Gaviões da Fiel lança campanha de arrecadação para suprir as merendas das escolas de SP

Depois de protestos nos estádios com a faixa "quem vai prender o ladrão de merendas?", a torcida organizada lançou uma campanha que visa arrecadar alimentos para serem doados em escolas supostamente afetadas pela "máfia das merendas", esquema de desvio de recursos e pagamento de...

756 0

Depois de protestos nos estádios com a faixa “quem vai prender o ladrão de merendas?”, a torcida organizada lançou uma campanha que visa arrecadar alimentos para serem doados em escolas supostamente afetadas pela “máfia das merendas”, esquema de desvio de recursos e pagamento de propina que envolveria membros do governo Alckmin e deputados tucanos

Por Redação

merenda

A Gaviões da FIel – torcida organizada do Corinthians – lançou no início desta semana uma campanha de arrecadação de alimentos para suprir a falta de merendas em escolas paulistas que estariam sendo afetadas pelos supostos desvios de recursos e pagamento de propina envolvendo empresas, membros do governo Alckmin e deputados tucanos.

“Colabore com a arrecadação de alimentos que serão doados para as escolas, creches e organizações não governamentais que estão sendo afetadas pelos desvios de merendas. Quem vai prender o ladrão de merendas?”, escreveu a torcida no comunicado divulgado em seu site.

merenda2
Divulgação

A pergunta no final da frase foi a mesma estampada em uma faixa erguida pela torcida em duas partidas disputadas pelo Corinthians entre esta e a última semana. De cunho político e com críticas que, além do governo de São Paulo, eram direcionadas à Rede Globo e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), as faixas foram apreendidas pela Polícia Militar e a torcida, reprimida.

As críticas da Gaviões da Fiel à chamada “máfia das merendas” tem como personagem central o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa Fernando Capez (PSDB). Tido como um dos principais inimigos das organizadas desde a época em que atuava como promotor, o parlamentar é um dos investigados pela Polícia Civil por, supostamente, receber propina de contratos superfaturados da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), órgão que fornece o alimento às escolas.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários