Maioria dos ministros do STF vota por recebimento de denúncia contra o deputado Eduardo Cunha

Votação foi interrompida depois de cinco ministros acompanharem o relator Teori Zavascki e será retomada amanhã, quando votam os outros cinco membros do colegiado Por Redação A maioria dos...

560 0

Votação foi interrompida depois de cinco ministros acompanharem o relator Teori Zavascki e será retomada amanhã, quando votam os outros cinco membros do colegiado

Por Redação

Foto: Lula Marques / Agência PT

A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) aprovou, nesta quarta-feira (02/03), o recebimento de denúncia ação do Ministério Público Federal contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Após os seis votos que garantem a maioria do plenário, a sessão foi suspensa e deve ser retomada nesta quinta-feira para a conclusão da votação. Os ministros rejeitaram por unanimidade a maioria das preliminares propostas pela defesa do parlamentar e a prefeita de Rio Bonito (RJ), Solange Almeida (PMDB). Apenas uma delas foi acolhida pelo ministro Marco Aurélio.

Cunha é acusado de receber valores provenientes de desvio de recursos da Petrobras, fato investigado pela operação Lava-Jato, da Polícia Federal. O relator, Teori Zavascki, acolheu a denúncia na parte em que acusa Cunha de pressionar, a partir de 2010, o ex-consultor da Samsung Júlio Camargo a retomar os pagamentos de propina que haviam sido interrrompidos. Ele rejeitou parte da denúncia que acusava Cunha de atuar na negociação para a compra dos navios, entre 2006 e 2007 Os crimes imputados ao parlamentar são de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Acompanharam o voto de Zacascki os ministros Cármen Lúcia, Marco Aurélio, Edson Fachin, Rosa Weber e Roberto Barroso. Para a conclusão do julgamento, devem votar nesta quinta-feira Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Luiz Fux, o decano Celso de Mello e o presidente Ricardo Lewandowski.

No artigo

Comentários