1676 0

Ontem eu estive em um papo aberto com alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental – EMEF Mauricio Goulart, no bairro Cidade Tiradentes da cidade de São Paulo. A atividade faz parte do terceiro dia do “Encontro Cultural: Celebrando o Cotidiano da Diversidade” que reúne...

Ontem eu estive em um papo aberto com alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental – EMEF Mauricio Goulart, no bairro Cidade Tiradentes da cidade de São Paulo. A atividade faz parte do terceiro dia do “Encontro Cultural: Celebrando o Cotidiano da Diversidade” que reúne a comunidade de pais, alunos, professores e equipe da escola ao longo dessa primeira semana de novembro de 2016.
Cheguei na Escola por volta das 14h e me deparei com o pátio lotado de crianças e adolescentes atentos a apresentação do repentista Costa Senna. A programação de ontem também incluiu os convidados: Akins Kintê, o escritor Sacolinha e o Poeta  Zé Alencar, além de uma feira de troca de livros.
Toda a Escola foi adornada com verdadeiras obras de arte feitas pelos alunos. E  instalações artísticas culturais como: “Meu Turbante, Minha Coroa”, que tem fotos de alunas e alunos usando turbantes; e “Lugar de Mulher é Aonde Ela Quiser”, que reúne propagandas machistas, postagens de denúncia de violência contra a mulher e fotos de grandes personalidades acompanhadas pela biografia dessas mulheres. A instalação foi realizada pela professora de história Bárbara Soares de Barros, pela professora de Ciências: Juliana de Medeiros e seus alunos.

Instalação realizada pelas professoras Bárbara e Juliana com os seus alunos na escola Mauricio Goulart.
Mulheres que são referências históricas na luta pela igualdade de direitos.

Eu participei de um Papo Aberto na sala de leitura da Escola, com alunos de várias idades, apresentei vídeos de dois canais do Youtube: Tá Bom Pra Você e MC Soffia. Discutimos sobre a representação da população negra na mídia, sobretudo das mulheres. Uma das primeiras constatações que fiz foi sobre a percepção de que a baixa representatividade dos negros na televisão, jornais e revistas é devido ao preconceito racial, que foi apontada por uma das alunas ao discutirmos o vídeo: Comercial de farinha de trigo.
O vídeo: Cabelo de Rainha, entusiasmou as meninas, que têm uma postura de auto-estima elevada, creio que essa postura seja muito incentivada pelo projeto pedagógico da escola, pois ela não é comum dentro da escola pública de um modo geral, digo isso por experiência própria devido ao racismo que eu sofri na escola, principalmente durante o ensino fundamental.
Menina Pretinha, o videoclipe da MC Soffia, trouxe a discussão sobre o termo “exótico” que muitas vezes é utilizado para classificar a beleza das meninas e mulheres negras – como se a beleza de pessoas negras pertencesse a uma outra categoria. E o videoclipe Minha Rapunzel tem Dread, despertou a crítica sobre os contos de fada com princesas que geralmente são brancas, loiras e de olhos claros, bem diferentes do biotipo da maioria das meninas brasileiras, que são negras. Também questionamos o fato da vilã sempre ser uma mulher, que MC Soffia critica quando diz que: “Aqui inimiga não vai rolar” e da princesa sempre sendo uma pessoa frágil que precisa ser salva pelo príncipe encantado. E a professora Ana Souza também instigou os alunos a futuramente escreverem o seu próprio “Era uma vez”, um incentivo à produção literária, valorizando as potencialidades dos estudantes.
Um projeto pedagógico que respeita as diferenças e valoriza a diversidade é fundamental para aumentar a auto-estima de crianças e adolescentes, além de potencializar o olhar crítico, o empoderamento e as potencialidades de desenvolvimento dos estudantes para que eles possam contribuir positivamente à uma sociedade mais justa e mais preparada para conviver com as diferenças e buscar a equidade social.


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários