Flávio Dino critica interceptação telefônica da Lava Jato: “Regras constitucionais não podem ser quebradas”

Governador do Maranhão, que é ex-juiz federal, questionou o caso dos grampos telefônicos do ex-presidente Lula, que atingiram também a presidenta Dilma Rousseff: "Há limites legais que, quando quebrados, resultam em grandes erros".

973 0

Governador do Maranhão, que é ex-juiz federal, questionou o caso dos grampos telefônicos do ex-presidente Lula, que atingiram também a presidenta Dilma Rousseff: “Há limites legais que, quando quebrados, resultam em grandes erros”

Por Redação

O governador do Maranhão, Flávio Dino, fala à imprensa após reunião com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)
- Assuntos: Brasília, governadores, Nordeste, reunião, entrevista, Coletiva, Dilma Rouseff, Aloizio Mercadante, Agência Brasil, governador do Maranhão, Eduardo Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou as redes sociais nesta quarta-feira (16) para comentar os desdobramentos da Operação Lava-Jato. Segundo ele, há limites legais que estão sendo desrespeitados, como no caso dos grampos telefônicos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que atingiram também a presidenta Dilma Rousseff.

Na conversa, ela diz que está enviando a nomeação de Lula para o comando da Casa Civil e o orienta a usar em caso de necessidade. “Chegamos a uma grave crise institucional. Sem serenidade, difícil sair dela sem a destruição do Estado Democrático de Direito”, escreveu Dino em seu perfil no Facebook.

O governador, que é advogado e ex-juiz federal, afirmou que reconhece importância da operação, mas que as regras constitucionais e processuais não podem ser quebradas.

Leia abaixo o depoimento na íntegra:

Há limites legais que, quando quebrados, resultam em grandes erros. Infelizmente é o que, nesse momento, acontece com operação Lava-Jato.

Muito difícil que a legalidade dessa interceptação telefônica seja confirmada quando do exame sereno e técnico das provas daí advindas.

Tenho desde o inicio apontado a importância da Lava-Jato. Mas regras constitucionais e processuais não podem ser quebradas. Lamento muito.

Chegamos a uma grave crise institucional. Sem serenidade, difícil sair dela sem a destruição do Estado Democrático de Direito.

Foto de capa: Valter Campanato/Agência Brasil

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários