Alvaro Dias já havia exonerado irmã de Mirian Dutra, a ‘funcionária fantasma’ de Serra

O senador do PV afirmou, nesta sexta-feira (19), que Margrit Dutra Schmidt foi exonerada por não cumprir expediente no Senado quando era funcionária de outra parlamentar tucana; irmã de ex-amante de FHC seria atualmente, de acordo com jornal, funcionária fantasma do gabinete do senador...

521 0

O senador do PV afirmou, nesta sexta-feira (19), que Margrit Dutra Schmidt foi exonerada por não cumprir expediente no Senado quando era funcionária de outra parlamentar tucana; irmã de ex-amante de FHC seria atualmente, de acordo com jornal, funcionária fantasma do gabinete do senador José Serra (PSDB)

Por Redação

dias

Depois das revelações da jornalista Mirian Dutra, esta semana, sobre os escândalos que envolviam o seu relacionamento com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso – como o de que foi bancada na Europa pelo político por meio de contratos de fachada com uma empresa -, os holofotes da mídia voltaram-se para o tucano e outras descobertas começaram a vir à tona. O repórter Guilherme Amado, d’O Globo, publicou a informação de que a irmã da jornalista, Margrit Dutra Schmidt, é funcionária fantasma no gabinete do senador José Serra (PSDB) em Brasília. Agora, o senador Alvaro Dias (PV), revela que já havia exonerado Magrit, quando era funcionária de outra senadora tucana, por não cumprir expediente no Congresso.

“Ela estava à disposição de um gabinete, mas eu fui informado pela [senadora] Lucia Vania que ela não estava trabalhando, por isso eu exonerei”, disse na tarde desta sexta-feira (19) o parlamentar paranaense. As informações são do jornal Gazeta do Povo.

Dias, que é líder da oposição no Senado desde março do ano passado, afirmou ainda que Serra manifestou interesse na irmã da ex-amante de FHC assim que ela foi dispensada por Lucia Vania.

“Segundo a chefia do gabinete da liderança da oposição esse procedimento [de bater o ponto] não estava sendo adotado, aí eu perguntei a senadora [Lucia Vania] se ela [Lucia] tinha interesse em continuar e ela disse que não, então foi feita a exoneração. Depois o senador [José] Serra resolveu contar com o trabalho dela e pediu a nova nomeação”, completou.

Como justificativa para o fato de Magrit não cumprir expediente no Senado, Serra alegou que ela trabalha de casa como consultora. Porém, os servidores são proibidos pelo Senado de fazerem isso.

Leia também:

Irmã de Mirian Dutra é funcionária fantasma no gabinete de Serra, diz jornal

Vizinhos relatam que funcionária fantasma de Serra leva “vida de aposentada”

Entenda em 10 passos como FHC e Globo se tornaram um único escândalo

Fotomontagem: Brasil 247

No artigo

Comentários