Ataques a bomba no aeroporto e no metrô de Bruxelas deixam mortos e feridos

Segundo governo belga, homem-bomba detonou explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek.

632 0

Segundo governo belga, homem-bomba detonou explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek

Por Opera Mundi

aeroporto

Ataques a bomba na manhã desta terça-feira (22/03) no Aeroporto Internacional de Zaaventem e no metrô de Bruxelas deixaram, segundo a imprensa local, 28 mortos e 90 mortos.

As explosões foram registradas por volta das 8h15 locais (4h15 em Brasília). Segundo o governo belga, um homem-bomba detonou os explosivos no terminal internacional de check-in de Zaaventem, próximo aos guichês da American Airlines; após isso, outra explosão atingiu a estação de metrô de Maelbeek, próximo a sedes de órgãos da União Europeia.

As ações acontecem poucos dias depois da prisão de Salah Abdeslam na capital belga. Ele é acusado de ser um dos mentores dos ataques em Paris em novembro do ano passado.

O metrô da cidade foi interrompido, e todos os voos para a cidade belga, desviados. O governo ativou o alerta máximo para terrorismo.

Publicado por Jef Versele em Terça, 22 de março de 2016

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, lamentou os ataques. “Aconteceu o que temíamos”, disse. “Há vários mortos e feridos, alguns em estado grave. (…) Vou pedir que todos tenham calma, mas também solidariedade”, disse Michel. “Agora a prioridade é tratar as vítimas”, sustentou.

Voos para Bruxelas foram cancelados, e boa parte dos que já estavam no ar pousam em Frankfurt, na Alemanha. Os serviços do trem Eurostar à capital da Bélgica foram suspensos.


Foto e vídeo: Reprodução/Facebook

No artigo

Comentários