O purgatório de Michel Temer

Confira a repercussão da mídia internacional sobre o mais recente escândalo da República. Expectativa com relação a aprovação das reformas e derrubada da BOVESPA deve ser fatal para o governo Por Vinicius Sartorato*, colaborador da...

155 0

Confira a repercussão da mídia internacional sobre o mais recente escândalo da República. Expectativa com relação a aprovação das reformas e derrubada da BOVESPA deve ser fatal para o governo

Por Vinicius Sartorato*, colaborador da Rede Fórum

Após as denúncias divulgadas nesta quarta-feira (17), a política brasileira teve uma virada brusca. Imediatamente ocorreram diversas manifestações pedindo o impedimento do presidente Michel Temer.

As gravações feitas pela Polícia Federal em conjunto com a Procuradoria-Geral da República das “negociatas” dos irmãos Batista (Grupo JBS) caíram como uma bomba sobre o mundo político, econômico e sobre sociedade brasileira como um todo.

Neste sentido, a bomba não só estourou para nós, brasileiros, mas para todo o mundo que observa atônito a situação. Ontem, alguns meios internacionais já noticiavam o escândalo. Nesta quinta-feira (18), os destaques estavam voltados para as manifestações de rua, os pedidos de impeachment, o envolvimento de Michel Temer, a queda profunda da BOVESPA e a expectativa sobre a aprovação (ou não) das reformas da Previdência e Trabalhista.

Logo, o jornal inglês The Guardian destacou os protestos de rua e os pedidos de impeachment. Nessa mesma linha, o francês Le Monde ressaltava: “Registros destacam o envolvimento do Chefe de Estado em escândalos de corrupção. Os manifestantes exigem a destituição imediata”. Essa postura foi acompanhada pelo canal russo RT; e o jornal italiano La Stampa.

Por outro lado, parte da imprensa internacional concentrou-se nas denúncias e na reação de Michel Temer. O alemão Bild escreveu:  “Após revelações explosivas sobre pagamento de suborno para um confidente em um escândalo de corrupção, o presidente brasileiro Michel Temer cancelou todos os compromissos e anunciou uma explicação”. Essa postura foi acompanhada pelos árabes da Al Jahzeera, pelo argentino Clarín, que também destacou a situação de Aécio Neves, bem como pela Euronews, o New York Times e o Bloomberg.

O purgatório de Michel Temer e seu governo ganhou grande destaque também pelos reflexos econômicos que as denúncias causaram. O espanhol El País deu a seguinte manchete em sua edição nacional: “A crise política no Brasil afunda na Bolsa de São Paulo”. O indiano Times of India, por sua vez, destacou: “Espiral de corrupção no Brasil afunda as esperanças de reformas”. A mesma postura foi seguida pelo Financial Times.

Por fim, a expectativa de aprovação das reformas foi reduzida a zero e, por outro lado, a derrubada da BOVESPA constitui-se em fato que deve ser fatal para o governo.

*Vinicius Sartorato é Sociólogo, Mestre em Políticas de Trabalho e Globalização pela Universidade de Kassel (Alemanha).









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários