Zé Anibal sobre Doria: “Enquanto os buracos aumentam, ele briga com Lula”

“O PSDB está se suicidando, como o antigo PFL. Está entregando o futuro do País nas mãos da Procuradoria-Geral da República”, avaliou o professor da USP José Augusto Guilhon-Albuquerque.

91 0

“O PSDB está se suicidando, como o antigo PFL. Está entregando o futuro do País nas mãos da Procuradoria-Geral da República”, avaliou o professor da USP José Augusto Guilhon-Albuquerque.

Da Redação*

“João Doria é um prefeito desfocado. A cidade está piorando, os buracos aumentando, os faróis estão quebrados, o capim aumentando e ele desconhece isso. Fica brigando com o Lula e nomeando gente na Executiva. Esse cara está delirando. Precisa focar na Prefeitura e mostrar resultado. Tem gente tão ou mais competente do que ele pensando no Brasil”, disse o ex-senador José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela.

Aníbal é um dos mais próximos interlocutores de Aécio na cúpula tucana. O senador mineiro se licenciou da presidência do PSDB após a divulgação de um áudio no qual foi flagrado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da JBS, para pagar custos de sua defesa na Operação Lava Jato.

A resposta do prefeito a Aníbal veio por meio do secretário adjunto das Prefeituras Regionais, Fábio Lepique. “Nunca convivi com alguém tão focado na cidade como o João. Mas, como líder político que é, sei que pensa um partido acima de interesses menores ou pessoais. Para ele, o Brasil está acima das boquinhas, sejam de governo, sejam de partido”, afirmou.

O acirramento da disputa interna ocorre no momento em que a maioria dos deputados tucanos e o próprio presidente Tasso Jereissati pressionam a sigla a entregar os cargos no governo Temer. “O PSDB está se suicidando, como o antigo PFL. Está entregando o futuro do País nas mãos da Procuradoria-Geral da República”, avaliou o professor da USP José Augusto Guilhon-Albuquerque.

*Com informações do Estadão



No artigo