Uma homenagem ao trabalho de Eduardo Suplicy na defesa dos direitos humanos

Vereador de São Paulo será homenageado no próximo dia 20 com o XX Prêmio Santo Dias; cerimônia ocorrerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), aberta ao público.

867 0

Vereador de São Paulo será homenageado no próximo dia 20 com o XX Prêmio Santo Dias; cerimônia ocorrerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), aberta ao público

Por Marcos Martins

É com grande prazer que convido a todos para participarem do XX Prêmio Santo Dias, na próxima segunda-feira, dia 20/2, quando o companheiro Eduardo Suplicy, atualmente vereador de São Paulo, será homenageado.

Devido à grande admiração que tenho por Suplicy, todo seu trabalho desenvolvido ao longo de sua vida parlamentar e sua intensa trajetória na defesa dos direitos humanos, protocolei em 2016 uma indicação ao Prêmio. Agora, na próxima semana, teremos a honra de ter Suplicy na ALESP.

Seu trabalho foi reconhecido também nas urnas, quando, na última eleição, foi eleito vereador da capital com 301.466 votos, tornando-se o parlamentar mais votado em toda a história democrática de São Paulo. Antes disso, Suplicy já ocupou também os cargos de deputado estadual e federal e foi senador por 24 anos, quando idealizou o programa Renda Básica de Cidadania, o Renda Mínima.

Com uma personalidade marcante, Suplicy se mostra, diariamente, um grande cidadão e torna isso visível em suas ações como parlamentar, destacando-se pelo seu trabalho em defesa de minorias e de pessoas em situação de vulnerabilidade, e, principalmente, em defesa da vida. Por isso, inspira pessoas de todas as idades a se interessarem mais pelos problemas sociais de sua cidade, estado e país.

Por toda sua trajetória, convido todos a estarem presentes e homenagearem essa grande figura da política brasileira. Nos encontramos no dia 20/2, às 20h, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

suplicy
* Marcos Martins, deputado estadual









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários