Aldir Blanc: “Não acontece nada com os crapulosos tucanos. Podem roubar durante décadas”

“Podem roubar durante décadas nos trens de São Paulo, comprar votos, se meter em negociatas de um bilhão de dólares com refinarias argentinas e até roubar na merenda escolar. Também podem, sendo políticos drogados de alto bordo, espancar mulheres, pois não serão queimados como...

3139 0

“Podem roubar durante décadas nos trens de São Paulo, comprar votos, se meter em negociatas de um bilhão de dólares com refinarias argentinas e até roubar na merenda escolar. Também podem, sendo políticos drogados de alto bordo, espancar mulheres, pois não serão queimados como outros”, afirmou o compositor em artigo publicado ontem

Por Redação

aldir

Em artigo publicado ontem (28) no jornal O Globo, o compositor e escritor Aldir Blanc criticou a impunidade diante de casos de corrupção envolvendo o PSDB. “Não acontece nada com os crapulosos tucanos. Podem roubar durante décadas nos trens de São Paulo, comprar votos, se meter em negociatas de um bilhão de dólares com refinarias argentinas e até roubar na merenda escolar. Também podem, sendo políticos drogados de alto bordo, espancar mulheres, pois não serão queimados como outros. Vai dar pizza com Samarco e a privada Vale. São frutos tucanos”, afirmou.

O artista – responsável por clássicos da música brasileira como O Mestre-Sala dos Mares e O Bêbado e a Equilibrista – deu uma indireta em relação às polêmicas em torno do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Eles podem até mesmo pretextar uso político quando são comprometidos em pensões e compras de apês na Europa para filhos — ou não —, fora dos casamentos exemplares, cujas mães foram perseguidas”, destacou.

Para ele, a cobrança em relação ao comportamento de políticos deve ser igual para todos os partidos. “O sub-relator da CPÍnfima do BNDES, o tucano Alex Baldy Cheio de M quer prender o Lula. Se ele for criminoso, tudo certo, mas, em nome da decência, prendam o Azeredo, a quadrilha no Paraná, os espancadores de esposas que são candidatos à Presidência da Ré-pública”, concluiu.

Foto de capa: Reprodução/YouTube

No artigo

Comentários