Ele de novo: manifestante protesta ao vivo e chama Globo de ‘golpista’

De acordo com o acadêmico em Marketing Luiz Henrique, a ação é uma maneira de criticar a seletividade na cobertura da imprensa em relação aos últimos acontecimentos políticos do país.

4440 0

De acordo com o acadêmico em Marketing Luiz Henrique, a ação é uma maneira de criticar a seletividade na cobertura da imprensa em relação aos últimos acontecimentos políticos do país

Por Redação

globo golpista

Um protesto ao vivo no Jornal da Globo da última quinta-feira (10) chamou a atenção dos telespectadores. A repórter Giovana Teles falava sobre a Operação Lava-Jato, em frente ao Congresso Nacional, quando um homem se posicionou ao lado dela segurando um cartaz com os dizeres: “#Globo Golpista quer incendiar o país”.

Parece que os jornalistas vão ter que se acostumar com as manifestações cada vez mais frequentes contra a emissora. Este mesmo homem – o acadêmico em Marketing Luiz Henrique – já participou de outros atos contra a Globo, por exemplo. Em um dos boletins ao vivo do canal a cabo GloboNews, há cerca de uma semana, ele apareceu com uma placa em que escreveu: “Mansão Marinho em Paraty”.

A imagem virou meme e milhares de internautas compartilharam o protesto bem humorado. Em entrevista à Fórum, Luiz Henrique explicou que a ação é uma maneira de criticar a seletividade da imprensa em relação aos últimos acontecimentos políticos. “Eles que defenderam a ditadura militar, não devem concordar com o estado democrático e de direito, muito menos com a ascensão do nosso país graças a política econômica e social implantada pelos governos do PT, que tirou o país do mapa da fome, e deu oportunidade para os que mais precisam”, afirmou.

o barbudinho ataca novamente :P

Publicado por Socialista Morena em Quinta, 10 de março de 2016

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários