Para alertar sobre desigualdade salarial, restaurante cobra 30% a mais de homens

Campanha surpreendeu ao chamar a atenção para a diferença no salário de homens e mulheres no Brasil, assista ao vídeo.

1469 0

Campanha surpreendeu ao chamar a atenção para a diferença no salário de homens e mulheres no Brasil; assista ao vídeo

Por Maíra Streit

Ao abrirem o menu de um restaurante em São Paulo, os clientes tiveram uma surpresa: todos os pratos e bebidas estavam 30% mais caros para os homens. A ação fez parte de uma campanha intitulada “The Unfair Menu” (Menu Injusto, em tradução livre para o português), que buscou chamar a atenção para a desigualdade nos salários de homens e mulheres.

Camila Gurgel, da agência Agnelo Comunicação, foi uma das idealizadoras da intervenção e ressalta que, no Brasil, as mulheres recebem 30% a menos do que seus colegas homens, desempenhando as mesmas funções. Pensando nisso, ela defende o engajamento da publicidade em assuntos de interesse social e afirma que o público está bastante exigente nesse sentido.

“Questionar os direitos das mulheres já tomou proporções mundiais e é discutido em todos os lugares. O público está cada vez mais rigoroso e as empresas precisam se retratar frequentemente por campanhas ofensivas”, explicou. “Escolhemos um tema que é muito sério no país e pensamos em uma forma criativa de levantar o debate e fazer com que as pessoas comecem a pensar sobre o assunto”.

A princípio, os clientes que caíram na “pegadinha” se mostraram indignados com a diferença nos preços. Mas, ao serem avisados sobre o propósito da iniciativa, passaram a apoiar a ideia. Segundo a agência, a taxa dos 30% não chegou a ser cobrada e foi apenas uma forma de provocar a reflexão sobre o problema da desigualdade de gênero. Em cinco dias, o vídeo já contou com quase 28 mil visualizações.

Assista abaixo:









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários