TCE-SP dá prazo de 15 dias para que governo Alckmin explique problemas com a merenda

Pedido foi feito com base nas denúncias a respeito de escolas onde os alunos pararam de receber refeições, substituídas pela chamada “merenda seca” Da Redação O conselheiro Antonio Roque Citadini, do...

1867 0

Pedido foi feito com base nas denúncias a respeito de escolas onde os alunos pararam de receber refeições, substituídas pela chamada “merenda seca”

Da Redação

Foto: Divulgação - TCE-SP

O conselheiro Antonio Roque Citadini, do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), enviou na semana passada um ofício para a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo no qual pede esclarecimentos sobre a sistemática de fornecimento de merenda escolar nas unidades da rede pública de Ensino em todo o Estado de São Paulo.

A proposição tem como base reportagens sobre alterações no cardápio da merenda escolar após a abertura do calendário letivo nas escolas neste ano. O corte do fornecimento de refeições, substituídas pela “merenda seca” (bolachas, por exemplo) teria afetado cerca de 90 mil alunos.

Citadini quer saber como funciona o fornecimento da merenda na rede estadual, se há alguma diferença de procedimento em razão do município, qual o valor recebido por aluno e qual o gasto por tipo de refeição, além de cobrar qual a periodicidade, regularidade e origem dos repasses formulados.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários