O médico cubano negro e a intolerância da nossa elite branca - Blog do Rovai

O médico cubano negro e a intolerância da nossa elite branca

O interesse de uma corporação não pode estar acima dos interesses de toda a sociedade. E os médicos que estão nas ruas vaiando os seus colegas cubanos nunca estiveram nas ruas lutando por melhorias na área da saúde.

A foto que está circulando hoje pela internet de um médico negro de Cuba sendo vaiado por jovens brancas de jaleco branco em Fortaleza é ilustrativa do significado da insana luta a que se dispuseram muitos de nossos doutores. Eles não estão lutando pela saúde da população, mas pelos seus interesses mais mesquinhos. E por isso não aceitam que um negrão cubano, que se brasileiro fosse serviria pra catar suas latas de lixo num caminhão de coleta ou ainda carregar fardos de carga num armazém, venha para o Brasil ocupar um espaço que, inclusive, ele não deseja.

Boa parte da argumentação dos médicos que têm radicalizado no discurso xenófobo contra os que aceitaram trabalhar nos cantões do Brasil é a de que eles estudaram muito para conseguir passar num vestibular. E que os estrangeiros não. Que eles pagaram caro pelo curso. E que os estrangeiros não. Que eles investiram na carreira para ter retorno futuro. E que com a vinda dos estrangeiros isso está em risco. Este argumento final é o verdadeiro x da questão. Boa parte dos nossos médicos decidiram ser médicos para permanecer num patamar restrito da elite. Mas talvez não se deem conta de que esse corporativismo é a base da morte de milhares de brasileiros pobres e miseráveis.

Eles não são contra apenas os médicos estrangeiros ou de Cuba, mais especificamente. Eles também são contra a criação de novas faculdades de medicina. Os conselhos vivem desqualificando as iniciativas do governo pra criar novos cursos.

Ou seja, a foto que está ilustrando este post é significativa para pensar o país que queremos. Se queremos um Brasil da inclusão, onde seja algo normal ser atendido por médicos negros que não sejam cubanos. Se queremos um Brasil onde estrangeiros sejam recebidos com respeito. Se queremos um Brasil onde saúde seja um direito de todos. Ou se preferimos viver num país de brancos de jalecos brancos que exigem ser chamado de doutores exatamente porque se acham acima daqueles que deveriam tratar com respeito e dignidade.

O interesse de uma corporação não pode estar acima dos interesses de toda a sociedade. E os médicos que estão nas ruas vaiando os seus colegas cubanos nunca estiveram nas ruas lutando por melhorias na área da saúde. Os que estiveram e estão nesta luta por um sistema único de qualidade, por exemplo, não se dignam a participar de um papelão desses.

Essa foto fica pra história, como a daquelas dos navios negreiros. Mas neste caso, pelo seu inverso. Porque negros de Cuba aceitaram vir pra cá contribuir pra melhorar a vida de outros negros e brancos pobres. E foram açoitados pelas vaias de brancos e brancas que se lixam pra vida dessa enorme parcela da população. Porque eles são da Casa Grande. E a Casa Grande sempre se locupletou com a péssima qualidade de vida da senzala.

Assista abaixo ao vídeo, onde um grupo de cerca de 50 médicos vaiaram e xingaram os profissionais cubanos, chamando-os de “escravos“.

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

In this article

Join the Conversation

202 comments

  1. Eugenio Peixoto Responder

    O que esse monte de fascistas de branco está querendo é a garantia da continuidade de médicos irem assinar o ponto em hospital público e, logo em seguida, ir atender em clínicas particulares, com a maior cara de pau, como já foi demonstrado no RJ. Pior que a intolerância, só o cinismo e a falta de respeito com os pacientes do SUS desses caras…

    1. Verdade Responder

      Esse nossos nunca tiveram vegonha dessas coisas porque os seus chefes maiores, os politicos, são um bando de calhoas, os piores corruptos. A grande vantagem desses médicos cubanos é que nunca fizeram ou viram colegas fazendo tais safadezas e por isso só deveri ir para cidades que não tenha nenhum, pos tais pragas pegas como carrapicho. E se isso acontecer, quando voltarem para Cuba podem levar essa peste e estragar um dos mais belos paraísoa

    2. Marcela Responder

      Exatamente! Trabalhar apenas batendo ponto é mais fácil…

    3. Marcos Responder

      Só posso dar os parabéns ao PT, por mais uma vez enganar o povão ignorante. É fácil desviar 5 bilhões da saúde ano passado e jogar a culpa da merda q tá a saúde nos médicos. Se médico não vai p interior é pq lá não tem garantia de emprego nem de salário. E médico não é “elite”, médico estuda e trabalha p caralho. Elite é o governo que deita e rola na grana que você paga de imposto.

      1. Elias Sousa Responder

        Você é um irresponsável. Você é um demagogo. Você é um desesperado. A História mostra a mudança e você não parece estar preparado. Você quer acabar com o ENEM, para poder passar no vestibular viciado como um jogo de cartas marcadas. Você quer acabar com o PROUNI, para que estes pobres não cursem a mesma faculdade que você. Você quer uma elite cretina e escondida. Você é egoista. Você é mesquinho. Você é desonesto. Você jamais convencerá com suas idéia. “Sua piscina está chei de ratos e suas idéias não correspodem aos fatos. E o tempo? isso você deveria saber. O Tempo não para.”

    4. sofia Responder

      Verdade meu amigo, fora que como não temos recurso para pagar a clinica destes bonecos que se acham deuses, ainda servimos de experiência quando vamos a um hospital escola.

      1. fab Responder

        Não sei não, mas nenhum desses políticos, independente de partido, precisaram de usar o sus Trazem pessoas de fora(tem seus prós e contras) porém esses nossos queridos representantes que se dizem do “povo”, continuam a usar o Sirio-Libanes, onde a maioria dos médicos é da “elite”, se assim pode se chamar. Para o povo, qualquer médico serve, e para os governantes, só os the best..

  2. cleide Responder

    é vergonhoso o comportamento dos médicos brasileiro, sentir vergonha do que vi e ouvir é lamentável.

  3. Fábio de Oliveira Ribeiro Responder

    Errado. Isto não foi apenas intolerância. Foi uma clara demonstração de racismo e racismo, meus caros, é crime. Estas pessoas deveriam ser identificadas e indiciadas por racismo na Delegacia mais próxima. RIGOR POLICIAL É COISA QUE A ELITE BRASILEIRA TAMBÉM TEM QUE COMEÇAR A RECEBER.

    1. Maria Laurinda Santana Responder

      Verdade…Como pode futuros doutores terem um comportamento destes….

  4. antonia felix Responder

    Amo meu Brasil hoje, em tempos de Dilma e PT porque esta elite branca, arrogante, preconceituosa e hostil tem que engolir a grandeza da cidadania para todos, nem que desça rasgando, mas vai descer sim. Estes médicos metidos a besta vão ter que engolir sim que a medicina é um trabalho humano e não uma vitrine para expor a brancura, a insensatez e falta de humanismo dos médicos que se acham. Em Cuba e em toda parte do mundo todos podem estudar independente da cor ou da origem social. Um dia chegaremos lá. Viva a democracia, viva a vida e mais.
    Meu Deus perdoa aquele/as que não sabem o que fazem ou que dizem para que ainda nesta vida eles/as se reencontrem para não reencarnar para sofrerem e fazer mais gente sofrer. Perdoa-lhes PAI.

    1. Silvio Baptista Responder

      Elite branca? não tem outro discurso? preferem ter razão so pq o traficante diz que isso é certo?

    2. EMN Responder

      Quando se vaiou e hostilizou Yoani Sanchez, foi demonstração de TOLERÂNCIA?

    3. Danielle Faria Responder

      A Dilma e o Lula fazem parte da elite juntamente com os empresários, industriais e banqueiros!!!! Inclusive o filho do Lula importou uma Ferrari e a filha da Dilma esta milionária !!! A filha do Serra virou empresária de sucesso, milionária tb, e a do Fernando Henrique tb deve ter o mesmo perfil!!! Todos os Políticos e família fazem parte da elite!!! As classes C e d e que ralam para o dinheiro render até o final do mês !!! Ledo engano de todos!!! E todos são atendidos no Sírio Libanês, hospital de ponta, sem médicos cubanos!!!! Hospital onde médicos atendem descalços e somente com um estetoscópio, mas o que salva vidas, e salvou a Dilma e o Lula de um câncer não foi humanidade,foram aparelhos de ponta, que descobrem um câncer impossível de ser detectado com através de apalpadinhas e radiografias!!! Não teve tanta sorte o Chaves, pq será ??? Ah, ele se tratou em Cuba, onde não há esquipamento de ponta, Médicos atualizados, remédios eficazes!!!

  5. Gisela Rufino Responder

    Fica difícil dialogar com os colegas médicos. Virou uma luta política mesquinha e quem se prejudica é o povo. Esse povo sofrido que não aguenta mais que o médico nem olhe na sua cara. Sou médica e sou tida como “melhor” por que olho as pessoas e pego nelas. Só por isso! Não é justo! Me sinto mal demais por isso tudo e me envergonho por essa atitude racista, coorporativista, sectária, fascista e xenófoba. Como nordestina, mais ainda, não posso corroborar para esse tipo de reação. Mas vejo uma loucura tão grande de fatos e artigos não fundamentados que fico atordoada. Desculpem-nos!!

    1. Edna Responder

      Parabens vc é uma das poucas excessões,

    2. barbara rodrigues Responder

      parabéns pela sua coragem e determinação de ser médica na acepção da palavra!! acredito nos que são como voce Dra., porque os conheço e sei que eles jamais teriam tal atitude…é realmente vergonhoso, eu sinto vergonha também de viver esse momento, em que nada que venha do governo é bom. não desanime, continue tratando os pacientes como gente!!abs

      1. maggie Responder

        Me sinto envergonhada pelo que já passamos aqui, n só relação a saúde, mas agora, me sinto envergonha, triste de constatar como os interesses desses médicos que vaiam médicos estrangeiros estão tão longe da vida humana.

    3. Elizabeth Carvalho Responder

      Tambem sou médica e tô contigo

    4. wilmar Responder

      Gisele Rufino.. Infelizmente existem poucas pessoas como você nesse pais, que sabem o que realmente acontece num atendimento do SUS, só pra você ter uma ideia, no ultimo concurso aqui na região sudoeste do estado do Parana uma prefeitura abriu mais de 20 vagas para especialistas, e sabe quantos se inscreveram? 2 candidatos. O tempo de espera para uma consulta com especialista aqui passa de 6 meses ate um ano. O que esta acontecendo?? o salario não é atrativo? Esses médicos se acham bons demais para trabalhar para o SUS?? ACHO QUE OS VALORES ÉTICOS DEVEM SER DISCUTIDOS, OU MELHOR , CADE O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA, NÃO VAI FAZE NADA??. Ate pouco tempo eu tinha respeito por essa classe, ESSE TIPO DE ATITUDE, HOJE ME FAZ TER NOJO. Salvo alguns e raros casos como o SEU..

    5. isa Responder

      Se tivesse a opção do polegarzinho pra cima, eu carimbaria, aqui, o meu apoio ao seu comentário.

      Abraços!

    6. Francisco Gadelha Responder

      Também sou médico, colega Gisela e estou passando pelo mesmo que voce. Agora vi que não somos iguais aos do mercado, aos fascitoides de branco que ainda não aprenderam o que é NECESSIDADE e não têm o mínimo compromisso com a dignidade humana, com a educação(porque não têm) e manifestam claramente suas mesquinharias com posturas racistas e proprias de um elitismo economico vazio e indigno.

    7. Maria Laurinda Santana Responder

      Senhora Gisela…Tem toda a razão. Não podemos colocar todos em um mesmo patamar. São poucas as exceções. Não sei o que esta acontecendo com os profissionais desta área. Antigamente me parecia que não tinham tantas megalomanias . Então será que a culpa é dos tempos atuais e sua tecnologia que os deixou mais seguros em cidades em que os acessos aos resultados dos modernos aparelhos lhes dão segurança? Pois, em tempos de guerra se não tem bisturi uma faca serve.Assim, o que esta levando estes profissionais a esta arrogância desmedida? Basta olhar nos Hospitais Escola a empáfia das estudantes de medicina.Meus Deus! Que soberba destas moças.Parecem que são umas divas.O que leva tais criaturas serem assim. Bem, que venham os estrangeiros com sua humildade e consideração com o próximo que alem de doente se encontra menosprezado por nossos deuses de barro…

  6. rairenice bento Responder

    Nossa que vergonha. NÃO SEI SE É ”FALTA DE EDUCAÇÃO” ou só ”IDIOTICE” . COM CERTEZA nenhuma destas criaturas precisam estar na fila de espera ”prá morte” é assim que pessoas humildes divide seus dias… entre saúde esperança é fé ( de um dia de ter um pais DIGNO). Deviam ter mais amor pelo próximo. enquanto muitos estão morrendo eles estão botando banca para trabalhar. vocês precisam de ter um pouco de ética e um mínimo de educação.

  7. JAnja da silva Responder

    Qual é a evidência de que se trata de racismo?

  8. Olívia Gurjão Responder

    Que vergonha! Inimaginável que os manifestantes sejam médicos, formados para promover e preservar a vida. Que horror! Racistas, burgueses, doutores da arrogância. Tratando com fúria àqueles que se dispõe a atender a população carente do nosso país. Recusam-se a trabalhar em locais distantes e não querem que outro o façam. Mais que lamentável, é execrável.

  9. TADEU FERNANDO QUEIROZ Responder

    CHAMAR ESSE BANDO DE ELITE É UMA EXALTAÇÃO!!! ESSE BANDO É CONSTITUÍDO POR PESSOAS MEDÍOCRES E MESQUINHAS!!! HOJE NO SBT FOI DIVULGADA UMA REPORTAGEM A RESPEITO DE UMA GRANDE PARTE DESSES PROFISSIONAIS PARTICIPANDO DA FARRA DOS MÉDICOS NO RIO DE JANEIRO: OS HIPÓCRITAS BATIAM O PONTO NO HOSPITAL PÚBLICO (QUE DE PRAXE ESTAVA LOTADO DE PACIENTES) E DEZ MINUTOS DEPOIS JÁ ESTAVAM A CAMINHO DE SUA CLÍNICA PARTICULAR. A SEMANA PASSADA FOI EM SÃO PAULO. COM CERTEZA ISTO DEVE ACONTECER EM TODAS AS REGIÕES BRASILEIRAS!!! E ESSES OBTUSOS QUEREM XINGAR ÀQUELES QUE REALMENTE CHEGARAM AQUI PARA TRABALHAR, PRINCIPALMENTE, ONDE AS PATRICINHAS E OS PATRICINHOS NÃO QUEREM IR??????????? AH, TENHAM PACIÊNCIA!!!! VÃO REESTUDAR EM CUBA!!!!

  10. Edna Responder

    Se os nossos Medicos “Brasileiros cumprissem suas horas nos hospitais publicos pela qual recebem, isso nao estaria acontecendo, mas o serviços publico virou o famoso “bico”, onde nao se pode mandar embora.
    Então senhores de jalecos brancos engulam essa.. pois os que vem de fora talvez seja mais competentes que vcss que dizem ‘APTOS”

  11. Heli Donizeth Responder

    Grande e vergonhoso o comportamento de alguns médicos e uma meia dúzia de racistas brasileiros para com estes Médicos Cubanos que estão aqui esta para trabalharem, não para ficarem reclamado e escolhendo aonde querem trabalharem como grande parte dos nosso Médico o fazem.

  12. É o mesmo Responder

    è am mesma direita raivosa e branca de que quando aqui chegaram as primeiras levas de trabalhadores africanos, sem os quais o Brasil não seria esse país rico que pode até contratar os melhores méicos do mundo para sua populçao pobre pagando a peso de ouro,

  13. Celene Responder

    Pelo menos eles vieram para trabalhar e não ficar ricos,os daqui só pensam em ganhar muito dinheiro e não atendem as pessoas com humanidade…

  14. É a mesma Responder

    É a mesma direita raivosa e branca de que quando aqui chegaram as primeiras levas de trabalhadores africanos, sem os quais o Brasil não seria esse país rico que pode até contratar os melhores médicos do mundo para sua população pobre pagando a peso de ouro,

  15. É preciso Responder

    Tem universidade pública que já faz a 5ª chamada por não ter gente para preencher suas míseras 70 vagas, quando toda universidade cubana preenche todas as 200 de cada curso e ainda fica milhares esperando. Portnato, enquanto não se combaer esssa burrice nacional, vamos precisar importar médicos, soldaddos, engenheiros, motorista de ônibus, etc, e Cuba tem tudo que do da mais alta qualidade.

  16. Tô com medo Responder

    Se a parte pol´tica mais civilizada que temos no Brasil a eszqueda, deu tapa na bloqueira cubana e ainda manteve esse em cativeiro em porão de livraria, fico como do que pode acontecer com esses médicos cubanos, nunca tinha visto um povo tão sem educação, embora todos os índices sempre disseram que burrice é o grande prato do brasileiro, parece que essa já entra com o feijão que come

  17. O que quer essa gente Responder

    Se querem o revalida desse e dos demais que ainda virão, é só mandar as provas que o governo de Cuba aplica, pois se for o governo brasileiro terá que naturalizar todo que for aprovado. E o fato de suporem sem qualidade por não ter feito , estão julgando pelo nível imoral e corruptp dos nossos políticos, que fosse o contrário, mandaria só porcaria.

  18. Thais Responder

    Tanto esta imagem, quanto o acontecido é de fato vergonhoso. Bem como estes argumentos fracos de médicos e estudantes que demonstram ser apenas máquinas de reprodução de um discurso aprendido em todo um contexto familiar patriarcal. Eu sei disso, consigo ouvir os pais de muitos colegas meus dizerem que batalharam muito para os seus filhos poderem cursar medicina… E dizem isso com orgulho, como se isso os tornasse mais capazes de qualquer coisa que os outros. Mas daí a dizer que este é o argumento da maioria, não o torna uma máquina de reprodução diferente dos que você aponta o dedo.
    O problema é que esta discussão se reduz, em maioria, a pessoa de elite ou ao menos de classe média que pensam no povo, mas que estão cansadas de conviver e ouvir outras pessoas de elite que buscam um status que visa perpetuar o preconceito e as diferenças sociais.Só que este é o panorama de quem está nas mídias sociais, desta mesma elite que fica discutindo, discutindo enquanto existem crianças morrendo e médicos brasileiros se matando de trabalhar ou estudar.
    A realidade de algumas universidades e de muitos médicos não é esta. Como você mesmo disse, os médicos que lutam pelo SUS de verdade não estão aí, nestes protestos vergonhosos, mas muitos deles não são a favor deste programa. E para esta maioria, os argumentos não se baseiam em dinheiro ou em status, mas em saúde pública. Generalizar estes argumentos vergonhosos a classe médica é tão bárbaro quanto generalizar os profissionais pela sua origem.

  19. José Carlos Responder

    O grande problema é o governo repassar nossa indignação como interesse corporativista, falar que negamos o atendimento aos institutos mais carentes e não querem abrir os olhos nem para o problema interno e externo…algum crítico ai pergunto o porquê da nossa indignação? Alguém por um acaso, que nunca pisou se quer em um posto de saúde, uma upa, ubs e afins sabe com que dificuldade lidamos lá? Não é a falta de profissionais, mas a falta de medicamentos, de macas, de aparelhos…quantas pessoas devem morrer em nossas mãos por enfermos de fácil controle para que se perceba isso?? e quem responde por isso?? Qual o nome que está em jogo? E vocês que vivem reclamando do governo sabem se somos pagos pelas prefeitura pontualmente todo mês?? Pois é. não, não somos.E as desculpas são as mais variadas, desde não temos verbas até cortes inexistes de gastos públicos. Pois é, temos contas a pagar também…chato né, médico é humano….
    Agora o lado externo, estamos financiando um governo com um regime que, teoricamente, somos contra e uma política escravocrata que mais uma vez em teoria somos contra…são R$10,000 repassados para o governo de Cuba que eles usarão da maneira que quiserem, e para um profissional que ganha 120 merrecas tá ótimo, pois vive em um regime ditatorial comunista onde ele acredita que trabalha em prol do povo…
    E detalhe, ele não vai resolver o problema da saúde do Brasil, ele não vai se transformar em medicamento ou maca..e sem critérios para a exercer a medicina, sabe-se lá o quê ele vai receitar ou indicar para a população que confia fielmente em uma pessoa com jaleco branco…Você se arriscaria em consultar-se com um médico sem referencia?? pois é, o pobre povo não tem escolha…e estarem vaiando o cubano por ser negro????? pelo amor de deus né!!! Puta discurso sensacionalista ridículo!! Não estamos vaiando o cubano especificamente, mas o governo que os trouxe aqui e o que os mandou aqui…O recado e para a Dilma e não para eles. Ponham a mão na consciência e reflitam sobre o estado da saúde do seu país q quem não aguenta mais sofrer com esse sistema…Desçam uma pouco do seu pedestal e vão passar um dia inteiro atendendo em postinho no interior, eu os desafio a não se indignar e xingar até mãe da Dilma.

    1. mariana Responder

      Dr(?!) Zé Carlos, falta-lhe informação, o que não é o caso de médico de Cuba, que tem educação integral, adquirida desde a mais tenra infância, via seus ciclos de interesse e o eficientíssimo sistema educacional cubano. Leia, Cuba tem índices de excelência também nessa área. Sou professora e Sei. Na verdade acho que deveríamos inclusive importar metodologia, conteúdos e até professores de lá. Porque acima de tudo eles são automotivados por um sistema político revolucionário onde não há classes sociais e todo o povo tem acesso a suas necessidades básicas. Vá lá ver, dotô ! Solidariedade é seu forte, haja vista que vêm sobrevivendo todos estes anos a um pueril e covarde bloqueio econômico que não lhes trouxe fome, miséria, nem epidemias. Dotô tem lido o que fazem os seus colegas daqui nos hospitais públicos e afins ? Vão lá, batem ponto, já deixam os carrões na calçada e… somem ! Anteontem um deles quase foi linchado pela população de Araruama, tentando lanchar na padaria, depois que TEVE QUE ficar mais um pouquinho no hospital. Leia, dotô, tem nome, filmes e fotos veiculados. Ao invés de se organizarem para covardes e ILEGAIS atos xenófobos e claramente racistas, por que não fazem um manifesto DOCUMENTANDO seus salários atrasados e motivações alegada ? Façam um site na internet, documentem, dotô, Com provas, difícil refutar. Fácil resolver. Afinal, os dotôs são nossa única classe de trabalhadores que não tem nem problema de estágio (remunerado) nem de desemprego. Suas contas pagas são visíveis nos… por ex… seus carrões, aqueles que os do Rio deixaram nas calçadas, contra a lei, atrapalhando os pedestres. Que naturalmente ficaram na fila do Hospital e não foram atendidos… porque dotô bateu ponto e foi pras suas onerosíssimas clínicas particulares. Consulta médica aqui custa no mínimo MEIO salário mínimo vigente. Num País que tem melhorado bastante, leia, dotô, estamos nas manchetes internacionais em crescimento, subindo a patamares de sonho. Os médicos cubanos são contratados via acordo com OPAS e sim, repassam parte de seus vencimentos DAQUI ao governo que lhes dá comida, casa, educação, saúde e sustento, eles NÃO PERDEM seus empregos em Cuba. E são educados com a visão internacionalista da medicina, como maneira de prestar serviços humanitários, leia mais, dotô,. Vá lá ver. Vá conhecer suas vitoriosas pesquisas em dermatologia, Alzheimer e Parkinson, por exemplo. E seu eficientíssimo programa epidemiológico. Vá lá, dotô. E cá entre nós, seu corporativismo defendendo suas colegas racistas e xenófobas e o chefão do CRM mineiro que incitou vocês a omissão de socorro, mais os fantasmas do bate-ponto-e-some está querendo incluir defesa aos salários dos médicos cubanos ?! Eles pediram ?!? Informe-se, dotô Zé, procure seus colegas que há muito exercem medicina humanitária e comprometida, sabia que há deles aqui também ??? Estavam trabalhando enquanto vocês foram pras ruas e aeroportos vaiar, criticar vaziamente, por postos onde, dotô sabe, vocês JAMAIS iriam. Repassam parte do ganho sim, por motivos ideológicos, bem melhores dos que nós repassamos milhares de dólares ao exterior via centenas de multinacionais que aqui há anos funcionam. Dotô sabe como são tratados os estrangeiros que elas empregam ? Informe-se, dotô, é concorrência desleal e até rude com nossos trabalhadores. Vão e voltam limpinhos, seus lucros estão lá, nas suas matrizes, há anos !

      1. I.F.Neto Responder

        Querida Professora Mariana, lindo e ilustrativo o seu comentário. De uma sinceridade e exatidão de fatos sem par, seja feliz. Quanto a esses médicos, estão pela primeira vez vendo na prática o que é luta de classes. Eles nem sabem o que é. Mas lutam bem, com as armas improvisadas dos guerreiros sem argumentos. O que falta em argumentos, sobra em truculência. Lamentável.

  20. carol Responder

    existem médicos e médicos, galera. aqueles que exercem por amor ao próximo e aqueles que exercem por status, não vamo generalizar. quem deveria receber vaias e mensagens de nojo são os governantes, que brilhantemente manipulam e incitam o povo e desviam o foco de si, quando são os políticos que tratam a saúde do nosso Brasil como se fosse brincadeira. E aos cubanos, espero que consigam praticar a medicina que tanto amam mesmo com as condições sub-humanos que nosso governo de merda dispõe pra eles- já que preferiram importam médicos como se fossem mercadoria ao invés de investir na melhora da saúde e na vida em geral da população que tá sofrendo nas regiões descentralizadas do nosso país.

  21. Thais Responder

    P.S. todo o meu texto foi uma crítica a generalização que o senhor escreveu no segundo parágrafo em relação aos argumentos da maioria, de resto, assino embaixo. Estes 50 homens brancos, não merecem nenhuma defesa.

  22. Lucas Responder

    Falácias e mais falácias.. Pão e Circo… Medidas eleitoreiras e descabíveis! Isso NÃO vai melhorar a saúde da população!!!

  23. Rodrigo Leme Responder

    A manifestacao em si é estúpida, por mais que haja motivo para criticar o programa.

    Mas tão estúpido quanto é querer dizer que isso tem a ver com negros X brancos. Ele seria vaiado se fosse branco, verde ou azul. Querer arrastar isso para racismo so para acelerar o argumento é desonesto.

    1. Ronaldo Responder

      Eles foram chamados de escravos!, se isso não for racismo não sei mais o que é.

    2. Ligia Responder

      ” tão estúpido quanto é querer dizer que isso tem a ver com negros X brancos”
      porque não estão vaiando e vociferando contra os portugueses e espanhóis?

    3. Ananda Responder

      Exatamente! Já é o segundo site que divulga essa foto com a intenção de dizer que os manifestantes estão com racismo… Texto altamente tendencioso.

    4. Carlos Machado Responder

      Entendi mais como uma uma analogia, não creio que a intenção foi literal.

    5. ANA OTAKE Responder

      RODRIGO LEME, FAÇO DAS SUAS PALAVRAS AS MINHAS, ESSE TEXTO FOI MAIS FEIO DO QUE AS VAIAS, MOSTROU MAIS PRECONCEITO COM OS MÉDICOS BRASILEIROS DO QUE O SUPOSTO RACISMO QUE NÃO EXISTE NESSA QUESTÃO QUE É POLÍTICA E NÃO RACIAL.

    6. Jésus Araújo Responder

      Parece que o comentador não acompanhou bem as manifestações, referências a navios negreiros, negros etc. Se os médicos contratados fossem suecos, seriam bem recebidos, já que não irão incomodar, pois os médicos contratados trabalharão em lugares onde médico brasileiro não pisa, Houve, sim, manifestações de preconceito racial e social.

      1. Maria Laurinda Santana Responder

        Concordo plenamente com o senhor. Pois, não li nenhuma reportagem em que fossem vaiados os médicos de outros países Portugal e Espanha ou qualquer que seja da Europa( brancos).Apenas os de Cuba por serem negros. Que racismo tem este Terceiro Mundo…

    7. Jonathas Responder

      É racismo SIM.
      Nenhum desses babacas fizeram isto com os médicos espanhóis que chegaram já tem uma semana.
      É muito mais fácil humilhar um pobre e um negro, PORQUE ???

    8. Carlos Santos Responder

      Se eu e tu estivéssemos discutindo futebol e tu ou eu, zangado um com o outro, sem argumentos, acabássemos chamando de escravo ou outro nome pejorativo, caso fossemos da cor negra, achas que não seria racismo? É o mesmo que acontece aqui. Os médicos ficaram sem argumentos e acabaram por escolher as ofensas da cor como o argumento. O que achas disso?

    9. Daniel Pereira Responder

      Por quê não chamaram então, os médicos espanhóis de escravos?

    10. Marcela Responder

      Como não tem a ver? Veja os gritos: escravos! escravos!

      1. fab Responder

        Na verdade o termo escravo, se refere ao modo no qual irão trabalhar. Quase tudo o que eles ganham irá para ditadura cubana. Por isso esse termo escravo….

  24. Antonio Santana de Oliveira Responder

    Os médicos brasileiros querem continuar fingindo de médicos, pois são muito ruim, são péssimos a gente vai 3 ou 4 vezes para o cara acertar qual é o nosso problema de saúde, isso quando acerta. Agora estão com medo da concorrência será que os médicos de fora são melhores que os médicos brasileiros?

  25. Uma parte Responder

    Como cearense é gaito esses devem estarem com pena desses, posto que, se tivesssem escrito no outro programa, iria ganhar mais R$10.000,00, fazer pé de meia, junto com outras meias das boas, largaria medicina para ser politco dos mais safados e imorais, e ainda poderia ir morar na luxíssima Brasília, dando deda na bunda do povão

  26. Olimpia Rosa Responder

    Não sei se é pior a forma que essa garotada recebeu os médicos estrangeiros, que não são culpados pela forma que estão sendo impostos pelos ditos governantes, sem certificados validados e sem domínio do idioma, ou o racismo na colocação que essa postura vem da Elite Branca, ainda mais quando a garota que aparece gritando com a mão no rosto é visivelmente produto de miscigenação, algo presente em praticamente todas as nossas famílias. Ridículo que matérias racistas como essa proliferem manipulando, pois certamente as garotas que aparecem, não foram as únicas a vaiar, da mesma forma que o médico negro não era o único a ser vaiado. Que jornalismo feio!!!!

  27. claudia Responder

    Estou com vergonha Brasil….racismo, preconceito e intolerancia!!!!

  28. Márcio Mendes Responder

    Sou a favor da importação de Mais Médicos, e sugiro a exportação de muitos que temos por aqui. Com certeza a troca seria bem vantajosa.

  29. Fernanda de Oliveira Responder

    Que comparação idiota! Quem é mais racista? Eles ou você? Que compara os médicos cubanos, porque são negros, a escravos?

  30. socorro Responder

    Eu tenho quatro cães que se comportam melhor do que esses médicos.

  31. Carlos Machado Responder

    Renato Rovai, vc conseguiu em seu texto expressar tudo o que pensam muitos, inclusive demais profissionais da saúde (recente açoitados pelos médicos do Brasil na tentativa de aprovar o degradante “ato médico”). Um abraço.

  32. Marcobam-bam do Lins Responder

    Não vi ato de racismo algum…escravos eles estão sendo no trabalho…e venhamos e convenhamos que defende essa vinda dos cubanos amanha vai numa consulta com esses manifestante…pura hipocrisia…defende os cubanos sem revalida e vão se consultar numa clinica particular…

  33. Leslie Responder

    E’ triste saber que no Brasil ainda existe preconceito contra “cor”. Especialmente num pais misto. Além disso, o fato de empregadas domesticas serem consideradas menos do que outras pessoas, incluindo médicos., e’ um fato assustador. Moro no exterior há anos e aqui, pelo fato de não existir a classe “empregadas domesticas”, as pessoas sao tratadas com respeito. Normalmente as pessoas da classe media fazem elas mesmas i serviço domestico. Quando contratam alguém para limpar, normalmente tem que pagar quase o mesmo que elas mesmas recebem por hora. E quem presta o serviço de limpeza muitas vezes sao estudantes universitários que precisam de um extra para pagar a faculdade.
    Nas famílias de classe media também os jovens tem que ajudar, diferente dos mimados filhinhos de papai no Brasil, que quando estão entediados por não terem nenhuma responsabilidade, vão ‘as ruas espancar “empregadas domesticas”.
    Triste saber que seres humanos no Brasil não sao tratados como tal porque tem cara (ou sao) empregadas domesticas….ainda bem que eu sai desse pais.

  34. Henrique Simões Responder

    Tristeza e dor. Vergonha, sobretudo. Vontade de abraçar e beijar @s médic@s estrangeiros que estão chegando. Recebê-l@s fraternal e devidamente como merecem, como irmãos – somos todos humanos ou não?

  35. Lucca Lee Responder

    Renato Rovai é um homem incrivelmente burro. E SEM VERGONHA DA SUA BURRICE. O médico cubano era negro sim, mas por acaso. Se ele fose branco não deixaria de ser vaiado e que fique claro que os médicos que estavam vaiando não vaiavam por serem brancos e sim por serem individualistas. Querido Renato Rovar… cria vergonha na cara

  36. Elsantos Responder

    Aí está a prova que esses “médicos” são uns despreparados e desqualificados e delinquentes de jalecos,não estou generalizando a classe e sim esses manifestantes do Ceará. Esse tipo de protesto manifestação é RACISMO,DESRESPEITO e falta de ÉTICA. Existe ótimos profissionais na medicina,aqueles que realmente exercem a função com Amor e dedicação aos seus semelhantes esses sim são verdadeiros MÉDICOS. Bem vindos nossos “hermanos” Cubanos,Argentinos,Bolivianos etc. Não se pode julgar as pessoas pela sua aparência sua etinia e sua postura. A suposta jornalista Micheline Borges foi infeliz nos seus comentários, é tão despreparada quanto os manifestantes. Onde está os direitos humanos? O caso é de polícia.

  37. Rômulo Responder

    Muito simplista, superficial e totalmente desnecessário o artigo. Primeiro que nenhum médico pensa em fazer medicina por status ou dinheiro até porque se pensa assim não consegue terminar o curso. Fazemos medicina por amor ao próximo até porque vendo a situação da saúde e a remuneração recebida, nenhum médico hoje em dia pensa em ficar rico, quem pensa em ficar rico vira político ou mensaleiro. Também não somos contra abrir novos cursos de medicina, somos contra abrir cursos sem estrutura, sem professores, sem hospital escola, pois esse tipo de faculdade não formará médicos de qualidade para atender a população. Finalizando não somos contra vinda de estrangeiros, somos contra a vinda de médicos que não comprovem qualidade e se são realmente médicos e para isso existe o REVALIDA, uma prova que serve para comprovar que o médico tem um conhecimento mínimo para exercer a medicina. Já que você se considera tão preocupado com a população devia pensar nisso. Não use uma questão tão complicada para chamar atenção reduzindo-a a uma questão racial, não é e nunca foi esse o motivo. Antes de sair escrevendo um monte de asneira sem fundamento, sem estudo, sem capacidade procure conhecer os reais motivos de toda essa politicagem do governo e verá que eles não estão nem um pouco preocupados com a população, só querem garantir mais quatro anos no poder.

    1. Maria Laurinda Santana Responder

      Belas e coerentes suas palavras. Contudo, talvez o senhor seja uma daquelas exceções que atende com respeito e dignidade seus pacientes. Também observei a palavra amor.Sendo pouco utilizada pelo meio médico.Mas, fiquei feliz em ler algo de uma pessoa que me parece nobre e estar aquém destes deuses que se intitulam médicos e que na hora de atender viram o rosto para o pobre que esta a sua frente. Sinto o quanto são ingratos alguns estudantes de medicina ,pois quando estudam anatomia o cadáver(penso que ainda seja assim) que analisam é bem provável que seja de um indigente ali exposto para que depois de formados tenham estas atitudes .

  38. Prof Manoel Responder

    Engraçado que os médicos brasileiros podem atuar em outros países como EUA, Inglaterra, Alemanha e ninguém reclama disso, tenho certeza que não fazem esta palhaçada em outros países, deveriam fazer o mesmo em outros lugares para esse bando de gente que quer moleza

  39. Renate Elisabeth Schmidt de Aguiar Responder

    É um assunto que está dando o que falar. Porém reparei que os que estão vaiando são jovens. Mesmo sendo estudantes de Medicina ou formados, são inconsequentes. Não representam a classe médica, isto é, esta não deve estar de acordo com a utilização desta baixaria toda.

  40. jhelia Responder

    Que vergonha ,tratam a saúde publica da mesma forma que trataram os médicos cubanos.

  41. suely Responder

    Vendo estas imagens, sinto vergonha de ser brasileira!!! Se nossos médicos não vão para os lugares onde impera a pobreza , por que vaiar os proficionais que aceitam ir socorrer nossos irmãos q estão a margem do mínimo de respeito que todo brasileiro merece? Nossos “médicos” filhinhos de papais tomem seus lugares junto aos que necessitam que não haverá necessidade de médicos estrangeiros ter que vir fazer o trabalho de vcs!!! É nojenta essa hostilidade !!!!

  42. Nathur Responder

    Um absurdo esse corporativismo. Mas o texto forçou a barra. Eles não vaiaram o cara por ser negro, alias tinha 1 ou 2 negros apenas. Eles tavam vaiando todo mundo. E chamara de escravos, não por serem negros, chamaram de escravos pois vão receber uma fração do montante do valor pago pelo governo brasileiro.

    Não concordo com essas manifestações, e acho que eles erraram. E também não concordo com esse complexo de perseguição, onde tudo que é polêmico é por causa da cor. Ninguem falou dos médicos brancos vaiados.

    Sem perceber vocês (os pseudo politicamente corretos) estão disseminando exatamente o que querem combater: o racismo. Aos poucos ser branco está virando pecado. O preconceito é algo monstruoso, não importa para quem: negro x branco; branco x negro; católico x cristão x macumbeiro x ….; magro x gordo e assim vai.

    A atitude foi idiota e corporativista, mas não foi racista.

  43. Mariana Nane Responder

    Vergonha do nosso povo, receber convidados assim. E acho lamentável esse olhar etnocêntrico que tenta criminalizar a maneira que o recurso é repassado para o governo cubano. É um falta de entendimento absoluto do compromisso que esses cidadãos tem para com o seu povo.

  44. José paraiba Responder

    Médicos brasileiros não se impõem só e tão só pela “APARÊNCIA”. A maioria se “notabiliza” por marcar “ponto” com dedos de silicone para vários coleguinhas, naquelas odiosas patotinhas. Eles não fiscalizam
    o serviço de enfermagem q sem recursos, físicos ou de aprendizado, aplicam, vez por outra, VASELINA ao invés de soro, talvez por “preguiça” de ler os rótulos.Estão sempre sendo misturados os produtos porque FALTAM MÉDICOS RESPONSÁVEIS PARA ORGANIZAR SIMPLES BALCÃO NOS HOSPITAIS E PRONTO-
    ATENDIMENTOS ÀQUELES SERES COM CARA DE “EMPREGADA DOMÉSTICA”

  45. maria Responder

    E nesta hora que sentimos vergonha de ser Brasileiro. por atitudes de algumas pessoas, os medicos que vieram de Cubas ! so querem trabalhar. se os Brasileiros nao querem! deixem os outros fazer o trabalho

  46. Anna-Karin Stefi Lindqvst Responder

    Sou medica e moro na Suecia desde 2008. Trabalho no pronto socorro do hospital escola da Universidade de Stockölm,mas, frequentemente sou deslocada, juntamente com outros medicos daqui para cidades da regiao norte, na fronteira com a Finlandia e Noruega. Isso e comum aqui a faz parte dos votos que fizemos em nossa formatura. Fico estarrecida com o que vem ocorrendo no Brasil, em que o Conselho de Medicina tem feito todo esse estardalhaco diante dos medicos estrangeiros que irao ao Brasil pra trabalharem. Ta faltando etica na profissao… Uma pena.

    1. Eliane Andrade Responder

      Quero deixar aqui os parabéns para MEDICA ANNA-KARIN

    2. EMN Responder

      Olá, Anna. Sou médico também. Se eu quiser trabalhar na Suécia com voce, será que vou precisar fazer alguma prova para provar conhecimentos mínimos? Ou médicos de qualquer país podem ir trabalhar na Suecia sem fazer prova nenhuma? No Brasil não precisa mais. Qualquer um pode vir. Bom, né? Que pena que na Suécia não é como no Brasil. Talvez porque a Suécia seja mais civilizada? Ou menos? Ou será que a elite branca da Suécia tem mais força que a elite branca brasileira?

  47. Graziela Azevedo Responder

    Só tenho uma coisa para dizer, para esses médicos brasileiros: Vocês que são escravos: Escravos da falta de ética ignorância e mesquinhez. Como vocês, são pequenos que atitude desprezível, sem vergonha, sem moral, vazios, ocos, máquinas de atendimento humano. Dá um nojo insuportável. Pena que não existam cloro bom, tanto para limpar e clarear as consciências e jalecos. Se existisse e fosse vendido e obrigatório o uso com certeza o inventor estaria rico.

  48. Carlos Responder

    Os petistas lixo querer transformar as justas críticas a ditadura cubana em racismo… Tentem outra lixos, eles são escravos sim, mas escravos de Fidel

    Ps. Não eram os petistas que chamaram o Barbosa de “negro vendido” quando ele condenou o criminoso José Dirceu ?

  49. Valentina M. B. Lemes Responder

    Cadê o juramento de Hipócrates desse babacas?

    “Prometo que, ao exercer a arte de curar, mostrar-me-ei sempre fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da ciência. Penetrando no interior dos lares, meus olhos serão cegos, minha língua calará os segredos que me forem revelados, o que terei como preceito de honra. Nunca me servirei da minha profissão para corromper os costumes ou favorecer o crime. Se eu cumprir este juramento com fidelidade, goze eu para sempre a minha vida e a minha arte com boa reputação entre os homens; se o infringir ou dele afastar-me, suceda-me o contrário.”

    Bem, mas depois da morte do calouro o jovem Edison Tsung Chih Hsueh na piscina da Associação Atlética da Faculdade de Medicina da USP e dar no que deu embora isso seja patético, mas esperado esses pseudos médicos doutores sem doutorados…

  50. Junio Libarino Responder

    Se parece mais com cenas de ficção jurássica do que uma realidade em pleno século 21 !!! É muito lamentável esta recepção truculenta, mal educada a profissionais de saúde que vieram para somar, e não para substituir ou subestimar a nossa suposta elite brasileira da saúde, não sei se chamaria de elite com a mesma visão unilateral da maioria fazendo alusão à classe, pois o verdadeiro elitismo envolve bom caráter, altruísmo, equidade, nativismo, ética profissional, e tudo isto ausente nestes “filhinhos de papai” paparicados ao extremo, que nunca aprenderam a crescer como homens e mulheres de bem, evidenciado por atitudes de meninos mimados como esta. Nossos queridos médicos precisam voltar para casa para aprenderem ou reaprender o respeito pela vida, pelas autoridades, e o respeito próprio, voltar pra casa pois não se aprende isto na academia de medicina, estão atrasados no tempo. Meus sentimentos doutores Cubanos, sejam bem vindos, e apelo a se vacinarem contra este vírus contagioso no Brasil.

  51. silvio Rangel Figueiredo---- Responder

    Agora , as lideranças médicas do Brasil que venham a público se desculpar sobre a forma irracional como se comportam alguns agitadores da classe que agridem a própria pátria e aos ilustres médicos cubanos que aqui vieram para prestar um serviço de alta dignidade e solidariedade ao povo brasileiro.

  52. GUSTAVO Responder

    A MALDADE ESTÁ NOS SEUS OLHOS. ESTAVAM VAIANDO A TODOS OS PRESENTES, INDEPENDENTEMENTE DA COR DA PELE. E QUANTO AO VÍDEO DOS “ESCRAVOS”, ME DIGA SE A MANEIRA COMO ELES VÃO TRABALHAR, SEM PODER TER A COMPANHIA DA FAMÍLIA E RECEBENDO APENAS UMA PARTE DO QUE DEVERIAM NÃO É ESCRAVIDÃO. SEU TEXTO NÃO CONDIZ COM A REALIDADE E APENAS SE APROVEITA DE UM FATO PARA GANHAR AUDIÊNCIA.

  53. Everaldo Costa Responder

    Pergunto – e vou perguntar em todos posts nos blogs progressistas: Não cabe processo contra presidente do CRM de Minas por estimular a quebra do juramento por parte dos médicos que ele representa? Sendo ele presidente do órgão que fiscaliza a ética da profissão, pode o próprio pregar algo que vai de encontro à própria ética?

    1. sonia divina Responder

      pelo visto processo aqui so contra pobre puta e petista

    2. Felipe Responder

      Cabe um processo contra o governo PTralha também!

  54. Mariana Responder

    Não concordo com esse tipo de reação. Totalmente desnecessária. Mas acho bom deixar claro que a baderneira nao foi feita pq ele é negro….. isso foi feito para negros, mulatos e brancos. resumindo, para todo e qualquer médico cubano.

  55. Tarciso Barbosa Paixão Responder

    Que vergonha para a formação médica, á uma deformação humana. Vemos dois projetos em disputa: o da medicina capitalista e o da medicina social. Prefiro o modelo da medicina social, opção da medicina cubana.
    Duvido que um gestor público consiga que a maioria dos médicos, que assinou um contrato com o estado em seus três níveis, forasederal, estadual e municipal, contratos com carga horária e remuneração, cumpra o tempo de trabalho previsto. E sempre falam da qualidade do atendimento, quando em menos de duas horas atendem de afogadilho, com total desrespeito ao paciente e se mandam para seus consultórios, em seus horários de trabalho.
    Grande parte destes médicos só entrem no serviço público para garantir uma aposentadoria fácil.

  56. Nicolas Coca Responder

    Brasileiro ainda nao sabe protestar e falta senso de simancol, qdo deveria protestar com o silencio. Pura falta de educaçao, mesmo….

  57. MARIA SILVANA QUEIROZ Responder

    Esperei muito por esse artigo. Sabia que a FORUM cumpriria seu papel! Sabia que, para além da intolerância e da xenofobia, existem mentes brilhantes que conseguem ir além…… Pena que a “classe média” conservadora, que se diz “elite” monopolize a mídia e coloque sua visão como a de todos os brasileiros. Pena que “peões”, se de jaleco se sintam superiores. E ainda defendem a reforma política…………..

  58. Aline Responder

    Rodrigo, vc tem toda razão. É um absurdo sim médicos brasileiros vaiarem médicos estrangeiros, porém ou o autor desse texto é racista ou esqueceu de explicar como surgiram esses argumentos racistas…da cabeça dele? Esse tipo de blog “progressista” cansa…..

  59. Iran Santos Responder

    Eu acho que eu nasci na época errada, no século errado ou sou um marciano! Não é possível! Só pode ser isso! Tenho muito respeito pela classe médica desse meu imenso país, mas não dá para dizer que o compromisso de alguns desses profissionais condizem com as necessidades do povo brasileiro. Refiro-me a parcela daquele povo que só vê um médico em revistas, pela televisão ou quando alguns vereadores ou prefeitos dos mais distantes municípios do Brasil, resolvem de forma assistencialista, porém emergencial, formar caravanas em vans, ônibus ou ambulâncias de propriedade deles para suprir as necessidades da população. Do ponto de vista de lógico, isso não é a solução! Aqui em Recife os hospitais ficam lotados para atender esse povo que vem em busca de atendimento médico, porque a política do SUS na sua cidade não funcionam ou inexistem. Mas voltamos ao episódio dos médicos cubanos que estão sendo vaiados, por quem? Por profissionais ou futuros profissionais que não tem o mínimo zelo pela população que paga os seus salários em troca de um serviço doente e contaminado? Médicos que não são todos é verdade, mas que chegam ao ponto de “fabricarem” dedos de silicone para “comprovar” e ludibriar o erário público falseando uma presença no plantão? Ou ainda daqueles que chegam aos seus plantões e passam de 15 a 20 minutos de uma jornada de 12 horas, deixando a população órfã do serviço e sobrecarregando os outros colegas? Qual o compromisso de profissionais médicos desse quilate? Não querem atuar em qualquer lugar, não querem trabalhar, não querem lidar com a pobreza extremada do nosso país. Não querem, não querem, não querem! A cena com os médicos cubanos nos remonta a um dos capítulos mais veementes do preconceito humano quando do ingresso dos negros nas universidades americanas. A expressão do médico negro é igual a dos dois primeiros negros quando estavam sendo vaiados por ativistas brancos naquela década de 60! Voltamos ao passado! E eu, vou embora para Marte! Talvez lá tenha bons médicos!

  60. Lilian Amorim Responder

    Realmente é vergonhoso tratar desta forma os médicos estrangeiros que vem até nós para acrescentar. Mas não vejo lógica fomentar a ideia de racismo. Mais uma vez, como tudo, os brasileiros desvirtuam o verdadeiro foco da discussão.

  61. iNÊS Responder

    sER RECEBIDO EM UM PAÍS ESTRANGEIRO COMO O bRASÍL DE FORMA HOSTIL É VERGONHOSO PARA NÓS BraSILEIROS QUE SEMPRE RECEBEU OS ESTRANGEIROS SEMPRE BEM ; A PONTO DE RECEBER BEM O GRANDE LADRÃO DO TREM PAGADOR E DIZER QUE ELE ERA UM BOM VIZINHO NA CIDADEZINHA ONDE ESTAVA REFUGIADO . nO ENTENTO ESSE MESMO POVO RECEBE UM GRUPO DE PESSOAS DO BEM DE MANEIRA VIL; É LASTIMÁVEL. sER NEGRO NESSE PAÍS É RUIM E SOFREMOS AS MAZELAS DA ELITE DOMINANTE E SER NEGRO ESTRANGEIRO É PIOR AINDA QUANDO SE É RECEBIDO A VAIADA . nUNCA SE ESQUECE . É UMA MARCA PARA SEMPRE,marcado á ferro na alma; uM PAÍS DO FUTEBOL DE POVOS GENTIS SE TRANFORMA EM UM PAIS DE CARRASCOS COM POVOS DO BEM QUE VEM EM SEU AUXILIO. . QUE IRONIA!!!!!!!!!! Acordem Brasíl! não deixem que essa elite podre faça sua cabeça contra esses valorosos médicos que deixam sua pátria para salvar nosso povo . O Regime de Cuba é diferente do Brasíl, todos recebem uma porcentagem igual . Portanto não cabe a nós dizer que está errado os médicos receberem dez mil do Brasíl e o seu governo lhes repassar uma quantia igualitária a de outros médicos de seu país. Quisera que no Brasíl também fosse assim não teríamos pais matando filhos e filhos matando pais por ninharia e todos os trabalhadores receberiam de maneira mais justa.Abram os braços com carinho para esses guerreiros que farão parte da nossa história e mudarão a vida de muitos sofredores inclusive você ao precisar de um médico…..!!!!!!..

  62. Cláudio Gomes Responder

    Absurdo! Como foi um absurdo as vaias à blogueira Cubana Yoani Sanchez feita por partidários do governo, inclusive com cartilhas com críticas falsas confeccionadas pelo partido. Mas o governo é assim mesmo, se a ideologia socialista e suas ações são criticadas, eles agem de uma forma, se são elogiadas, agem de outra. Essa tentativa de criar rixa racial em um problema muito mais amplo é ridícula, demagógica e patética. São essas pessoas que governam o Brasil e se acham preparadas para resolver o problema da saúde, pensando que fazer politicagem ideológica com o nosso dinheiro é governar.

  63. Egutemberg Oliveira Responder

    Sabe eu lendo o documentario e vendo a falta de respeito que uma partes dos brasileiro esta tendo para com esses cubanos. depois que li e vi o video me deu uma raiva taõ grande mas tão grande e um nojo ao mesmo tempo dessas pessoas racistas e egoistas. Eu fiquei muito envergonhado com tudo isso pois essas pessoas que estavam fazendo o que dizem ser um “protesto” a maioria sao de pele branca e infelismente sou branco. se os ‘Médicos’ formados que dizem ter gastado nao sei quantos mil reais fizessem algo realmete pra melhorar nosso atendimentos nos hospitais, nao precisariamos ter que pedir ajuda de medicos de outros paises. esses bando de incrédulos quer apenas ganhar um diploma e fingir que trabalha e ganhar dinheiro, pra poder comprar o carrao do ano, pra comprar uma manssao, mas trabalhar que é bom nada, ne?
    mas cuidado heim !!!
    hoje e voces que estao ai pulando, fazendo capaz espulsando oss cubanos, chamando eles de escravos …. mas se lembrem que voces nao sao de ferro nao, uma hora voces podem ficar doente, e pra lingua que voces queimarem tomara que sejam atendidos por cubanos.

  64. Eduardo Responder

    Nunca senti tanta vergonha de ser brasileiro!!
    O Brasil caminha para trás, dia a dia estamos voltando aos engenhos negreiros e as fazendo dos senhores brancos cheios de autoridade e poder.

  65. Aneliese Responder

    Nao tive coragem de ver o vídeo, porque tenho certeza que terei vergonha alheia. Tenho opinião formada sobre o assunto, porém estou sem palavras porque os que ponto chegamos, a que ponto essa parcela sem humanidade de médicos brasileiros chegou. Sinto vergonha. O fato de lutar por melhores condições na área da saúde nao justifica tratar outro ser humano dessa forma. É contraditório demais. Que todos possam refletir sobre suas ações para isso nao virar algo maior do que já está.

  66. Roseli Responder

    Não é a cor do médico, não é por serem médicos, no fundo a manifestão é contra o próprio governo

  67. Roseli Responder

    o povo está de saco cheio de éticas, respeitos e outras coisas, porque o que as pessoas mais querem é isso, respeito..mas o problema todo é o governo, e o povo demonstra com estas manifestações o grave problema do Brasil. Um governo ladrão corrupto, e infelizmente esses médicos de Cuba não passam de bobos médicos.

  68. Renato Responder

    Grande oportunismo dessa foto. O protesto é contra médicos cubanos e não médicos negros.

  69. Robson Responder

    O que custa os médicos cubanos revalidarem o diploma de medicina deles?

    Alias acho que eles são os mais explorados dessa historia, onde já se viu trabalhar e ver mais da metade do dinheiro ser controlada pelo governo do país deles.

    E sinceramente, FORA CUBANOS!

  70. Lorran Cavalcante Responder

    Sr Rovai o PT pagou quanto para você postar este texto totalmente sensacionalista e com uma inversão total da realidade, nao vi em nenhum momento algum tom “racista” neste video. Essa “importação” de medicos so atesta o fracasso do governo atual em relação a saude, contratando um bando de medicos incopetentes. Não temos medicos no nosso pais por que simplesmente o Estado nao investe na educação e muito menos na saúde.

  71. antonio onofre cravinho Responder

    Fico com os comentários da Dr. Anna-Karin e de Everaldo Costa; e pergunto: se está na ética do CRM, não cabe punição? e referente aos outros: isto não é baderna? Parabéns aos cubanos que humildemente passaram enquanto os cães ladravam.

  72. antonio onofre cravinho Responder

    Coloquei mal: referente aos outros, retire esta frase. Todos os comentários estão corretos e concordo com todos.

  73. marco leite Responder

    Vergonhoso. Estudam com nossa grana e não querem trabalhar.Temos de ficar de olho nesses mercenários e fazê-los cumprir a carga horaria estabelecida. Chega!!

  74. Juliana Dreher Responder

    Sim!!! Médicos cubanos é o assunto da semana aqui no Brasil. Essa imagem das duas médicas vaiando o médico cubano e negro me incomodou muito. Na hora lembrei das fotos históricas dos EUA onde nos anos 50 onde os primeiros negros foram estudar em escolas e universidades brancas pela primeira vez. Foram hostilizados gratuitamente e de forma vil, Martin Luther King foi assassinado e por aí vai. É impressionante como essas imagens emblemáticas tornaram famosos os protagonistas e os antagonistas. Um legado para alguns, uma maldição para outros. Será que as duas médicas” tem idéia de como suas imagens estão associadas de f orma permanente e negativa a um fato histórico? Espero que um dia elas se arrependam, como a branca de Little Rock, e peçam perdão ao cubano. http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-62/anais-da-fotografia/odio-revisitado

  75. Edmilton Correia dos Passos Responder

    Os médicos brasileiros estudam medicina e exigem serem chamados e/ou tratados como doutores, esquecem que só devem ser tratados por doutores quem fez doutorado e pós doutorado, em um país de analfabetos e médicos sem a menor condições de clinicar, não sabem o que que é solidariedade…

  76. ABIMADABE VIEIRA Responder

    que vergonha! devem ter comprado os diplomas ….

  77. gustavo Responder

    Os médicos vieram, os hospitais chegam quando?

  78. Janaina Responder

    Vamos por partes, antes do governo propor essa medida tivemos em TODO o Brasil manifestações pela melhoria da saúde dentre outras coisas. Fomos as ruas pedir uma reforma, uma solução justamente para os locais mais prejudicados com a falta de médicos e hospitais. Então o governo lança esse projeto e dá PRIORIDADE para os médicos brasileiros e o que eles fizeram?! Não atingiram a expectativa de cadastros, se cadastraram para cidades capitais e quando o Brasil deu a oportunidade para estrangeiros que querem ajudar a salvar pessoas que nem da sua nacionalidade são você que querem ser chamados de Doutores denigrem a ética da sua própria nação e profissão.

  79. Walter Responder

    Ao meu ver falta ÉTICA e EDUCAÇÃO para esses que se dizem doutores Brasileiros.

  80. araken duarte dantas primo Responder

    Eu queria falar muita coisa,mais não caberia aqui.Sou nordestino, com muito orgulho,mais muito ide guinado,com tanta falta de caratê,e personalidade desses,médicos, insensível a ajuda humanitária. É uma vergonha de recepção que deram aos médicos cubanos.Enquanto brasileiro agonizar, por falta de um médico,seja ele qual cor: azul, verde, branco ou amarelo isso não importa.O importante é se atendido por um medico.Todavia,assistimos, uma infinidade de noticia no Brasil a fora erros médicos,médicos fingindo estar trabalhando, e isso numa forma coletiva, um encobrindo o outro. Carde o CONSELHO NACIONAL DE MEDICINA .Nós brasileiros temos a obrigação de separamos o joio do trigo. A ética a moral já não fazem parte desse profissionais mercenário, que só visam lucro e mais lucro e acham que pode determinar as suas pro pias leis isso é uma vergonha!!

  81. Vera Regina Paula Baroni Responder

    Governo responsável com a qualidade de vida da população tem que encontrar saída para todos os problemas e a ausência de médicos no interior do país é um problema antigo cuja saída temporária o MAIS MÉDICOS procura responder.
    Não bastasse o Ato Médico que os médicos quiseram emplacar, o tratamento xenófobo, desumano e anti ético praticado por médicos/as cearenses, envergonha o Brasil. Percebi pelas fotos que os/as médicos/as cubanos/as eram brancos e negros, como é a população cubana mas percebi também que o racismo aflorou na elite de branco que quer a todos custo manter seus privilégio.
    VIVA O SUS! a proposição mais solidária construída há 27 anos na 8ª Conferência Nacional de Saúde, onde estive com outros usuários e trabalhadores de Saúde de Pernambuco. Nossa revolta contra a xenofobia deve se transformar em luta na defesa SUS e implementação da Saúde da População Negra.

  82. sonia divina Responder

    Se medicos brasileiros tratam assim UM COLEGA negro facil imaginar como trata um paciente pobre e negro em um PS…desprezo e certeza de não ter muita vontadede “chegar perto”…NOSSA ELITE É NOJENTA e nossos MEDICOS são seu piores representantes!

    1. Marcela Responder

      Nossa! Faz muito sentido seu comentário. Imagina como eles tratam os pacientes do SUS.

  83. Soraya Barbosa Responder

    Olá pessoal!
    Puxa vida! Que vergonha esse comportamento!
    O brasileiro não é assim! O brasileiro é receptivo e caloroso!
    Se há implicações referentes a contratação dos médicos cubanos é uma coisa ( nem sei se há) não justifica esse recepção mal educada!
    Esse grupo mal educado não representa o Brasil ou mesmo o estado que “representam”! Que fique claro!

  84. herbert Responder

    INDIGNAÇÃO! VERGONHA DE SER BRASILEIRO! Discussões sobre a legalidade da vinda desses seres humanos ao nosso país a parte, o que se testemunhou aqui foi uma total falta de respeito digna de um povo sem educação e selvagem. Esses SERES HUMANOS vieram como imigrantes, legalmente e a convite do governo. Esses SERES HUMANOS vieram em busca de oportunidades e de uma vida melhor, assim como MILHARES DE BRASILEIROS que deixam o Brasil em busca de seus sonhos. Moro nos EUA e portanto sou um IMIGRANTE e nunca fui tratado como um animal, ainda bem, pois se tivesse sido, nao estaria mais por aqui. TODO IMIGRANTE MERECE RESPEITO! RESPEITO E BOM E EU EXIJO! ESSES ANIMAIS SEM EDUCAÇÃO DEVERIAM ESTAR EM UM ZOOLOGICO. ATITUDE TIPICA DE UM POVO ARROGANTE, SEM EDUCACAO E QUE PENSA QUE AINDA VIVE NOS TEMPOS DO IMPERIO ONDE SE TEM O DIREITO DE TRATAR O PROXIMO, DESDE QUE ESTEJE A BAIXO DELE, DE FORMA DESUMANA E DESRESPEITOSA. AINDA DIZEM QUE BRASILEIRO E BONZINHO. IGNORANTE. ISSO SIM. POBRES COITADOS, TANTOS ANOS DE EDUCAÇÃO E NAO CONSEGUIRAM SE DESENVOLVER, EVOLUIR…..SO SINTO PENA. O BRASIL NUNCA FOI, E NUNCA SERA O PAIS DO FUTURO.

    1. Marcia Responder

      Nojento…chorei acredita! Feio o foi feito aos médicos cubanos. Vergonha de ser brasileira, pela descortesia em tratar o próximo.

  85. Aline de oliveira costa Responder

    que nojoooooooooooooooooooooo…. Se o racismo é um sentimento preconceituoso, daquele que se julga superior, então deveria ser ele o discriminado, pois quem mais poderia ser visto em sua extrema inferioridade senão o portador de tal arrogância, entre os da mesma raça?

  86. Iran Santos Responder

    Fiz uma postagem ontem, mas não está na lista! Gostaria de saber o que houve!

  87. IOLANDA P.ARAUJO Responder

    Isso é uma vergonha,falta de ética.
    Me diga, quem é desse médico Brasileiro que quer saiu da cidade deixar seu consultorio particular e ir trabalhar no interior,comunidade indigena.
    Tem é trazer mais é médico,esses sim tem AMOR a profissão.

  88. Iran Santos Responder

    Localizei!

  89. Amanda Responder

    Por que esses idiotas não chamam de escravos os garis, empregadas domesticas, cortadores de cana…que trabalham pra ganhar um misero salario minimo por mes?

  90. Matheus Revoredo Responder

    Incrivel como a midia esta pegando umas duas ou três imagens separadas de “impacto” e mostrando como se fosse o resumo de tudo oque esta acontecendo no Brasil devido a vinda dos medicos cubanos.
    As pessoas esqueceram que não há leitos nos hospitais, que não há medicamentos, que as vezes não há nem salas para que as pessoas doentes sejam atendidas e apenas chegam e pensam “tadinhos dos medicos cubanos, odeio os medicos Brasileiros”, é ridiculo como a mente da maioria das pessoas é tão facilmente manipulável, me da até calafrios pensar nisso e saber que é por essa gigante falta que ainda estamos onde estamos.
    A moda dos protestos acabou ja faz um tempo, agora a moda é odiar os medicos, que estudam por quase 10 anos para trabalhar, para salvar vidas, e são julgados por 1 a cada 20 deles que é um mal profissional (Porque obvio né, não existe mal profissional em nenhuma area, só na medicina).
    Sim, os cubanos estão sendo chamados de escravos não por serem negros, poderiam ser todos brancos, mas sim porque o governo os vendeu, como mercadoria, para o nosso pais, galera muito burra da até nojo.

  91. Dennis Victor Responder

    Nossa! Em pleno século 21 e vemos uma cena lamentável dessas! Senti um terrível arrepio ao ver essa foto dessas médicas brancas vaiando o médico negro. Isso me lembra tristemente o modo como os alemães tratavam os judeus nas ruas durante o governo diabólico de Hitler. Mas não se deixem intimidar nem esmorecer, caros cubanos. Existe muita gente pelos interiores que precisa muito de vocês para VIVER! Portanto, alegrem-se vocês e envergonhem-se essas médicas racistas!

  92. jaqueline dos santos silva Responder

    simplismente ridiculos eses medicos da mifestação. , tais comportamento lamentavél.
    são esses mesmos medicos( nao generalizando) que estão la nos hospitais esquentando cadeira por algumas horas, quando chega um paciente nem olham na cara do individuo, não pedem exames ,dão diagnosticos errados os levando até a morte. isso quando resolvem a faltar nos seus plantoes , apresentando inumeros atestados , ou simplemente , faltam e o nome deles constando na ata de medicos dos hospitais, , e dando o entender que tem medicos presentes , mas que nunca chamas o paciente que tá gritando de dores nos corredores .
    repudio mesmo !

  93. NAZARE Responder

    EU PENSO QUE;SE O GOVERNO INVESTISSE NAS NOSSAS CRIANCAS POBRES, PODERIAMOS TER OTIMOS PROVICIONAS. MAS TBM ENTENDO QUE; SE UM UMA FAMILA RICA TEM CONTICOES DE PAGAR UM BOM ESTUDO P O SEU FILHO, ESTE QUE POR VEZNUMCA PASSOU DEFICULTADE NA VIDA. NAO VAI , QUERER IR PARA LUGARES POBRES TRABALHAR.SEMPRE OUVE DEFERENCAS DE CLASSE SOCIAL, MAIS OS DIREITOS TEM QUE SER IGUAL PARA TODOS.OS POBRES NAO SAO BURROS OU INCAPAZES,SO FALTA A OPORTUNIDADE DE MOSTRAR A SUA CAPACIDADE. BRASILEIRO E UM POVO BONITO E INTELIGENTE. DESCULPAS PELOS ERROS DE ESCRITA E PONTUACAO! SO TENHO A 4 SERIE.

  94. Denis Valente Responder

    Isso é completamente ridiculo. Um país onde as pessoas que se formam em medicina, não estão prontos para atender ninguém. Medicos de nada, querem apenas um jaléco para se acharem melhor que os outros.

  95. Marcela Responder

    Não sei por que o desagrado desses médicos, já que esses profissionais de Cuba vieram para suprir uma necessidade que o país tem. Com ou sem médicos cubanos, o Brasil terá doentes suficientes para todos.

  96. JORGE LUIZ VASQUES Responder

    É UM ABSURDO QUE EM PLENO SÉCULO XXI EXISTE PESSOAS PRECONCEITUOSAS COMO ESTES SUJEITINHO QUE SE DIZEM MÉDICOS VAIAREM UMAS DAS MAIS AVANÇADAS MEDICINAS DO MUNDO CUBA…..MÉDICOS CUBANOS SÃO OS MELHORES DO MUNDO….CUBA TEM A VACINA CONTRA O CÂNCER DE PULMÃO E OUTROS AVANÇOS QUE ESTES FILHINHOS DE PAPAI SE IMAGINAM QUE UN DIA VÃO CONSEGUIR PESQUISAR…………ELES SÓ PENSAM EM DINHEIRO…VIVA CUBA E VIVA A MEDICINA CUBANA.

  97. silvia rodrigues Responder

    Uma vergonha nacional. Finalmente está claro: o Brasil é um país racista , além de ser formado também por grupos elitilizados, egoístas e hipócritas . Que sociedade é esta minha gente ? Acorda Brasil !! Nao se deixem levar pela ignorancia e por atos impensados .

  98. André Murad Responder

    Estou de saco cheio!
    Vejo aqui a toda hora muitas pessoas alienadas, comprando essa história de que o médico é o culpado pela situação da saúde no Brasil, que somos mercenários e agora ainda mais racistas!
    Quero aqui, antes que estas pessoas “super inteligentes” e de “crítica apurada”, continuem fazendo comentários que denigram a profissão médica, parem por apenas um instante, e reflitam:

    – A culpa da situação da educação no Brasil é dos professores?
    Há um déficit de mais de 300.000 professores no ensino fundamental apenas na região sudeste tida como a de melhores resultados neste setor. O Brasil é um dos piores no ranking mundial de ensino no mundo ficando abaixo de países como Gabão.

    – A culpa da situação das estradas, a baixa produtividade na indústria do Brasil é dos engenheiros?
    Há falta crônica destes profissionais em todo território nacional e o gargalo em infraestrutura no transporte e indústrias é o que impede nossa indústria de crescer.

    – A culpa da situação da justiça no Brasil é dos advogados?
    O sistema judiciário no Brasil é um dos mais demorados, burocráticos e ineficientes do mundo.

    A culpa meus queridos colegas, é desta política pública, que chegou no seu limite de ineficiência, e que na incapacidade de atingir as verdadeiras razões pelo seu insucesso acha melhor agir de forma irresponsável, culpando toda uma categoria profissional pela sua imcompetência.
    Seria o mesmo que culpar os universitários egressos das faculdades de Biologia, Matemática, Geografia e Português pela insensibilidade destes de não trabalharem na rede pública do ensino fundamental e culpá-los pela situação da educação no Brasil.
    Antes de se deixarem levar pela opinião pública medíocre que de forma torpe tem jogado sujo contra a classe médica, reflita!
    Estão culpando a “bala” (médicos) pelo assassinato da saúde, em quanto o “atirador” (governo) sai impune, rindo dos babacas que trabalham e dão duro.
    Fiquem atentos demais classes trabalhadoras, pois o próximo alvo desse “atirador” pode ser você.
    E quem sabe daí, importem profissionais para trabalhar de graça no seu lugar, jogando aos quatro ventos que a culpa é sua pelo caos em que estamos, até passar a eleição, por que o que interessa é se manter no poder, não importando os meios para se conseguir…

    1. Cesare Gregorio Mori Responder

      A culpa é de todos nós como sociedade civil, mas também proporcionalmente ao estatus social-econômico que temos, portanto os médicos brasileiros que usam e abusam do cartório (CRM) que lhes deram são sim culpados em boa parte com o que ocorre por aqui.

    2. Antonio Carlos Rodrigues de Moraes Responder

      Sou professor da rede pública. Minha esposa trabalhou também como professora da rede pública a vida toda. Sabemos que faltam professores e que essa falta tem sido escamoteada da forma mais medíocre, principalmente no estado de São Paulo, governado pelos tucanos há vinte anos. Contudo, nunca fizemos reserva de mercado e muito menos desrespeitamos qualquer colega por causa disso. Quando estamos descontentes, fazemos greve contra o governo que nos paga e não contra colegas que vêm suprir a nossa falta. Por isso, recuso a pecha que você tenta me impingir, querendo me forçar à comparação com cenas tão repugnantes que vocês estão oferecendo à crítica de quem conhece um pouco e ama esse imenso País e se sente solidário à sua gente mais pobre e sempre espezinhada todos os dias em postos de saúde dos fundões, onde médicos brasileiros não querem ir e nem querem permitir que outros vão.

    3. Ana Maria Responder

      Concordo em parte com seus argumentos. A culpa não é dos profissionais de qualquer categoria. O nosso sistema político é falido e fracassado. Mas o que piora a situação são profissionais que fingem que trabalham e no fim do mês recebem seu salário. Isso ocorre em qualquer classe. Servidores públicos que não aparecem no trabalho e têm outro emprego no mesmo horário que deveriam estar cumprido seu dever de servidor público. No entanto, algumas categorias são valorizadas financeiramente, outras não. Professores, por exemplo, têm salário de miséria na rede pública e na privada. Hoje os colégios e faculdades particulares pagam um mixaria aos professores e a educação particular é vista como comércio. Da mesma forma, que a saúde privada também é vista como comércio para os planos de saúde. No entanto, muitos médicos não aceitam mais os planos e chegam a cobrar R$ 450,00 por uma consulta de 15 minutos. Qual categoria profissional recebe por hora de trabalho R$ 1.800,00? Acho digno que os médicos recebam um excelente salário, mas acho digno também que TODOS os profissionais recebam salário digno também. Todos estudaram, todos se qualificaram e todos têm os mesmos direitos dos Doutores médicos (diga-se de passagem, doutores sem fazer doutorado).

    4. Lia S. Ramos Responder

      Saberiam me esclarecer o por quê acabaram com aqueles hospitais em que atendiam por categoria?
      Por que a categoria médica foi toda a favor quando surgiram os “Seguros Saúde” aqui no Brasil?
      Por que agora eles viram as costas para os pacientes?
      E última pergunta de quem não é médica, POR QUE ESTUDAM PARA SER MÉDICO (a)?

    5. helia guedes Responder

      Todos os comentários feitos aqui são válidos. Há os dois lados da moeda: Uns procurando os motivos

      de tantas agressões injustas dirigidas a pessoas conscientes do dever a cumprir e se dispõem a passar

      até por humilhações dirigidas a eles pelos próprios colegas de profissão e do outro lado pessoas que justi-

      ficam o procedimento criminoso dos colegas com argumentos despolitizados piorando a situação.

      Isto nem é novidade aqui no BRASIL. Lembram-se que Dom Pedro teve que ameaçar de morte ao dar

      o grito de Independência do Brasil !!!!!!!!

    6. Eumeu Responder

      O bom dessa novela é que faz descer as cortinas, lançando por terra as máscaras, as caras de alvaiade e os “aventais brancos”. Revelando, assim, a verdadeira face desses atores que protagonizam os papéis de “DOUTORES”, de profissionais da “saúde”, no palco da vida das pessoas, sofridas e exploradas, de nosso país.

    7. Paulo César Responder

      A culpa pode ser da política,mas nada justifica atitude desses médicos que foram ofender os colegas de forma preconceituosa.Isso é racismo e é CRIME.

    8. Marcia Responder

      Muito do escreveu esta correto, somente o tratamento que deram aos que dispuseram largar sua terra nata,l com sua historia e atender aos necessitados de outro pais NAO PODERIA TER ACONTECIDO: isso caracteriza xenofobia

    9. sandes santana Responder

      vc deve ser branco e nunca deu um prego numa barra de sabão antes de ser medico … Ou então é nazista mesmo!

  99. ivonete Responder

    Amo o meu pais, mas essa nefasta manifestacao de nossos medicos, me faz sentir vergonha de ser Brasileira

  100. Geraldo Antonio da Silva Responder

    Esses médicos que estão se manifestando contra os médicos Cubanos, são todos contra os pobres que do Brasil,são mercenários,gananciosos,lacaios capitalistas, que não nunca conheceram dificuldades na vida.Não sabem como vivem os pobres nas periferias.

  101. Nathanael Christian Responder

    quanta vergonha desse povo q s diz ser “brasileiro”, aff
    esses filhinhos d papai vestidos d branco nao querem d jeito nenhum ir para povoados e nem municipios menos conhecidos, so querem exercer os cargos em hospitais particulares e clinicas particulares, enquanto muitos deles estao ai vaiando a chegada desses medicos q sao renomados no mundo todo, varios pessoas estao sofrendo e morrendo em varias hospitais, francamente medicos filhinhos d papai….fora neh, deixa os cubanos fazerem o q viera, fazer aqui no Brasil, fico feliz pelo governo tomar essa atitude de trazer medicos estrangeiros pra ca, parabens,
    enquanto uns reclamam outros sofrem, viu medicozinhos

  102. Saul Athayde Responder

    Trabalhei com médicos estrangeiros no Norte do Brasil e na Europa. Sao profissionais sérios e competentes. Me preocupa o preconceito destes estudantes e destes profissionais já formados. Gostaria que eles tivessem trabalhado no interior de Rondonia, Amazonas, Roraima, Acre… Nestes Estados vivem brasileiros como eu e vocês, que tem necessidades como eu e vocês. “Doutores” vossos argumentos sao pífios e vossa falta de vergonha é a minha vergonha alheia. A todos os profissionais que estao chegando, minhas desculpas. Realizem vosso trabalho com amor, dedicaçao e seriedade. O preconceito é a arma dos ignorantes. A todos aqueles que vem para somar, para aportar seu grao de areia, meu carinho e meu respeito; como cidadao e profissional de saúde que sou.

    1. sandes santana Responder

      A verdadeira questão aqui não é ser estrangeiro a priori, mas o fato de “serem cubanos”””””””” A verdade é que o racismo tem a verdadeira sonante neste caso… a aparência deles é a mesma dos pretos de salvador e das cidades mais pobres do Brasil e seus guetos… eu fico aterrorizado com a perspectiva de um pais racista sem identidade, onde os negros e pobres são maioria e ainda assim vemos este descalabro vergonhoso em nosso meio! cara de domestica… é melhor não xingar esta ..criatura

  103. LÚCIA Responder

    TENHO QUARENTA E DOIS ANOS,SOU NORTISTA E SEMPRE VI POR AQUI MÉDICO SER ELITE…AQUINO AMAPÁ O SALÁRIO DELES É DE TRINTA MIL REAIS…TÁ CERTO QUE O CUSTO DE VIDA É ALTÍSSIMO.MAS ESTÁ NA HORA DE MUDAR…MÉDICO AQUI SÓ ANDA ,NA SUA MAIORIA DE CARRO IMPORTADO E MORAM EM CASAS BELÍSSIMAS…A MAIORIA TEM CONSULTÓRIO PROPRIO ONDE COBRAM ALTOS VALORES PELA CONSULTA E QUANDO VAÕ FAZER UMA CIRURGIA POR EXEMPLO UMA CESÁREA OU LAQUEADURA COBRAM TRÊS MIL REAIS E AINDA USAM A ESTRUTURA E FERRAMENTAS DO SUS…NÓS PAGAMOS DOBRADO…VENHAM MÉDICOS CUBANOS,MARCIANOS,SOTEROPOLITANOS.O ESCAMBAL…VENHAM ,TRAGAM A MEDICINA PREVENTIVA PARA O BRASIL PORQUE SE A SAÚDE ESTÁ RUIM AQUI UMA PARTE É POR CAUSA DOS MAU PROFISSIONAIS DA SAÚDE TAMBÉM!!!

  104. José Roberto Responder

    Fiquei envergonhado quando assistir essas cenas, não é admissível que colegas de profissão sejam vaiados e hostilizados como os médicos cubanos. Se querem protestar, que proteste, mas um protesto civilizado sem ofensas. Eu particularmente não sou contra a vinda que qualquer médico, seja cubano, português, espanhol, etc. sou contra o jeito que o governo brasileiro celebrou esse convênio com os cubanos. Vejam bem um profissional da área de saúde especificamente os médicos cubanos em seu país recebem em média R$100,00 segundo a imprensa, como é que pode o governo brasileiro aceitar as condições impostas pela ditadura cubana e pagar R$ 10.000, 00 poe cada profissional, será que os médicos cubanos são mercadoria??? Quanto vocês acham que esses profissionais vão receber do governo cubano??? Estou achando que é mais uma armação do nosso GOVERNO para se perpetuarem no PODER… estão fazendo caixa as custas dos profissionais cubanos!!! Não posso concordar com essa postura do nosso governo!!! Isso é exploração!!! Esse CONVÊNIO vai ser um ESCÂNDALO, se bobear vai ser maior do que o MENSALÃO… podem esperar.

  105. anônimo Responder

    Cala a boca , André Murad, vem com sua arrogância falando de pessoas super inteligentes e de critica apurada porque pelos comentários que me constatei a cima não vi nenhum se impor inteligente, mesmo com tudo q vc falo sobre culpa governamental não indigna seus colegas médicos tratarem os colegas médicos estrangeiros com tanta falta de respeito…

    1. Luiz Responder

      Cala a Boca André Murad !

  106. Aparecida Conceição Ferreira Responder

    Certamente tais “doutorezinhos” desconhecem o signifiado das palavras humanidade, solidariedade, mas sabem bem o que quer dizer lucro, eis que transformam a saúde em mercadoria. É de se lamentar atitutude tão hipócrita mas nem um pouco hipocrática. Infelizmente, grassam a ignorância e o pior dos conservadorismos em detrimento da pessoa humana.

  107. Maria Verena Ribeiro Responder

    Ainda não entendi o porque das vaias contra médicos negros, será que é pelo fato da cor, ou medo que eles sejam melhores que os médicos brasileiros brancos. Eu particularmente conheço muitos médicos brancos que não pensam assim e não tem preconceito contra ninguém. É ridículo o preconceito dessa minoria contra o médicos cubanos ou de onde quer que seja. Sou um pequenino grão de areia no oceano brasileiro, mas deixo aqui o meu protesto, afinal se não tivesse tanta gente sendo mal atendida e morrendo nos hospitais por falta de médicos com certeza não seria preciso importar médicos de outros países.

  108. marcio Responder

    MÉDICO CUBANO, É VAIADO POR MEDICOS BRASILEIROS NO SEARA”
    essa reportagem foi públicada ontem no jornal O POVO.
    A verdade é que, eles, os médicos nacionais, não gostam de trabalhar. os profissionais estrangeiros irão fazer oq os daki ñ tem capacidades de fazer: ir onde está escarso a saúde: irão atender gente pobre, pessoas q são tão filhos de Deus quanto nś, que médicos Brasucas, ñ qerem chegar perto. Eu fui um dos 1° a desmonstarr minha repudia a esses médicos de fora, mas, contudo, um amigo me fez refretir , mais um pouco.
    Alguem aquyi lembra dakele “médico” ( pra mim é um marginal), que, faltou o plantão , simplesmente pq era vespura de feriado. esse capricho desse zinho ai, custou a morte de uma menia. Parabens pra vc, Adão horlando>
    -Se fosse um medico ESTADUNIDENSES, duvido que esse(a)s vacas, estamam vaiando….

  109. tiago Responder

    essa manifestaçao e tao estupida que eu gostaria de ver se um parentes desse fdp estiver prescisando de atendimento para nao morrer , e esses mesmo medicos que estao sendo vaiado hje , acabar salvando a vida dos familiares deles. queria ver qual sera a reaçao deles gratidao ou indignacao?

  110. Ricardo Rodrigues dos Santos Responder

    Excelente matéria sobre o servicinho que os nossos “médicos” prestaram na chegada dos Médicos Cubanos. Mas, esse lado obscuro e intolerante de parte (quem sabe até maioria) da classe médica brasileira tem um senão: ser médico em nosso país pode passar a ser uma nobre profissão, como sempre foi na história, e não mais “status quo da elite nacional”. Vamos dar tempo ao tempo e ver se os Médicos com cara de “empregados”, aos quais não terão estrutura nenhuma para trabalhar, a não ser a sua prática clínica, mostrarão que é possível praticar a Medicina com parcos recursos, sem estar limitada somente aos “exames laboratoriais” e outras “coisas mais”, nas quais a nossa medicina doméstica está aprisionada… Antes de acabar, já que ultimamente só falo mal dele: bola dentro do Governo Federal!
    Em tempo: gostaria que me fosse passado os endereço desse médico cubano, para que eu, como brasileiro, possa dar as devidas boas vindas a ele.

  111. Marcos Responder

    Deplorável essa matéria que você escreveu, Renato Rovai, o vídeo original não tem nada a ver com racismo, você ouve os médicos pedirem o revalida. O pior mesmo é ver esses comentários idiotas de gente imbecil que compra tudo o que lê como verdade. Parabéns pela manipulação pelos SEUS interesses mesquinhos, e pior, você está sendo manipulado também pelo governo, não falta médico, falta investimento, acorda que tão te roubando e vc tá aplaudindo. Babaca

  112. Vitória Responder

    Não são profissionais de “verdade” e sim, burguesinhos idiotas e medíocres. Tomara, importem profissionais de todas as áreas. Basta de “falsos” médicos… professores… administradores… políticos… e, vida longa aos cubanos!

  113. juliana alves Responder

    Eu só queria saber quantas horas esses jovens médicos hostilizadores e preconceituosos dedicaram num hospital publico de espontânea vontade? Quantas vezes foram a uma comunidade miserável fazer atendimento das pessoas que la morrem de doenças simples por falta de medicamento ou porque o socorro esta fora de alcance? Pois o governo certo ou não eu apoio e dou boas vindas aos médicos cubanos que se prestaram a ajudar uma população que morre a míngua nos corredores abarrotados dos hospitais públicos.

  114. Kleber Responder

    Acho q se o governo naum fizesse da faculdade medicina algo tão inacessível para pessoas de baixa classe social…talvez mulheres(se é q isso são dignas de serem chamadas de mulheres) não teriam feito isso…até pq estariam rodeadas de pessoas da mesma “raça”…e provavelmente teriam apanhado muuuito..

  115. Iury Vinicius Responder

    Que bando de nojentos esses médicos brasileiros metidos a besta!!!

  116. vitoria Natal RN Responder

    Não sei porque ainda se mantem animais presos, se tem tanta gente que deveria esta em uma jaula presos feito bichos das piores espesses.
    Bando de idiotas, vão procurar um osso pra roer, vocês tão é com inveja!

  117. Poliana Fernandes Responder

    Eu me revolto com a injustiça, preconceitos e formas violentas de se resolver assuntos do nosso povo. Sonho com dias melhores, onde pessoas protegerão, amarão e darão bons exemplos através de palavras, postura e bons exemplos as nossas gerações futuras. O que me move é o amor e a vontade de fazer valer a pena.

  118. João Pego Responder

    Tem coisas que não dá para ficar calado, será que o povo não percebe que essa elite de brancos aqui no Brasil, nunca quis cuidar da saúde? A maioria são investidores no comércio Medicinal, só pode ser médicos aqueles filhos de pais que de uma forma ou de outra levou vantagem ilícitas, Essa revolta e resistência contra a vinda de médicos estrangeiros tem sentido, poderá acabar com um perfil secular. Parabéns Dilma.

  119. josué nascimento Responder

    Lamentável vê uma sena como essa: de médicos Cubanos sendo hostilizados por alguns médicos Brasileiros. Saibam que o povo Brasileiro os recebem com muitas expectativas, e que Deus os abençoe, não somente os médicos cubanos e sim todos os médicos que contribuem para saúde do nosso povo Brasileiro.

  120. soniamar Responder

    A “elite” de branco brasileira deveria se envergonhar do que fez. Em pleno século XXI ter atitudes como essa é ridícula, pois se eles tivessem tanta competência e dessem conta do recado,porque a saúde brasileira estaria nesse caos…
    Essas atitudes envergonham o povo brasileiro!

    1. Paulo César Responder

      Concordo contigo,pois sou estudante de medicina e nada justifica a atitude desses médicos que foram às ruas chamar os colegas de “escravos”. O posicionamento de André Murad acima é uma explicação,porém ofender os colegas de profissão que estão chegando é um absurdo.Eles vieram para somar esforços para sanar o problema e não para tirar emprego de ninguém.

  121. Donny Assis Responder

    É esse o país no qual eu vivo, um país seletivo, de uma elite branca medíocre, incapaz de olhar para o seu próprio umbigo e ver os seus filhos se prostituindo, usando crack e outras coisas nas suas festinhas particulares, que ela mesma patrocina. Não querem ir para os cantões ou periferias das grandes cidades para cuidar do povo. Alegando que não temos equipamentos, é verdade muitas vezes não os temos, mas muitas vezes eles vão lá apenas bater o ponto e ir servir aos mais abastados e ficam rindo da gente em suas rodas sarcásticas, porque lá vivem os negros, os brancos pobres que acabam na mesma escala e não tem aquele cheirinho que eles gostam. Que sejam bem vindos todos os profissionais possíveis, para mostrar para esta burguesia safada, que o povo é a ferramenta do bem estar dela. Não basta apenas servir ao rei, a plebe é ainda maior e mais necessitada.

  122. Jacilinda Responder

    Que vergonha!!!!!
    Um país miscigenado não deve ter esse e nenhum tipo de preconceito. É uma pena que pessoas pensem dessa maneira, em relação ao ser humano.

  123. sandes santana Responder

    Quando o governo permite pessoas podres de ricas com carros caríssimos em faculdades federais que deveriam ser para pobres, acontece isto… Imagine… Vestibulares irreais para quem estuda em escolas péssimas e ainda tem que trabalhar com um transporte urbano terrorista tirando a concentração do concorrente pobre e seu potencial devido as dificuldades etc…
    Resultado, pessoas com expectativa de qualidade de vida altíssima (os ricos) querendo salários que atendam esta expectativa, se formam nas faculdades que deveriam ser das pessoas pobres que são as empregadas domestica os mecânicos , pedreiros etc, que se contentariam com um salário mediano que ainda assim mesmo seria muito mais do que elas sonhariam um dia,,,
    O governo tem que deixar de ser refém das classes A & B, e para isto só dando mais espaço aos pobres (empregadas domesticas) para acesso nas faculdades federais de medicina e direito etc

  124. sandes santana Responder

    Será que ela tem empregada??? se tiver, como a empregada da mesma se sente sabendo que sua patroa é uma nazista que pensa ser superior só por causa da aparência intelectualoide???

  125. rosangela moura Responder

    Amigos e parceiro Cubanos , nós brasileiros, que somos a maioria que depende de um hospital público ou um posto de saúde, vamos defender vocês de qualquer comentários de pessoas desqualificada, que se acha importante diante de pessoas simples e humildes que se propões em ajudar pessoas carentes.Essas patricinhas e mauricinhos que se dizem ser médicos e jornalista, mostram que não são diguínas de um ser humano que veio ao mundo para viver em comunhão com próximo, lamentável.

  126. Eliseu Responder

    Não vi se quer uma manifestação, contra os doutores de jalecos brancos que só aparecem em hospitais e postos médicos, para assinarem o ponto em seguida fazer atendimentos em clinicas particulares. Será, que esta atitude também, não é criminosa? Qual problema estes médicos estão causando haja vista, vieram para trabalhar para a população mais pobre do brasil. Que mal, eles cometeram?

  127. julia francisca dias filha Responder

    É COM PESAR QUE AOS MÉDICOS BRASILEIROS NÃO SE Dão CONTA QUE ELES VÊEM DE UMA MISTURA DE RAÇaS, QUE A MESMA NÃO TEM NADA COM COMPETÊNCIA PROFISSIONAL…..E QUE OS MÉDICOS BRASILEIROS DEIXEM SUAS ARROGÂNCIAS E VAMOS NOS UNIR POR UMA SAÚDE DE QUALIDADE!!!!!!!!!!!!!!!!!

  128. rita de cassia freitas Responder

    eu so posso lamentar por atitudes tao vergonhosa,e por tudo que vem acontecendo nesse pais; de certo tipo de pessoas que se achao superiores e que sao tao crueis e sao incapazes de fazer qualquer ato para ajudar quem vive as margem,porque la nao tem o brilho da midia entao eu fico me perguntando pq escolherao ser medicos se nao e para se dedicar a vida do proximo se vcs medicos mediocres e BRANcos estao se encomodando com esses grandes proficionais que estao chegando para frazer exatamente o que vcs nao querem entao com certeza estao na profissao errada vao ser atores de novelas assim vcs vao ser brilhantes ;eu peço desculpas a esses medicos e medicas q forao vaiados e me sinto envergonhada por ser brasileira nesse momento, que Deus abençoe vcs nessa linda jornada aqui no brasil vai ser uma grande luta;mas Deus estara iluminando todos

  129. Zallas Responder

    Vai ver, estes supostos branquinhos e branquinhas, que acreditam-se raça superior engrossaram a fileira dos mocinhos e mocinhas de esquerda, os revolucionários dos corredores das faculdades por onde passaram. Mas não é só. Os professores deles e delas também figuram entre os de esquerda do tipo Serra, FHC,o facelido Sergão e outros que por aí gravitam em torno de temas sociais polemicos. Claro, no discurso,porque na prática são isso mesmo. Nada de novo. Isto chama-se reserva de mercado, no sentido estrito do termo. O povo que se dane.

  130. Lauro Responder

    Os médicos brasileiros são os ” Judeus” da fachista Dilma e do PT. A culpa do caos na saúde nâo é a falta de médico… é a falta de salários dignos, condições de trabalho, etc… O governo PT tenta usar os médicos brasileiros como bode expiatório para sua esconder incompetência e irresponsabilidade.

    Quanto aos PTistas de plantão, como diria Lobão: Discutir com o PT é o mesmo que jogar xadrez com um pombo: ele derruba as peças, caga no tabuleiro e sai cantando vitória.

  131. Lauro Responder

    Vocês são tão revoltados com as injustiças… quer injustiça maior do que os milhões de mortos por falta de hospitais ??? um médico não pode fazer milagre sem nem o básico ele encontra em seu local de trabalho…
    Tenho pena do povo, mas ele realmente merece sofrer por se deixar enganar tão facilmente pela corja política no poder varias vezes seguidas e nunca aprender com os próprios erros… Viva então o povão no assistencialismo (ganhando uma bolsa miséria), ” acima” da linha da miséria como diz Dilma e o cumpanhero… Até que um dia acorde e faça a revolução de que este projeto de país realmente precisa

  132. Helton Responder

    O texto foi citado pela senadora Ana Rita que enfatizou o programa Mais Médicos como fundamental para o atendimento da saúde do cidadão

    http://www.senado.gov.br/noticias/tv/videos/cod_midia_279907.flv

  133. Marcos Responder

    Nossos médicos tem cara de Mauricinhos e Patricinhas que fazem medicina regada a uma boa mesada, pra manter suas festas bebidas e alguns ilícitos.
    A luta desses bandidos de jaleco, não é se os médicos estrangeiros são ou não bem preparados, o interesse é no faturamento dos seus consultórios com a desgraça da população. Sem médicos no SUS, os pacientes que precisam de atendimento são obrigados a lotar os consultórios particulares que já não aceitam mais planos de saúde, ficando os pobres obrigados a literalmente tirar o alimento da boca dos seus familiares pra não morrer sem uma consulta médica.

  134. josé luis felix Responder

    Daqui de Portugal, cujas imbecis elites de séculos passados fomentaram e beneficiaram com a escravatura e consequente racismo, fico estarrecido com essa reacção racista no Brasil, um país que me habituei a admirar e onde conto com bons amigos.
    Essa coisa de não aceitar o outro, independentemente de seu estatuto, cor de pele, ou outra diferença, é própria de gente que ainda não se humanizou, que todavia vive num estado de primitivismo atroz, Mesmo carregando nova tecnologia e riqueza., não são ainda civilizados.
    Lutar por melhores condições, por acesso à dignificação de uma actividade, é muito justo e compreensível, mas aproveitar as diferenças de nacionalidade ou outras… Francamente que atraso que nós temos, isso também acontecia com os dentistas brasileiros por cá. Felizmente a coisa acalmou. Não tratem mal os diferentes, também aí…

  135. Hegon Hilario Responder

    Bando de Mauricinho e patricinha.

  136. Nicolau Responder

    Esses tais “medicos” cubanos na verdade são analfabetos e bandidos comunistas! São na verdade vagabundos curandeiros e inferiores aos enfermeiros brasileiros!Cuba, a Maior Favela das Américas tem os mais miseraveis hospitais do mundo!

  137. sofia Responder

    Sofremos muito com os medicos brasileiros que sequer pegam nos pacientes um bando de escrotos , não quer trabalho kkkkkk Fico torcendo que cheguem bem mas medicos de fora portugueses, cubanos , argentinos e muito mas , talves desta forma esses merdas começem a tratar o povo conforme juramento. Valeu

  138. Suzana Lima Responder

    Penso que existe mais preconceito por causa do mau comportamento, das más companhias, da falta de civilidade, educação, bom senso, da falta de respeito, do uso das drogas, dos criminosos, do abuso d poder para com os brancos por causa do sentimento de vingança que abriga o coração de alguns negros, da falta de uma linguagem decente e muitas outras razões.

  139. Ricardo Martins Soares Responder

    Os médicos (e médicas) simplesmente fizeram o que outros profissionais teriam feito no lugar deles. Quero ver na hora que decidirem começar a importar arquitetos, engenheiros, professores, advogados, taxistas, etc., etc., se essas categorias vão ficar quietinhas. Veja-se o meu caso. Formei-me na prestigiosa Universidade Statale de Milão na Itália em Ciências Políticas em 1987. No entanto o reconhecimento desse curso foi barrado aqui no Brasil, pelas comissões das UFMG e da UFPR. Por quê? Porque não há interesse que pessoas vindas de fora venham pegar o trabalho de brasileiros.

  140. José Carlos Responder

    Cara, você externou tudo aquilo que eu pensava em relação à maioria dos médicos brasileiros, ótimo texto.

  141. Daniel Responder

    Bando de filhos da “p” não querem trabalhar e ainda ficam falando dos que querem …
    Mas nosso governo é pior estão gastando dez mil , onde o medico cubano fica com apenas quarenta % e o restante vai para cuba.Porque não pagar melhor nossos médicos e param de nos ROUBAR “POLÍTICOS PAREM DE NOS ROUBAR “…

  142. Givaldo Responder

    Que este médico não se deixe abater pelas mesquinhez daqueles gestos. As duas (foto) merecem todo o desprezo da sociedade. Não merecem ser brasileiras, não merecem ser humanas. Não merecem ser gente.

  143. Heloisa Responder

    Realmente o seu pensamento é lamentável, caro colega.
    Sou estudante de medicina e nem por isso penso que sou melhor que nenhuma pessoa porque irei ser chamada de doutora, ou melhor que esses médicos cubanos que aqui vem, mas é triste saber que o grosso da população pensa como você. a solução para a saúde brasileira não está em trazer médicos de cuba, bolívia, espanha e seja lá onde for mas sim em MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO! eu queria ver você aceitando trabalhar em um lugar inóspito, sem recursos, que falta aparelhos e equipamentos essenciais para a realização de um bom trabalho!
    essa medida eleitoreira será paga por um preço muito caro pela população, num futuro não tão distante.

  144. talita Responder

    as pessoas tem que ter respeito com as outras pessoas com a cor com jeito o sexo feminino ou masculino por fora pode ser feio bonito negro mas o que em porta e o que tem por dentro tem adolescentes que se acha mais do que todos e alguns não se em porta o que falam de outras pessoasporisso existe o racismo o buly

  145. maria fernanda Responder

    isso é uma vergonha negro também
    e gente !!!!!

  146. Mario Responder

    Isso tudo é verborragia socialista de esquerdistas que gostam de se aproveitar da miséria dos outros para querer se perpetuar no poder e possivelmente implantar aquela maravilha que é a ilha de Cuba, de onde tantos fogem p os EUA.

  147. joao Responder

    Esta FOTO ME LEMBRA:

    “OS CÃES LADRAM E ACARAVANA PASSA”.

    ADIANTE DOUTORES. OS ESQUECIDOS OS AGUARDAM.

  148. joao Responder

    CHEGA DE POLITICA BABACA DE ESQUERDA E DIREITA

    O POVO ESQUECIDO PRECISA DE MEDICSO.

  149. Nicolau Responder

    “Médicos” Cu banos para o Zé Povão Burrão e os exploradores socialistas do PT, vão para o Sírio Libanês em São Paulo!!! Nenhum vagabundo socialista do PT, usa o SUS ou um “médico” Cu bano!!!

  150. marcos lopes da luz Responder

    Este vídeo reflete o grau de cultura do Pais onde vivemos onde profissionais da Saúde
    que se dizem cultos agem de forma medíocre vaiando profissionais capacitados não somente por serem estrangeiros mas por estar estampado na pele a sua verdadeira raça isso mostra que o nosso país está muito distante em se tornar uma nação verdadeiramente culta ….Acorda Brasil………