Jurista argentino compara caça a Lula e outros líderes populares à Operação Condor

Uma das maiores autoridades mundiais em direito penal, ex-ministro da Suprema Corte argentina Eugenio Zaffaroni escreve artigo sobre a tentativa de “eliminar por todos os meios eleitoral e judicial qualquer líder popular capaz de ganhar as eleições contra as grandes corporações” e compara atual momento à...

340 0

Uma das maiores autoridades mundiais em direito penal, ex-ministro da Suprema Corte argentina Eugenio Zaffaroni escreve artigo sobre a tentativa de “eliminar por todos os meios eleitoral e judicial qualquer líder popular capaz de ganhar as eleições contra as grandes corporações” e compara atual momento à Operação Condor, que assassinou nos anos 60 e 70 as lideranças populares da América do Sul

 

Por Redação*    Foto Paulo Pinto/AGPT

 

O ex-ministro da Suprema Corte argentina Eugenio Zaffaroni escreveu artigo publicado ontem no jornal Página 12, de seu país, em que compara a caçada judicial e por outros meios a lideranças populares da América do Sul à Operação Condor, que nos anos 60 e 70 assassinou diversos líderes da região.

 

Cita a caçada judicial a Lula, à líder argentina presa Milagro Sala, ao ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo e outros para dizer que existe uma ‘Operação Condor “judicial”. “Em vez das medidas ultrapassadas das fases anteriores do colonialismo… agora se expande pelo Mercosul a estratégia para neutralizar aqueles que podem oferecer algum problema eleitoral ao totalitarismo corporativo que nossos países sofrem… Ao mesmo tempo é funcional o descrédito da política, para que os lugares sejam ocupados pelos “executivos” das corporações transnacionais.

No caso de Lula, afirma: “Não menos absurdo é o caso de Lula, questionado por um apartamento… que nunca esteve em seu nome ou visitou, mas ele responde ao mais forte monopólio da mídia na América do Sul, criador de uma estrela judicial”, em referência ao juiz Sérgio Moro.

 



No artigo