“Lula deve ser o Bin Laden: 200 homens para acompanhá-lo? E o Gerdau, quantos eram?”

Deputada gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB) questionou o aparato policial utilizado na manhã desta sexta-feira para a execução do mandado de condução coercitiva envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Quando falamos em perseguição é a isso que nos referimos. Ex-presidente depor, ok, é...

2863 0

Deputada gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB) questionou o aparato policial utilizado na manhã desta sexta-feira para a execução do mandado de condução coercitiva envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Quando falamos em perseguição é a isso que nos referimos. Ex-presidente depor, ok, é um brasileiro comum! 200 homens? Circo!”

Por Sul21

manuela d'avila

A deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) questionou o aparato policial utilizado na manhã desta sexta-feira para a execução do mandado de condução coercitiva envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em sua conta no Twitter, a deputada escreveu:

Lula deve ser o Bin Laden: 200 homens para acompanhá-lo a um depoimento?!? E o Gerdau, quantos eram? É o mesmo tipo de depoimento!

A referência foi ao mandado de condução coercitiva envolvendo o presidente do Grupo Gerdau, André Gerdau, no último dia 25 de fevereiro, que não envolveu nenhum aparato de guerra como ocorreu com o caso de Lula nesta sexta-feira.

Manuela também chamou a ação de “circo da PF”:

Quando falamos em perseguição é a isso que nos referimos. Ex-presidente depor, ok, é um brasileiro comum! 200 homens? Circo!

manuelamanuela

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários