Ataques a bomba no aeroporto e no metrô de Bruxelas deixam mortos e feridos

Segundo governo belga, homem-bomba detonou explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek.

772 0

Segundo governo belga, homem-bomba detonou explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek

Por Opera Mundi

aeroporto

Ataques a bomba na manhã desta terça-feira (22/03) no Aeroporto Internacional de Zaaventem e no metrô de Bruxelas deixaram, segundo a imprensa local, 28 mortos e 90 mortos.

As explosões foram registradas por volta das 8h15 locais (4h15 em Brasília). Segundo o governo belga, um homem-bomba detonou os explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem, próximo aos guichês da American Airlines; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek, próximo a sedes de órgãos da União Europeia.

As ações acontecem poucos dias depois da prisão de Salah Abdeslam na capital belga. Ele é acusado de ser um dos mentores dos ataques em Paris em novembro do ano passado.

O metrô da cidade foi interrompido, e todos os voos para a cidade belga, desviados. O governo ativou o alerta máximo para terrorismo.

Publicado por Jef Versele em Terça, 22 de março de 2016

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, lamentou os ataques. “Aconteceu o que temíamos”, disse. “Há vários mortos e feridos, alguns em estado grave. (…) Vou pedir que todos tenham calma, mas também solidariedade”, disse Michel. “Agora a prioridade é tratar as vítimas”, sustentou.

Voos para Bruxelas foram cancelados, e boa parte dos que já estavam no ar pousam em Frankfurt, na Alemanha. Os serviços do trem Eurostar à capital da Bélgica foram suspensos.


Foto e vídeo: Reprodução/Facebook

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!



No artigo

Comentários