Jornal Valor divulga falsa ida de procurador da República à casa de Lula e depois tira “notícia” do ar

Homem que foi confundido com integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato conta à Fórum que foi levar sugestões ao ex-presidente para o resgate da economia Da Redação Um homem com um envelope...

1702 1

Homem que foi confundido com integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato conta à Fórum que foi levar sugestões ao ex-presidente para o resgate da economia

Da Redação

Foto: reprodução

Um homem com um envelope que chegou ao prédio onde mora o ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo (SP), na tarde deste domingo (06/03), causou estardalhaço e equívocos na imprensa. O jornal econômico Valor, pertencente aos grupos proprietários da Folha de S.Paulo e do Globo, chegou a publicar uma reportagem em que afirmava que o visitante era na verdade o procurador regional da República Januário Paludo, um dos integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Segundo o relato da publicação, o homem falsamente tratado como Paludo teria chegado ao prédio com um envelope onde estava escrita a palavra “confidencial” e o endereço do ex-presidente Lula. O advogado Alexandre Gaeta, que foi identificado como sendo procurador, garante que o termo “confidencial” no envelope é só mais uma das trapalhadas da reportagem publicada pelo Valor.

Por volta das 18 horas, o texto original já havia sido retirado do ar, mas ainda aparecia na indexação dos sites de busca. Não houve qualquer retratação ou correção da informação anteriormente divulgada, que teve a repercussão de sites conservadores, que fazem oposição sistemática a Lula.

Ainda assustado com a repercussão de sua tentativa de visita ao ex-presidente, Gaeta garante que nem chegou a se encontrar com o presidente, a quem não conhece pessoalmente. Ele afirma que sua ida até lá não teve relação alguma com a Operação Lava Jato. “Não sei sequer o número do inquérito, não tenho informação nenhuma sobre o assunto nem me sinto à vontade para opinar sobre tal. Não sou nem contra nem a favor”, destacou.

O profissional, de 49 anos, conta que esteve lá como cidadão e seu objetivo era propor mudanças na economia para a retomada do crescimento. “Fui levar reivindicações e sugestões, como baixar os impostos para aumentar a arrecadação e diminuir a cotação do dólar em relação ao real. São preocupações que levei para o bem do Brasil e da população”, destaca.

Ele explica que foi a segunda vez que tentou conversar com o ex-presidente. Na primeira, no dia 15 de agosto do ano passado, ele foi ao Instituto Lula e também não foi atendido. “Foi o momento em que comecei a me preocupar com os rumos da economia e quis levar minhas preocupações a ele”, afirmou o advogado.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários

1 comment

  1. Jesuita Sousa Responder

    O desespero da direita chegou à alucinação vendo coisa aonde ela não existe.