Por aclamação, PMDB decide deixar a base do governo Dilma

Decisão foi oficializada em reunião que durou apenas três minutos; presentes gritaram palavras de ordem como "Brasil, pra frente, Temer presidente" e "Fora PT"

428 0

Decisão foi oficializada em reunião que durou apenas três minutos; presentes gritaram palavras de ordem como “Brasil, pra frente, Temer presidente” e “Fora PT”

Por Iolando Lourenço, da Agência Brasil

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Por aclamação, o Diretório Nacional do PMDB decidiu hoje (29) deixar a base aliada do governo da presidenta Dilma Rousseff. A decisão foi anunciada pelo senador Romero Jucá (RR), vice-presidente da legenda, que substituiu o presidente nacional do partido, Michel Temer, vice-presidente da República.

O PMDB também decidiu que os ministros do partido deverão deixar os cargos. Participaram da reunião mais de 100 membros do Diretório Nacional do PMDB.

No artigo

Comentários