Show de Lobão em Fortaleza (CE) teria sido cancelado por falta de público

A apresentação do cantor que seria realizada no dia 11 de março, dois dias antes do protesto contra a presidenta Dilma que ele mesmo está convocando – até uma música dedicada ao ex-presidente Lula diz ter composto – foi suspensa por supostas “ameaças” ao...

1268 0

A apresentação do cantor que seria realizada no dia 11 de março, dois dias antes do protesto contra a presidenta Dilma que ele mesmo está convocando – até uma música dedicada ao ex-presidente Lula diz ter composto – foi suspensa por supostas “ameaças” ao cantor e à casa de shows; fontes ligadas à produtora, no entanto, alegam que o motivo foi a baixa procura por ingressos

Por Redação

lobao-entrevista-veja

O cantor e compositor Lobão, ferrenho defensor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff e líder de manifestações da direita, teve um show que faria em Fortaleza (CE) no dia 11 de março cancelado por falta de público, segundo fontes ligadas a sua produtora. O artista, no entanto, culpa o PT pelo cancelamento do seu show. Segundo ele, militantes do partido teriam feito ‘ameaças’. As informações são do jornal O Povo.

“Mais um show cancelado por ameaças dos integrantes da seita PT!! Desta vez foi Fortaleza!”, escreveu Lobão em sua página do Facebook, com um vídeo em que convoca a população para um protesto contra a presidenta Dilma Rousseff no dia 13 de março. Até uma música dedicada ao ex-presidente Lula ele alega que produziu. “Uma coisa fofa. Caprichei. Pra gente comemorar a nossa vitória nas ruas”, disse.

Esta não é a primeira vez que Lobão tem shows cancelados. No ano passado, ao menos três apresentações foram suspensas por baixa procura de ingressos.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários