No Itaquerão, PM censura faixa: “Rede Globo, o Corinthians não é seu quintal”

Torcedores organizados do Corinthians foram reprimidos pela Polícia Militar depois de erguer, no jogo da última quinta-feira (11) em São Paulo, faixas de protesto contra a emissora e também contra a diretoria do clube; "Cadê as contas do estádio?", diza uma delas. Globo ignorou

1262 0

Torcedores organizados do Corinthians foram reprimidos pela Polícia Militar depois de erguer, no jogo da última quinta-feira (11) em São Paulo, faixas de protesto contra a emissora e também contra a diretoria do clube; “Cadê as contas do estádio?”, diza uma delas. Globo ignorou

Por Redação

Foto: Reprodução/Meu Timão

A Rede Globo e suas emissoras à cabo, como GloboNews ou SporTV, não mostraram, mas a ESPN registrou todos os detalhes da confusão entre torcedores do Corinthians e Polícia Militar no estádio do Corinthians, na última quinta-feira (11), na partida contra o Capivariano, pelo Campeonato Paulista. O motivo do confronto foi a censura que os agentes policiais tentaram impor à organizada, que ergueu faixas de protesto contra a emissora dos Marinhos e contra a diretoria do clube.

“Rede Globo, o Corinthians não é o seu quintal” e “Jogo às 22h também é punição” diziam as faixas que protestavam contra o monopólio dos direitos de transmissão do canal. Já a faixa “Cadê as contas do estádio?” cobrava a diretoria do clube pela falta de transparência.

Tudo começou no intervalo do jogo. Desde a primeira faixa aberta, a PM já começou a investir. Como justificativa para a censura, a polícia usa o artigo do Estatuto do Torcedor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que proíbe ‘portar ou ostentar cartazes, bandeiras, símbolos ou outros sinais com mensagens ofensivas’.

Confira abaixo o vídeo, produzido pelo site Meu Timão, que mostra a confusão.

No artigo

Comentários