Após declarar que “mulheres têm tara por fardas”, secretário de PE entrega o cargo

Em entrevista, Wilson Damázio ainda comparou homossexualidade a "desvio de conduta"

478 0
Declarações de secretário causaram revolta entre entidades da sociedade civil (Foto Portal Governo de PE)

Em entrevista, Wilson Damázio ainda comparou homossexualidade a “desvio de conduta”

Por Redação

damazio

Em entrevista ao Jornal do Commercio, de Recife, publicada ontem (19), o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio, comparou a homossexualidade a um “desvio de conduta” e disse que as mulheres “têm uma tara por farda”. As declarações causaram revolta entre entidades da sociedade civil, que as classificaram como “machistas” e “homofóbicas”. Diante da pressão, Damázio entregou o cargo ao governador Eduardo Campos na noite desta quinta (19).

A entrevista com o secretário fazia parte de um especial que o Jornal do Commércio fez sobre prostituição de meninas e meninos da periferia. As declarações polêmicas surgiram quando Damázio foi questionado a respeito do fato de soldados da patrulha dos bairros estarem abusando das meninas. O secretário respondeu que “desvio de conduta” há em todos os lugares.

“Desvio de conduta a gente vê em todo lugar. Tem na casa da gente, tem um irmão que é homossexual, tem outro que é ladrão, entendeu? Lógico que a homossexualidade não quer dizer bandidagem, mas foge ao padrão do comportamento da família brasileira tradicional”, disse Damázio ao jornal pernambucano.

Em outro momento, Damázio comenta sobre as denúncias de que policiais teriam praticados abusos sexuais. “O policial exerce um fascínio sobre o sexo frágil. Eu não sei por que é que a mulher gosta tanto de farda. Todo policial mais antigo tem duas famílias, tem uma amante, duas. Eu sou policial federal, feio pra cacete… E a gente ia pra floresta (no sertão), para esses lugares. Quando chegávamos lá, colocávamos o colete e as meninas ficavam tudo ‘sassaricadas’. Às vezes, tinham namorados, às vezes eram mulheres casadas”, disse.

Após pressão, o secretário Wilson Damázio pediu demissão e, em nota, afirmou que as suas convicções não condizem com as declarações dadas ao jornal, se desculpando por eventuais ofensas a terceiros.

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários