Idelber Avelar reaparece e responde denúncias em seu blog

Uma semana depois de vir a público denúncias de assédio moral, o professor Idelber Avelar escreve sua resposta Por Redação Duas articulistas da Fórum, Jarid Arraes e Maria Frô,...

1997 4

Uma semana depois de vir a público denúncias de assédio moral, o professor Idelber Avelar escreve sua resposta

Por Redação

idelber

Duas articulistas da Fórum, Jarid Arraes e Maria Frô, que têm plena autonomia nos seus espaços, produziram artigos que de maneira diferente diziam respeitos às acusações realizadas por algumas mulheres que se relacionaram com o professor Idelber Avelar.Outro articulista da Fórum, Alex Castro, preferiu enviar um texto seu ao blogue da Lola Abramovich.

Idelber Avelar, que já foi articulista da revista, acaba de divulgar um posicionamento seu sobre as denúncias e divulgou no seu blogue, o Biscoito Fino e a Massa.
Fórum publiciza o texto para garantir a mais ampla informação do caso aos seus leitores. Leia abaixo o texto do professor Idelber Avelar:

1- Depois de deixar os inquisidores urrarem durante uma semana, coloquemos alguns pingos nos is sobre sexo, privacidade e crimes na internet, em 20 partes.

2- Ouvi calado durante sete dias uma das maiores tentativas de assassinato de reputação da história da internet brasileira, baseada em divulgação criminosa de mensagens privadas.

3- Se estou movendo ações cível e criminal contra os responsáveis, tanto pela violação de privacidade como pela difamação? É evidente que sim. Agora, já em posse da ata notarial que permite a responsabilização penal dos responsáveis, respondo.

4- Em primeiro lugar: os linchadores estão falando de alguém com 29 anos de magistério, centenas de ex-alunas, dezenas de ex-orientandas já professoras e ZERO reclamações formais por seu comportamento com mulheres dentro de sala de aula ou na universidade, além de média sempre, em todos os cursos, superior a 4,5 na escala de 5 pontos através da qual professores/as são avaliados por alunos e alunas.

5- Comecemos por aí, então. É dessa pessoa que estão falando.

6 – Deixei que os inquisidores recolhessem suas “provas” e o que conseguiram?

a) Um print de interação privada erótica com mulher adulta, não só criminosamente publicado, mas propositalmente recortado.
b) Um print de conversa com menor de idade que logo terminou por minha iniciativa e exatamente por isso, à luz da revelação da idade dela.
c) Dois relatos anônimos completamente mentirosos, vejam só, um deles já apagado!, não sem antes ser devidamente registrado em ata notarial.

7- Ou seja: tentaram durante uma semana e não conseguiram UMA, umazinha “denúncia” assinada por quem quer que seja.

8- Ficou alguma dúvida da combinação entre ressentimentos pessoais e ressentimentos políticos que motivou a abundante prática de crimes contra a honra na internet brasileira nos últimos sete dias?

9 – O moralismo reduzido aos métodos do macarthismo e do stalinismo.para assassinato de reputação não conseguiu nada melhor que isso.

10– Sim, gosto de sexo. Sim, falo muito de e faço muito sexo. Com quatro regrinhas claras: consensualmente, com adultas, jamais com chefes ou subordinadas e em privacidade.

11 – Anal, ménage, BDSM, cuckolding: é isso que escandaliza o “feminismo” no século XXI? Coisas que fariam Sade bocejar de tédio no século XVIII? Retrocedemos 250 anos, é isso?

12 – “Feminismo”, sim, entre aspas, pois essa mistura de fogueira inquisitorial, moralismo e misandria nada tem a ver com Beauvoir, Butler, Muraro, Irigaray, Michele Barrett, Chodorow, Mary Wollstonecraft e tantas outras que me ensinaram a pensar e ler o mundo.

13 – Por que são sempre anônimas aquelas que a fogueira inquisitorial chama de “vítimas”? Medo de quê, a não ser de assumir publicamente que também eram parte do jogo, que são donas de seu desejo?

14 – Termos como “abuso” ou “assédio”, aplicados a conversas virtuais nas quais duas partes estão em interação ativa, e para as quais o botão “bloquear” está sempre disponível, só significa uma coisa: a confinação da mulher ao lugar de vítima, como se ela não fosse dona de seu desejo.

15 – Alunas de Tulane foram assediadas por inquisidores em busca de alguma declaração de que eu as tivesse tratado com algo que não fosse profissionalismo e respeito. Conseguiram? NADA.

16- Ex-colegas e ex-orientandas minhas foram caçadas pelo tribunal em busca de alguma manifestação de que eu as tivesse tratado com algo que não fosse profissionalismo e respeito. O tribunal conseguiu? NADA.

17 — Às centenas de pessoas que me escreveram em solidariedade nos últimos dias: muito obrigado.

18- Às muitas pessoas que me escreveram perguntando como poderiam ajudar, a resposta é simples: divulguem este comunicado entre os amigos e entre aqueles que disseminaram difamação. O comunicado está disponível também em meu site http://www.idelberavelar.com/…/…/idelber_avelar_responde.php: e no Twitter (http://twitter.com/iavelar). E cobrem de blogs, revistas e tuiteiros a veiculação do direito de resposta, tema do qual se reclama tanto quando a “grande mídia” publica algo de que não gostamos.

19- As arrobas que já estão com seus crimes lavrados em ata notarial terão o prazer de descobri-lo por si sós, quando receberem a notificação judicial já em curso.

20- Por motivos óbvios, só voltarei a falar do tema depois que transitar em julgado a sentença que, tenho certeza, punirá os responsáveis.

(PS: por motivos que suponho também óbvios, os comentários devem ser feitos na sua própria página, não aqui nesta caixa. Não importa se de crítica, apoio, xingamento etc., apagarei os comentários aqui periodicamente. É matéria já entregue à Justiça, em processo que movo contra algumas pessoas por violação de privacidade e difamação).

Foto de Capa: Naty Torres


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários

4 comments

  1. Diana Responder

    Pobre coitado, tão patrulhados que foi. Todos aqueles olhos roxos, discriminações, assédios sexuais, assassinatos, estupros, objetificações para o prazer único do outro, estereotipia na mídia, jornadas duplas de trabalho, espancamentos domésticos? Que nada! Sofrimento mesmo é o de macho “patrulhado” ou “linchado” por feministas. Ainda bem que existe aí a justiça machista e patriarcal para cuidar dele.

  2. andrea cerqueira Responder

    Papelão da revista Forum! Machistas alfa em bloco se defendendo! Por que não colocaram uma feminista de renome para responder ao dito cujo Avelar! Vou descurtir a revista no Facebook! E muitas mulheres também o farão! Acreditem! Mais leitura e conhecimento sobre o feminismo faria bem aos editores da revista!

  3. Virna Responder

    Imagine se fosse uma mulher justificando publicamente seus atos com Sade…

  4. Freet Responder

    Lola, li com muita atenção seus textos sobre o assunto pois sou professor de ciência nos EUA. Não sabia desta fama do citado, nem o conhecia mas um colega comentou que ele e uma pessoa bem polêmica profissionalmente. Muitos acima batem nas mulheres que trouxeram o ato a público, pois “elas foram na ladainha deles de livre vontade” sem se dar conta que se não fosse esta atitude muitas professoras e alunas que podem estar sendo pressionadas por ele mas sem recurso foram libertadas. Na maioria dos casos em que há uma denúncia sai de uma pessoa insatisfeita ou que mais tarde descobriu que foi usada (mesmo com consentimento, em momento de fraqueza emocional). Nem por isso tira o valor da denúncia. Mas só para esclarecer, a discussão não e sobre a índole das mulheres que denunciaram, em nome de muitas em silêncio – mas sim os potenciais crimes e os erros éticos que o professor cometeu. Vou listar abaixo, e se a universidade já não investiga, e um bom lugar para começar a pedir que alunas e professoras afetadas se manifestem sem medo de retaliação de um professor famoso.

