Fernando Morais: “Não dou mais declarações para veículos da Globo”

"Minha indignação com a sordidez do noticiário do Jornal Nacional, agora à noite, fez subir a pressão. É o primeiro troco dos Marinho no Lula depois do cacete sem dó que o ex-presidente deu na Globo, sábado à noite, na festa do PT no...

3314 2

“Minha indignação com a sordidez do noticiário do Jornal Nacional, agora à noite, fez subir a pressão. É o primeiro troco dos Marinho no Lula depois do cacete sem dó que o ex-presidente deu na Globo, sábado à noite, na festa do PT no Rio de Janeiro”, postou o escritor, que também já havia decidido não dar entrevistas à Veja

Por Redação

Fernando morais

O jornalista e escritor Fernando Morais publicou, em seu perfil no Facebook, um texto com duras críticas à Rede Globo. Indignado com a perseguição da emissora com o ex-presidente Lula, o autor de livros como Olga e Chatô, o Rei do Brasil decidiu não dar mais entrevistas a nenhum veículo do grupo.

Veja o depoimento na íntegra.

Minha indignação com a sordidez do noticiário do Jornal Nacional, agora à noite, fez subir a pressão. É o primeiro troco dos Marinho no Lula depois do cacete sem dó que o ex-presidente deu na Globo, sábado à noite, na festa do PT no Rio de Janeiro.

O que uma pessoa como eu, que não tem nenhuma arma na mão, nem real nem metafórica, pode fazer para protestar contra essa gente sem vergonha, além desses choramingos aqui no Foicebook? Quase nada.
Faço o que posso. A partir de hoje, estendo aos Marinho o solitário protesto que venho mantendo com a revista Veja: não dou mais declarações para veículos das organizações Globo. Ninguém vai perceber isso, eu sei, mas dormirei mais tranquilo.

Isso significa que o depoimento que eu tinha agendado com a GloboNews para a semana que vem, para um especial que estão preparando sobre Fidel Castro, está desmarcado. Sei de gente honesta, competente e isenta que trabalha lá. Mas pros Marinho não falo mais. Sobre nada.

Foto de capa: Divulgação

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários

2 comments

  1. Minos Adão Filho Responder

    Prezado Fernando, que parabeniza-lo por sua posição, a Globo é um câncer que deve ser extinto do país, ela além de ser um atraso, ela conspira contra a democracia e o estado de direito, não podemos admitir que uma concessão que pertence a todos nós, venha ao longo dos anos destruindo o projeto do Brasil como nação, cometendo crime de lesa-pátria em todos os seus editoriais em favor do império do norte, não dá pra aguentar, já passou do limite.

  2. Rui Barbosa Responder

    É mesmo? pois duvido que as entrevistas desse puxa-saco do luladrão farão alguma falta!!!