Organizadores inventam “notícias” para turbinar manifestação no Rio

Suposto apartamento da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) na orla de Copacabana e nomeação “amanhã” de Lula para Ministério das Relações Exteriores são anunciados em caminhão de som Da Redação...

722 0

Suposto apartamento da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) na orla de Copacabana e nomeação “amanhã” de Lula para Ministério das Relações Exteriores são anunciados em caminhão de som

Da Redação

Rio de Janeiro - Manifestação em Copacabana contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A onda de atribuir propriedade de imóveis a líderes petistas fez uma nova vítima neste domingo (13/03), a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Em um dos caminhões de som, um dos animadores dos protestos no Rio afirmava que o protesto estava passando em frente ao apartamento da ex-ministra-chefe da Casa Civil do governo da presidenta Dilma Rousseff.

O suposto apartamento atribuído à senadora ficaria na Avenida Atlântica, na orla de Copacabana. A acusação foi feita de forma genérica e não apontou nenhum prédio especificamente. Na declaração de bens da senadora em 2014, quando ela disputou o governo do Paraná, não havia qualquer menção a imóveis fora de Curitiba, capital de seu estado.

Outro anúncio que serviu para incentivar os protestos foi da ida do ex-presidente Lula para o Ministério das Relações Exteriores. Segundo o “anúncio” feito o caminhão de som, a “nomeação” seria oficializada “amanhã”. A escolha seria para garantir foro especial ao ex-presidente.

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

No artigo

Comentários