    Conduta passíveis a demissão do cargo de professor nos EUA:
    1) Enviar foto de pênis ou ter conversas pornográficas com uma menina de 15 anos na maioria dos estados americanos e pedofilia. Perde o cargo e potencial para cadeia, ainda mais quando ele foi informado da idade.
    2)usar recursos da universidade para visitas cuja a principal função não seja pesquisa ou seminário.
    3)prometer notas ou admissão aos alunos em troca de favores sexuais, como denunciado pelo ex aluno (alex?) e demissão com público record.
    4)abordar alunas no campus universitário onde da aula mesmo com consentimento e demissão certa. Se chama de poder asimetrico: o aluno não tem como dizer não pois se trata de uma pessoa que pode te tirar da universidade e impedir você de ir para outras,
    5)usar computadores da universidade ou tempo do trabalho para enviar fotos pornográficas e demissão certa. Enviar fotos pornográficas sem consentimento e sexual harrassment nos EUA, e quem perpetrou paga uma nota para cada vítima. Na corte e júri americano não aceitam o teor da conversa como consentimento.
    6) não duvido nada que ele foi demitido da uiuc ou por este caso sexual ou porque não conseguiu o reappoinrment devido a pouca produção (não parece ser o caso). Mas incidentes assim nos EUA, em que uma pessoa tem comportamento agressivo e inadequados sempre são trazidas a público no caso de professores por se tratar de cargo que lida com alunos em ambiente sem nenhuma barreira de segurança.

    Deslizes éticos do cargo de professor :
    Nos EUA, as universidades tem código de conduta, e somos treinados oficialmente para segui-los incluindo sexual harrassment, para o qual temos que fazer 10 horas de treinamento oficial. Segundo o manual aqui vão deslizes éticos que podem custar o emprego:
    1) atividade sexual com alunos (sempre) e com colegas (quando não reportadas ao departamento). A razão e porque o professor e assimetricamente poderoso na universidade. Se um professor sênior te odeia, não só você não progride naquela universidade, como não consegue entrar em outra (ele pode sistematicamente enviar sinais sobre alunos de phd) e nem concorre a bolsas ou até empregos na sua área.
    2)gastos pessoais debitados a universidade: em uma das trocas de mensagem isso fica bem claro, quando diz que foi a certas cidades só pelo sexo mas arrumou uma palestra. Não e crime, mas e passível de acareamento e suspensão. É perda certa de reputação.
    3)o padrão ético cobrado do professor é muito mais alto pois trabalha com pessoas que ainda estão desenvolvendo seus critérios: um professor que faz comentários sexuais grosseiros na internet, se os comentários são compartilhados recebe uma advertência no mínimo.

    Se estes tweets e provas de email, gastos em hotéis e até fotos forem enviadas para a Universidade de Tulane é certo que perde o emprego e o prestígio.

    ———

    Só para complementar, se alguém enviar as mensagens traduzidas da menina de 15 anos (onde revela abordar alunas e professores da universidade e ter ido visitar mulheres usando soldo de professor), o indivíduo não só perde emprego como é processado pela universidade e se encontrou com a garota usando o título de professor, será processado administrativamente por assédio também. É gravíssimo e não a toa o professor contratou um advogado para tentar trazer o tumblr abaixo.

    Aqui está um trecho da política da universidade:
    https://tulane.edu/equity/upload/sexualharassmentscenario.pdf
    Aqui está o escritório aonde a pessoa pode fazer a denúncia via email:
    http://tulane.edu/administration/president/index.cfm
    Email no final. Este tipo de denúncia nunca deve ser feito ao chefe de departamento ou ao reitor da área, pois em geral desejam encobrir a situação.

    Não mando o material, pois não tenho como averiguar a veracidade das mensagens. Mas quem montou o tumblr poderia fazer isso.