MEC pede que dirigentes de escolas delatem estudantes que protestam contra PEC 241

Ofício foi entregue no fim do expediente de ontem (19) e pede às instituições a “identificação dos ocupantes”.

7660 0

Ofício foi entregue no fim do expediente de ontem (19) e pede às instituições a “identificação dos ocupantes”

Por Redação*

Nesta quarta-feira (19), no fim do expediente, dirigentes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica foram notificados pelo Ministério da Educação. O ofício expedido pede a identificação de estudantes que estejam protestando contra a PEC 241 e façam parte das ocupações que estão se espalhando pelo país.

Após a entrega do documento, as instituições têm um prazo de 5 dias para informar os dados requeridos pelo MEC, sob comando de Mendonça Filho, que assinou, no último dia 14, a portaria normativa que reduz o número de vagas em universidades públicas no Brasil.

A Frente Brasil Popular, ao divulgar a informação, aponta que a medida fere diretamente a liberdade de se manifestar, “uma vez que pode resultar em sanções aos ocupantes”. Até a publicação desta matéria, o Ministério ainda não havia se pronunciado sobre o caso.

Veja o documento:

14712590_1851836185039172_4022680578768261233_o

* Com informações da Frente Brasil Popular

Foto: Midia Ninja


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários