Laerte, sobre charge na Folha: “Há um tratamento tendencioso dos fatos por parte da mídia”

Com charge publicada na Folha de S. Paulo desta terça-feira (16), a cartunista quebrou o silêncio da mídia tradicional em relação à mansão da família Marinho em Paraty (RJ). "Minha charge se refere a um comportamento da mídia em geral"

2544 0

Com charge publicada na Folha de S. Paulo desta terça-feira (16), a cartunista quebrou o silêncio da mídia tradicional em relação à mansão da família Marinho em Paraty (RJ). “Minha charge se refere a um comportamento da mídia em geral”

Por Ivan Longo

laertecharge

Muitos já vêm considerando histórica a charge de Laerte Coutinho publicada na Folha de S. Paulo desta terça-feira (16). O desenho retrata a mansão dos irmãos Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto Marinho, donos do Grupo Globo, construída em uma área de preservação ambiental na cidade de Paraty (RJ). O imóvel ilegal, revelado em uma reportagem do Diário do Centro do Mundo, teria ainda sido registrado em nome de uma empresa controlada por offshores do Panamá, uma delas ligada à Mossack & Fonseca, investigada na Lava Jato.

Desde que o caso foi descoberto, na semana passada, nenhum veículo de mídia tradicional, incluindo a Folha de S. Paulo, noticiou. O desenho de Laerte é a primeira publicação do jornal que remete à mansão dos Marinhos e faz, ainda, ironia com o “triplex no Guarujá”, assunto superexplorado pelo jornal.

laertecharge
Reprodução/Facebook Laerte Coutinho

“Acho que está havendo, sim, um tratamento tendencioso dos fatos por parte da midia – ou da ‘grande midia’ – em relação a partidos e pessoas da política, no sentido de desgastar Lula, Dilma e o PT; e que é uma ação coordenada com instâncias do poder judiciário e do aparato policial do país”, afirmou à Fórum.

Ainda que acredite que há um “tratamento tendencioso” por parte da “grande mídia” com relação ao caso do apartamento no Guarujá, Laerte garante que não teve medo de censura e que o jornal sempre publica os desenhos que faz. Sua charge ‘se refere a um comportamento da mídia em geral”, algo que a preocupa. “Sinto que atravessamos um momento de grande perigo para a vida democrática”, pontuou.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários