ONG de Eduardo Cunha é condenada na Justiça a indenizar ex-empregados

Fechada em 2010, logo após as eleições, a entidade localizada em uma comunidade carente no Rio de Janeiro funcionou pouco mais de um ano e está sendo condenada por violar leis trabalhistas e usar funcionários para fazer campanha política para o presidente da Câmara...

366 0

Fechada em 2010, logo após as eleições, a entidade localizada em uma comunidade carente no Rio de Janeiro funcionou pouco mais de um ano e está sendo condenada por violar leis trabalhistas e usar funcionários para fazer campanha política para o presidente da Câmara dos Deputados

Por Redação

cunhadollar1

Uma ação movida por nove ex-funcionários do “Centro de Cidadania Eduardo Cunha”, ONG do deputado federal que funcionou entre 2009 e 2010 na Vila Kennedy, comunidade carente no Rio de Janeiro, resultou na condenação da entidade a pagar indenizações por violações de leis trabalhistas e outras irregularidades, como usar os funcionários para trabalhar em campanha eleitoral.

De acordo com reportagem da Revista Época publicada neste sábado (13), a entidade já havia sido condenada outras duas vezes pela Justiça do Trabalho em primeira e segunda instância pela mesma ação. Segundo ex-funcionários entrevistados pela revista, a entidade funcionava na verdade como um grande centro de campanha, e não como de prestadora de serviços sociais, que é a imagem que vendia.

“Na época da política, davam panfleto para a gente. Para todo mundo que buscava atendimento, a gente tinha de falar para votar nele”, disse uma das ex-empregadas, que relata ainda que o pagamento era feito em envelopes com dinheiro vivo vindos diretamente do escritório de Eduardo Cunha.

A Justiça ainda fará o cálculo das indenizações.

Foto: Lula Marques/Agência PT

 

No artigo

Comentários