Diogo Mainardi xinga Reinaldo Azevedo no Twitter

Discussão começou após Azevedo publicar críticas ao juiz Sergio Moro, que, segundo ele, “esmagou o devido processo legal com um desassombro inédito em tempos democráticos” Por Redação...

237 0

Discussão começou após Azevedo publicar críticas ao juiz Sergio Moro, que, segundo ele, “esmagou o devido processo legal com um desassombro inédito em tempos democráticos”

Por Redação

A briga entre dois ícones da direita brasileira movimentou as redes sociais nesta sexta-feira (12). O blogueiro da Veja Reinaldo Azevedo postou no Twitter um texto em que provoca Diogo Mainardi, do site O Antagonista, após ser acusado por ele de querer tomar o lugar de Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente Lula.

O desentendimento surgiu porque Azevedo publicou, em sua coluna na Folha de S. Paulo, críticas ao juiz federal Sergio Moro, depois do depoimento dado ao magistrado pelo petista na quarta-feira (10). “O antigo Babalorixá está mesmo sendo julgado por um tribunal de exceção de Banânia. Sergio Moro esmagou o devido processo legal com um desassombro inédito em tempos democráticos”, escreveu.

Diogo Mainardi, ao ver seu nome ridicularizado no Twitter, devolveu a alfinetada de modo nada educado. “Vai dar a bunda, Reinaldo”, rebateu. Essa não é a primeira vez que o fundador do site O Antagonista ataca seus desafetos com xingamentos.

Há cerca de um mês, ele ofendeu e ameaçou o editor-chefe da revista Fórum, Renato Rovai. O motivo da irritação foi uma matéria publicada sobre o fato de Mainardi ter sido citado pelo ex-vice presidente da Odebrecht Henrique Valladares em delação premiada envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG).









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários