A solução de Trump: “Mudem os palestinos para Porto Rico”

No que se refere à política externa Americana, talvez a ocupação ilegítima da Palestina pelo Estado de Israel seja historicamente um dos grandes tabus durante as primárias e a campanha presidencial.

2728 0

“Perfeito. Porto Rico tem mais de 1.000 milhas quadradas, é maior do que a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, e muito mais fértil, e o afluxo de milhões de imigrantes irá aumentar o seu potencial econômico. Vou até mesmo construir uma réplica exata de uma mesquita para os palestinos pararem de matar israelenses inocentes. Ao contrário dos porto-riquenhos nativos, no entanto, os cidadãos da nova ilha, que serão chamados ‘Puertoestinos’, não poderão se mudar para os EUA se eles não gostarem de sua nova pátria. Já chegam os criminosos mexicanos por todos os lados…”

A solução final de Trump

Já se vai quase um ano que o jornal satírico israelense “The Mideast Beast” publicou o texto “Move the Palestineans to Porto Rico” [1] [2], provocando com a piada, além de muitos risos, respostas “reais” de certos clérigos no Oriente Médio. [3]

A piada não envelhece…

Trump e Hillary se calam sobre a Palestina. Sanders distribui farpas.

No que se refere à política externa Americana, talvez a ocupação ilegítima da Palestina pelo Estado de Israel seja historicamente um dos grandes tabus durante as primárias e a campanha presidencial. Pouco ou nada se diz sobre o assunto. Durante sua campanha, Obama sempre se referiu ao conflito em linhas gerais, não indo além das obviedades sobre o direito de Israel de existir e de se defender diante de ataques estrangeiros. Apesar da postura de campanha branda e diplomática em face da política externa brutal de Netanyahu, em seu governo Obama ofereceu amplo suporte militar a Israel, votou contra a aceitação da Palestina como Estado-observador não membro das Nações Unidas, e se recusou a qualquer diálogo com o Hamas.

Se há quase que um acordo tácito de silêncio ou de aceitação do status quo entre os candidatos sobre questões envolvendo Israel e Palestina, o debate televisivo mais recente entre Hillary e Sanders trouxe uma boa surpresa. Contrariando a tradição entre candidatos nas primárias ou nas eleições gerais, Sanders afirmou a necessidade dos Estados Unidos de dar suporte direto aos palestinos. “Casas dizimadas, sistema de saúde dizimado, escolas dizimadas. Creio que os Estados Unidos e o resto do mundo têm que trabalhar juntos para ajudar o povo palestino” [4], disse o candidato. Hillary foi previsível e falou o que se esperava de um político centrista que não quer deixar descontente boa parte dos grupos mais ricos e poderosos do nordeste Americano, compostos em boa parte por judeus.

Trump continua querendo levar os palestinos para Porto Rico…

[1] http://www.themideastbeast.com/donald-trump-move-the-palestinians-to-puerto-rico/, acesso em 11/5/2016.

[2] http://www.theatlantic.com/international/archive/2015/01/fake-news-from-the-holy-land/384486/, acesso em 11/5/2016.

[3] http://www.jpost.com/Not-Just-News/Muslim-cleric-slams-fake-Trump-plan-to-create-Palestinian-state-in-Puerto-Rico-412651, acesso em 11/5/2016.

[4] http://www.theguardian.com/us-news/2016/apr/15/sanders-clinton-brooklyn-debate-israel-palestine-comments, acesso em 11/5/2016.


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários