Após ameaça de processo, jornalista pede desculpas a Chico Buarque

“Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!”, escreveu João Pedrosa no Instagram de Silvia Buarque, filha do músico. Com medo de enfrentar as consequências na Justiça, o jornalista enviou uma carta mostrando arrependimento pelas ofensas; leia o conteúdo na íntegra.

567 0

“Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!”, escreveu João Pedrosa no Instagram de Silvia Buarque, filha do músico. Com medo de enfrentar as consequências na Justiça, o jornalista enviou uma carta mostrando arrependimento pelas ofensas; leia o conteúdo na íntegra

Por Redação

chico buarque

Depois que o cantor e compositor Chico Buarque anunciou que entraria com um processo contra João Pedrosa, o jornalista escreveu uma carta com um pedido de desculpas. Ele havia publicado uma mensagem no Instagram de Silvia Buarque, filha do músico, em uma foto em que ela aparece pequena ao lado do pai e da irmã, Helena. “Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!”, afirmou.

Mas parece que o medo de enfrentar as consequências na Justiça fez com que Pedrosa mostrasse arrependimento pelas ofensas. O jornalista disse que se excedeu e que sua “indignação” seria justificada pelo atual momento do país e por estar em “campos opostos” em relação ao artista, que sempre demostrou apoio ao PT e ao MST.

No entanto, de acordo com o blog do repórter Marcelo Auler, foi pela imprensa que Chico Buarque e seus familiares tomaram conhecimento da tentativa de retratação. Não se sabe se a correspondência foi para o endereço errado, mas chegou na mídia antes do destinatário, conforme destacou Auler.

Leia abaixo o texto da carta na íntegra.

“Carta a Chico Buarque e família,

Estou escrevendo essa carta para me desculpar, se isso for possível. Eu errei e me excedi ao insultar a sua família. Infelizmente a política brasileira nos colocou em campos opostos, assim como acontece com toda a nação.

Quero crer que nós queremos a mesma coisa para os brasileiros por vias opostas, uma vida digna e próspera. A sua via é o socialismo, e a minha, o capitalismo. Desde a eleição da presidente, o Brasil entrou numa espiral negativa de ódio de classes, racial e política, que mergulhou o Brasil num caminho de decadência econômica, moral e social inegáveis, que eu acredito tragicamente irreversíveis, foi isso que motivou o meu ódio, e o meu comentário errado e infeliz.

O meu insulto foi motivado por sua associação ao PT e ao MST, são eles que eu considero ameaça à nossa dignidade e nossa democracia. Fui motivado pelas mulheres que estão dando à luz nas calçadas, aos velhos sem atendimento nos chãos dos hospitais, e principalmente, aos milhões de pais de famílias impedidos de darem pão e dignidade às suas famílias e vidas, enquanto os políticos patrocinam copas e olimpíadas, e o enriquecimento, e poder pessoal deles.

Espero que acredite que o meu arrependimento é sincero, e eu afirmo que é, mas também são extremos a minha revolta e indignação com o nosso momento atual, foi isso que motivou o meu erro. Sem mais, sinceramente,

João Pedrosa”

Foto de capa: Divulgação

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários