Policial que matou motorista negro é absolvido nos EUA

O policial Jeronimo Yanez que matou o motorista negro Philando Castile foi absolvido por júri popular. O crime ocorreu em 6 de julho de 2006, durante uma blitz em St. Paul, Minnesota

126 0

Da Redação*

O policial Jeronimo Yanez que matou o motorista negro Philando Castile foi absolvido por júri popular. O crime ocorreu em 6 de julho de 2006, durante uma blitz em St. Paul, Minnesota, e trouxe à tona o debate sobre a violência policial contra os negros nos Estados Unidos.

Castile estava desarmado e foi baleado ao lado da namorada, Diamond Reynolds, e sua filha de quatro anos. Reynolds transmitiu o assassinato pela web, ao vivo no Facebook Live. Ele estava procurando sua licença e os documentos de seu veículo quando o policial atirou, segundo ela.

Perto do fim do vídeo, de 10 minutos de duração, a filha de Reynolds, de 4 anos, tenta tranquilizar a mãe aterrorizada. “Esta tudo bem, mamãe”, diz a menina. “Está tudo bem, estou aqui com você”.

“Estou furiosa. Sim, estou”, disse Valerie, mãe de Castile, após a absolvição. “O sistema segue falhando com os negros e seguirá assim”.

Yanez perderá seu emprego como policial no departamento de St. Anthony após um acordo para que abandone a carreira.

A decisão de juri causou protestos de centenas de pessoas na cidade de St. Paul, que consideraram mais um exemplo que as reformas da polícia não acabaram com a violência contra os negros.

*Com informações do G1

 



No artigo