Dilma: “Repudiamos o uso abusivo de vazamentos como arma política”

Em nota oficial, presidenta criticou o que chamou de vazamentos “apócrifos, seletivos e ilegais”, se referindo à suposta delação premiada do senador Delcídio do Amaral divulgada pela revista IstoÉ, e afirmou que a Constituição é “o guia fundamental” de seu governo Por Redação...

613 0

Em nota oficial, presidenta criticou o que chamou de vazamentos “apócrifos, seletivos e ilegais”, se referindo à suposta delação premiada do senador Delcídio do Amaral divulgada pela revista IstoÉ, e afirmou que a Constituição é “o guia fundamental” de seu governo

Por Redação

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff divulgou, no final da tarde desta quinta-feira (3), uma nota oficial na qual critica o que chamou de vazamentos “apócrifos, seletivos e ilegais”, fazendo clara referência à matéria divulgada pela revista IstoÉ que traz uma suposta delação premiada do senador Delcidio do Amaral (PT), em que teria feito denúncias contra o governo. A suposta delação sequer teria sido homologada e a defesa do senador não reconheceu a autenticidade do vazamento.

Confira abaixo a íntegra da nota de Dilma:

Todas as ações de meu governo têm se pautado pelo compromisso com o fortalecimento das instituições de Estado, pelo respeito aos direitos individuais, o combate à corrupção e a defesa dos princípios que regem o Estado Democrático de Direito. Nós cumprimos rigorosamente o que estipula a nossa Constituição. Em meu governo, a lei é o instrumento, o respeito ao cidadão é a norma e a Constituição é, pois, o guia fundamental de nossa atuação. Por isso, à luz de nossa lei maior defendemos o cumprimento estrito do devido processo legal. Os vazamentos apócrifos, seletivos e ilegais devem ser repudiados e ter sua origem rigorosamente apurada, já que ferem a lei, a justiça e a verdade. Se há delação premiada homologada e devidamente autorizada, é justo e legítimo que seu teor seja do conhecimento da sociedade. No entanto, repito, é necessária a autorização do Poder Judiciário. Repudiamos, em nome do Estado Democrático de Direito, o uso abusivo de vazamentos como arma política. Esses expedientes não contribuem para a estabilidade do País.

Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil

No artigo

Comentários