Casa de cultura em São Paulo é alvo de ataque nazista

A Casa Mafalda, espaço autônomo de cultura e política da capital paulista, foi alvo de dois ataques de grupos neonazistas em menos de uma semana, que pixaram no portão do local suásticas e inscrições com referência à Hitler e David Lane; confira a nota...

594 0

A Casa Mafalda, espaço autônomo de cultura e política da capital paulista, foi alvo de dois ataques de grupos neonazistas em menos de uma semana, que pixaram no portão do local suásticas e inscrições com referência à Hitler e David Lane; confira a nota que o coletivo publicou sobre o ocorrido

Por Casa Mafalda

casamafalda

Nota sobre outro ataque nazifascista à Casa Mafalda

Entre a última sexta-feira, 08/01, e o último sábado, 09/01, outra vez o portão externo da Casa Mafalda foi pixado por um grupo fascista. Dessa vez, um que provavelmente nunca fez um pixo na vida – basta ver a “qualidade” da obra na foto. Pra piorar, o grupo em questão está cercado de peculiaridades, digamos assim.

Explicando o pixo, parte por parte. Primeiro, os números:

– 1488: o 14 refere-se a um trecho de 14 palavras criado por David Lane, supremacista branco estadunidense, inspirado em um outro trecho maior do Mein Kampf, o livro escrito por Hitler que é uma espécie de bíblia nazista. Esse trecho se tornou um slogan neonazista. O 88 pode tanto se referir ao trecho completo do Mein Kampf (que teria 88 palavras) quanto à “Heil Hitler”, já que o H é a oitava letra do alfabeto (Heil Hitler = HH = 88). A Wikipedia explica mais sobre isso: https://pt.wikipedia.org/wiki/14/88

– 98: seguindo a mesma lógica das letras do alfabeto, o 9 representa o I e o 8, outra vez, o H. Assim, 98 = IH = sigla pra “Impacto Hooligan”, uma gangue neonazi conhecida de São Paulo.

Agora, o texto, que é a parte mais bizarra e ridícula de todas. “Misanthropic” é uma alusão à Misanthropic Divison, grupo paramilitar neonazi ucraniano que ganhou força durante a recente crise na Crimeia. Sim, isso mesmo: eslavos nazistas. Esses sabem bastante de história.

Como os nazis daqui não perdem em nada em excentricidade pros de lá, a turma da Impacto Hooligan e mais alguns outros idiotas resolveram fundar a facção brasileira da Misanthropic Division. Isso aí: neonazismo ucraniano-brasileiro. É bom dizer que não é só no Brasil, outros países europeus e latinos (como a Argentina – https://www.youtube.com/watch?v=cCMQR12O-tE) também tem sua facção de idiotas da MD.

Pra saber mais sobre a MD Brasil, leia essa genial entrevista deles mesmos: http://misanthropic.info/pt/article/551/

Por último, os símbolos.

A suástica é de conhecimento amplo e geral, apropriada por Hitler pra simbolizar sua ideologia genocida e eugênica.

O outro símbolo, um losango com pernas, é a letra O (odal) do alfabeto rúnico, que remete ao paganismo germânico, cultura recuperada por autores alemães ocultistas e incorporada à cultura nazista. Essa runa representou uma divisão da SS de Hitler durante a 2ª Guerra responsável pela ocupação da Croácia, e também foi e é utilizada por grupos nazistas europeus de diversos países, numa tentativa de se desvencilhar da má propaganda que é carregar a suástica e de criar um novo símbolo nazista universal.

O que faremos?

De imediato, pintamos o portão e estamos escrevendo essa nota pra quem frequenta a Casa ficar sabendo. Os grupos a qual os autores pertencem podem ser patéticos, mas também são covardes e gostam de atacar pessoas sozinhas e desarmadas. Ficar de bobeira à noite pela região da Casa sem companhia pode não ser uma boa ideia.

Fora isso, outras atividades relacionadas ao caso serão divulgadas aos poucos. Grupos e pessoas parceiras dispostas a compor essas ações ou sugerir outras, entrem em contato.

Já passou da hora de mostrarmos que não só nós, não só a Lapa, mas nenhum lugar da cidade tolerará ataques fascistas.

Aos nazistas: não nos intimidaremos.

Sempre antifascista,

Casa Mafalda

Foto: Casa Mafalda

No artigo

Comentários