Em ato pró-impeachment, alunos do Mackenzie pedem o fechamento das fronteiras do Brasil

Manifestantes imitaram neonazistas europeus ao protestar contra a “islamização do Brasil”, atacaram o PT e defenderam a atuação do juiz federal Sergio Moro Da Redação...

3341 0

Manifestantes imitaram neonazistas europeus ao protestar contra a “islamização do Brasil”, atacaram o PT e defenderam a atuação do juiz federal Sergio Moro

Da Redação

Foto: Lais Lais / Jornalistas Livres

Um grupo de alunos da Universidade Mackenzie, em São Paulo, fez uma manifestação na noite desta segunda-feira (28/03) em favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT). Com cartazes e um caminhão de som, eles atacacam o PT e defenderam a atuação do juiz federal Sergio Moro.

O que mais chamou a atenção, no entanto, foi a importação do discurso de neonazistas da Europa. Um cartaz defendia o fechamento das fronteiras do país e atacava a “islamização do Brasil”.

Na semana passada, as imediações da universidade receberam um ato contrário ao golpe e em defesa da democracia, que teve o apoio de alunos de outras instituições de ensino.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários