Delcídio do Amaral será solto

O senador petista deve voltar às suas atividades no Congresso já na próxima semana; decisão do ministro Teori Zavascki atendeu a recurso impetrado pela defesa do parlamentar, preso desde 25 de novembro pela operação Lava Jato

428 0

O senador petista deve voltar às suas atividades no Congresso já na próxima semana; decisão do ministro Teori Zavascki atendeu a recurso impetrado pela defesa do parlamentar, preso desde 25 de novembro pela operação Lava Jato

Por Redação

delcidio-amaral

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, revogou, nesta sexta-feira (19), a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso desde 25 de novembro do ano passado pela operação Lava Jato. De acordo com os advogados do ex-líder do governo no Senado, o parlamentar já pode voltar às suas atividades no Congresso na próxima semana. As informações são da Folha de S; Paulo.

Delcídio, segundo os defensores, não teria realizado delação premiada como uma premissa para a soltura. A decisão do ministro do STF teria se baseado em um recurso impetrado pela defesa do petista, que será mantido em prisão domiciliar e não poderá sair do país.

A prisão do senador, no ano passado, havia sido embasada em uma gravação apresentada à Procuradoria-Geral da República pelo filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, em que o petista teria oferecido R$ 50 mil por mês em um plano de fuga de Cerveró e sua família para fora do país.

“Fica evidente que a reunião marcada por Bernardo Cerveró buscava trazer o senador para uma armadilha, engendrada por ele. Cabe rememorar que a atuação típica de um agente infiltrado exige previa autorização judicial, não sendo possível que ela decorra de acordos entre o Ministério Público Federal e quem quer que seja”, argumentou a defesa de Delcídio na época de sua prisão.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários