Bob Fernandes: ‘Investiguem todos e todas. Ou que se terá é apenas mais uma farsa’

"Por que milhões para uma campanha seriam sujos, são investigados, e milhões para demais grandes campanhas seriam limpos e não são investigados se os doadores são os mesmos?", questiona o comentarista político. Assista ao vídeo.

2086 0

“Por que milhões para uma campanha seriam sujos, são investigados, e milhões para demais grandes campanhas seriam limpos e não são investigados se os doadores são os mesmos?”, questiona o comentarista político. Assista ao vídeo

Por O Cafezinho

bob-fernandes-740x365

Decretada prisão de João Santana, publicitário das campanhas do PT desde 2006. Investigação de pagamentos da Odebrecht para Santana no exterior. Esse é o caminho do juiz Moro, procuradores e Polícia Federal para chegar às contas da campanha Dilma/Temer, novamente sendo julgadas pelo TSE.

Investigar deveria ser normal. Anormal é o não investigar. Empreiteiras na Lava Jato doaram R$ 68 milhões para a campanha presidencial do PT. E R$ 40 milhões para a campanha presidencial do PSDB…além de grana para outros partidos e candidatos pelo Brasil.

Por que milhões para uma campanha seriam sujos, são investigados, e milhões para demais grandes campanhas seriam limpos e não são investigados se os doadores são os mesmos? Pergunte-se: como empreiteiras da Lava Jato pagaram demais grandes campanhas Brasil afora?

A resposta a essa pergunta costuma ser sofisma, ou cinismo: “Eles é que estão no Poder; foco legal; querem nivelar todos ao PT” …etc. Votos foram comprados para a emenda da reeleição de Fernando Henrique Cardoso. E nada de CPI, ou investigação pra valer.

Idem nas bilionárias privatizações. So a da telefonia, negócio de R$ 22 bilhões. Sem CPI, sem investigação com consequências. Mesmo com conversas escandalosas nos grampos. Há 4 anos, documentos oficiais em 115 páginas de um livro e…

… E tudo sempre enterrado pela desqualificação dos denunciantes. Pelo fundo das gavetas, e pelo estrondoso silêncio. O Instituto Fernando Henrique nascia com ele ainda presidente. Em um jantar no Palácio da Alvorada, como relatou Gerson Camarotti para a revista Época, em novembro de 2002.

Título: “FHC passa o chapéu”. No jantar, 12 empresários “selecionados pelo leal amigo Jovelino Mineiro”, diz o texto. E R$ 7 milhões “levantados” para o Instituto. No jantar, entre outros, Odebrechet e Camargo Correa. Isso há 14 anos. Alguma investigação, manchetes ou mesmo pergunta sobre tal noitada e amigos? Não. Por que não?

Perguntas devem ser feitas e respondidas. Sobre bens, Institutos, sejam de Lula, FHC ou demais. Sobre conexões, doadores, tantas vezes os mesmos. Idem sobre palestras e contratantes. Já a vida íntima de Fernando Henrique, de Lula, de qualquer mulher ou homem público não importa.

Importam seus atos na vida pública. Mas de todos. Ou o que se tem e terá é apenas mais uma Farsa.

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários