Procurador da Lava Jato, Dallagnol dá palestra em congresso de cirurgia plástica

“Gosto dos médicos porque médicos gostam da Lava Jato”, disse ele em evento realizado no Grand Hyatt, hotel de luxo em São Paulo. A animosidade a Lula era nítida na plateia, que quis saber do procurador quando o ex-presidente será preso.

147 0

“Gosto dos médicos porque médicos gostam da Lava Jato”, disse ele no evento realizado no Grand Hyatt, hotel de luxo em São Paulo

Da Redação

O procurador Deltan Dallagnol esteve em São Paulo a convite da ala paulista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Ele foi palestrante em evento realizado no Grand Hyatt Hotel.

Entre estandes de próteses de silicone e palestras como gluteoplastia e mamoplastia (intervenções no glúteo e nas mamas), Dallagnol defendeu a Lava Jato.

“O país está desfigurado. Precisamos de uma cirurgia reconstrutiva. Acho que vim no lugar certo para pedir ajuda”, disse.

“Você já teve um paciente que se olhava no espelho e se achava mais bonito do que era?”. Pois bem, “o Brasil se olhava no espelho e se achava mais bonito do que era. A corrupção vende ilusões”.

Durante a exposição, um espectador perguntou se Dallagnol tem uma “previsão real” para a prisão de Lula. “Vou exercer meu direito constitucional de ficar em silêncio.” A resposta extraiu risos do público.

A animosidade a Lula era nítida na plateia, segundo informou repórter da Folha de S. Paulo Anna Virginia Balloussier.

Um doutor lamentou: a classe médica pode até ser politizada, mas é duro ouvir pacientes dizendo que na época do ex-presidente era melhor. “O povo não sabe eleger.”

O procurador de 36 anos aproveitou o momento para divulgar seu livro “A Luta contra a Corrupção”. E negou que haja seletividade na Lava Jato: “Nós antes éramos os golpistas. Agora nós somos os golpistas dos golpistas? Eu fico confuso”, afirmou.

 

Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

 



No artigo