarani manda recado a deputados: “Vocês não se importam, não sabem o que é ser solidário. O coração de vocês é ruim”

Por Igor Carvalho

“Onde fica o coração de vocês? Vocês não se importam, não sabem o que é ser solidário. O coração de vocês é ruim”, afirma Miri (Imagem: Reprodução)

Com o intuito de anunciar um ato para “reagir ao ataque dos ruralistas à Constituição Federal”, a Comissão Guarani Yvyrupa (CGY) divulgou um vídeo intitulado “Mensagem à Bancada Ruralista”.

No filme, o índio guarani Pedro Vicente Karaῖ Mirῖ, da aldeia Tenonde Porã, de São Paulo, falou diretamente aos deputados e lamentou o descaso dos parlamentares com a população indígena. “Onde fica o coração de vocês? Vocês não se importam, não sabem o que é ser solidário. O coração de vocês é ruim.”

Para Mirῖ, há uma tentativa da bancada ruralista de acabar com as comunidades indígenas. “Acham que se nos exterminarem ficará melhor para vocês”, afirmou o guarani, que questionou os parlamentares sobre a posse da terra. “Foram vocês que criaram essa terra para vocês mesmo? Eu não fiz a terra onde vivo, e nem vocês fizeram.”

Leia Também: Terra para além das sepulturas e Justiça para além do capital

Após afirmar que fica muito “irritado” com a atuação dos parlamentares, Mirῖ acusa os deputados de enganarem os índios e afirma: “Se quiserem me matar, podem me matar. Mas o meu espírito vocês não vão matar.”

No vídeo, a Comissão afirma que a PEC 215 “ataca frontalmente os direitos indígenas”. O projeto torna a demarcação de terras indígenas competência do Poder Legislativo, retirando, assim, das Funai e do Ministério da Justiça tal responsabilidade.

O ato será no dia 2 de outubro de 2013, no vão livre do MASP, às 17h. Confira o vídeo:









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários