Temer pretendia ser candidato em 2018

Animado por estudos levados a ele pelo ministro Moreira Franco (PMDB-RJ), o presidente estava convencido de sua viabilidade eleitoral e já fazia planos de concorrer à reeleição em 2018. Da Redação*...

153 1

Animado por estudos levados a ele pelo ministro Moreira Franco (PMDB-RJ), o presidente estava convencido de sua viabilidade eleitoral e já fazia planos de concorrer à reeleição em 2018.

Da Redação*

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, a delação premiada dos donos da JBS jogou um balde de gelo nas pretensões políticas de Michel Temer. Animado por estudos levados a ele pelo ministro Moreira Franco (PMDB-RJ), o presidente estava convencido de sua viabilidade eleitoral e já fazia planos de concorrer à reeleição em 2018.

Temer teria dito a interlocutores que estaria no segundo turno’, dias antes de a bomba explodir em seu colo. Pelos planos dele e de Moreira, a reforma da Previdência seria aprovada na Câmara, a economia aceleraria no próximo ano e a popularidade do presidente subiria.

A jornalista informou ainda que Joesley Batista frequentava não apenas a residência oficial como também a casa de Temer em São Paulo.

*Com informações da coluna de Mônica Bergamo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.





No artigo

Comentários

1 comment

  1. Roberto Responder

    Nós aqui embaixo às vezes temos a impressão que os que estão lá em cima, no Olimpo de Brasília, são muito espertos, diabolicamente maquiavélicos, infalíveis, com um QI maior que o dos gênios. O mundo real não é assim. Eles são humanos. Eles erram, eles dão passos em falso, sim.
    Até o Nassif (que nem chega a ser de esquerda) já fez um diagnóstico preciso: os políticos de direita perderam a capacidade cognitiva por terem sido superprotegidos pela mídia durante décadas. Com isso, se infantilizaram, não têm uma visão precisa da realidade.