Japão aceitou apenas 0,4% dos pedidos de refúgio em 2015

A maioria dos 7.586 pedidos vieram de cidadãos do Nepal, Turquia e Birmânia; ao todo, nascidos em 69 tentaram refúgio no país asiático Da Agência Lusa O Japão aceitou 27 refugiados...

303 0

A maioria dos 7.586 pedidos vieram de cidadãos do Nepal, Turquia e Birmânia; ao todo, nascidos em 69 tentaram refúgio no país asiático

Da Agência Lusa

Foto: Anna Zehetner/ IFRC

O Japão aceitou 27 refugiados em 2015, o que representa apenas 0,4% dos pedidos de asilo no país asiático, que no ano passado atingiram o recorde de 7.586, segundo dados publicados hoje (23) pelo governo local.

Os pedidos chegaram de 69 países. O Nepal lidera a lista, com um total de 1.768, seguido da Indonésia (969), Turquia (926) e Birmânia (808).

Apenas cinco cidadãos sírios apresentaram a solicitação de refúgio, sendo que três receberam resposta positiva.

Em 2014, um total de 5.000 pessoas pediu asilo na terceira economia do mundo e o governo japonês reconheceu 16 pessoas como refugiadas.

O Ministério da Justiça japonês destacou que o aumento, no ano passado, de pedidos de asilo deve-se ao crescente número de pessoas que utilizam o Estatuto de Refugiado para encontrar trabalho, segundo a agência Kyodo.

Os Estados Unidos admitiram 70.000 refugiados em 2015.

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários