Pai pede desculpas após fantasiar filho negro de macaco e imagem viralizar nas redes

A foto foi registrada durante um bloco de carnaval em Belo Horizonte. Fernando Bustamante afirmou que a intenção era caracterizar Abu, o melhor amigo do personagem Aladdin, e rebateu as críticas de internautas ao ser chamado de racista.

1227 0

A foto foi registrada durante um bloco de carnaval em Belo Horizonte. Fernando Bustamante afirmou que a intenção era caracterizar Abu, o melhor amigo do personagem Aladdin, e rebateu as críticas de internautas ao ser chamado de racista

Por Redação

aladdin
aladdin
Foto: Reprodução/Facebook

Poucas fantasias geraram tanta repercussão este ano quanto a escolhida pelo ator Fernando Bustamante para festejar o Carnaval com a família. O casal aparece vestido como os personagens Aladdin e Jasmine, com o filho nos ombros caracterizado como Abu, o macaco de estimação. Ao viralizar nas redes sociais, a cena foi logo criticada por expor o menino, que é negro, a uma situação constrangedora.

A imagem foi registrada durante um bloco em Belo Horizonte. Após o fato, Bustamante pediu desculpas aos que se sentiram ofendidos. “Muitos podem ver um macaco na fantasia de ontem. Eu vejo o melhor amigo do Aladdin, que vai conhecer o Mundo Ideal com ele e a Jasmine. Sem preconceitos e com muito, mas muito amor”, escreveu em sua página no Facebook após ser chamado de racista.

 

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários