Luiza não fez nada de mais com Mainardi

Mainardi está tão acostumado a vociferar suas teses sem que haja contraponto nos meios de comunicação, que achou que poderia usar o mesmo recurso contra alguém que entende do assunto: Luiza. E tomou um chega pra lá muito delicado da empresária.

Contraponto: Luiza não fez nada de mais, apenas questionou teses que não ficam em pé

Depois de tantos compartilharem o vídeo em que Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, teria esculhambado Diogo Mainardi eu fui assisti-lo na madrugada de ontem. Na verdade, Luiza não fez nada demais com Mainardi. Ela simplesmente não deixou que ele exercesse seu papel de palhaço (com as minhas sinceras desculpas aos profissionais) sem contestá-lo. Sim, Mainardi não é comentarista, não é jornalista, não é sério. É simplesmente um bufão que como outros estão a vociferar suas teses sem que haja contraponto nos meios de comunicação.

O que há de mais deletério na concentração dos meios de comunicação de massa no Brasil é exatamente isso, a inexistência de diversidade opinativa. Todos falam a mesma coisa. E se refestelam em teses que não ficam em pé. A tese da inflação em alta todos os inícios do ano, que vira crise em todos os jornais, sempre morre lá pra julho e é substituída pela crise nas contas internas ou pelo fraco desempenho no PIB. E aí inventam-se estatísticas para consubstanciá-las. Como a de que a taxa de inadimplência está muito alta. Que o consumidor está quebrado. E assim por diante.

E quem ousar questionar esse corolário nunca mais é convidado a participar da santa ceia dos urubus midiáticos.

Mainardi está tão acostumado a fazer isso sem que lhe contestem, que achou que poderia usar o mesmo recurso contra alguém que entende do assunto. Que vive disso. Ou seja, de crédito. E tomou um chega pra lá muito delicado da empresária. Convenhamos, ela tinha tudo para ser mais dura.

A questão que fica é como isso ainda é tratado de forma natural. Jornalistas experientes, acadêmicos, governantes costumam se referir a tipos como Mainardi como uma caricatura. Alguém que não se leva a sério. E que está ali para divertir a patuléia. Não só ele, aliás. Reinaldo Azevedo, o tal de Constantino, Lobão, Roger, etc. Ou seja, são tudo menos informadores, debatedores sérios ou jornalistas. Mas tudo bem.

Tudo bem pra quem, cara pálida? A questão é que o nível da imprensa se vê nessas horas. Quando um Mainardi não fala sozinho. Quando é colocado à frente de algum contraponto. Vira um pato. Parece uma criança perdida sem saber pra onde ir num parque de diversões lotado. Vê-se cheio de brinquedos, mas frágil. Sem forças para fazer qualquer coisa.

Se há gente séria ainda em cargos de chefia nesses que se acham os veículos da grande imprensa, a patética cena de Mainardi tomando um sabão de leve da Luiza deveria fazer parte de debates internos. Quando um comentarista citar números, o mínimo que se espera dele é a fonte. Quando der uma opinião, que se permita o contraponto. Quando se referir a alguém, que seja respeitoso. E assim por diante.

Se isso viesse a acontecer, Mainardi iria viver só dos seus direitos autorais de livros. Que muito provavelmente não pagam uma garrafa de um vinho italiano médio numa cantina de Veneza.

No artigo

34 comments

  1. Diogo Responder

    É palhaço, é bufão é isso e aquilo!! Mas faz MAIS SUCESSO QUE VOCÊ, E É MAIS COMPETENTE. ALÉM DE QUE VOCÊ SEGUE ELE, E ELE NEM TE CONHECE HAHAHHAHAHHAH

    1. Willian Responder

      Faz “sucesso” com quem não entende nada de nada, com quem só quer ver o circo pegar fogo prá poder falar mal do governo. Faz “sucesso” com quem é VAZIO.
      Mainardi tem raiva da vida por problemas pessoais. Não se perdoa e então tenta contaminar os outros.
      Além disso, quem é inteligente lê os dois lados e não somente aqueles de quem se gosta.

    2. Edo Responder

      E o que isso tem a ver com o texto?

    3. Edineia Responder

      O fato de os seguidores de Mainardi não conhecerem Rovai não é demérito para este último.

    4. Bruno Responder

      Calypso faz mais sucesso que Gilberto Gil. E daí?

    5. Gus Responder

      Acho que o fato de o Rovai ser menos conhecido na grande imprensa do que o Diogo é um baita de um mérito, viu?

  2. Pedro Responder

    A melhor parte é a risadinha! kkkk

  3. Francisco Hércules Responder

    É surpreendente como alguns insistem em querer criar um clima de negatividade no Brasil, bem feito para o Sr. Diogo Mainardi, depois dessa aula desta senhora eu preferiria ficar alguns meses sem falar ou expressar opiniões, o coitado Digo Mainard deveria estar cursando o antigo Mobral!!!!

  4. Santos Silva Responder

    Vc coloca no mesmo saco Mainardi, Reinaldo Azevedo, Lobão e Roger. Serpa que podemos acrescentar neste balaio, Paulo Henrique Amorin, Luiz Nassif, Paulo Roberto Nogueira, Azenha?…ou não?

  5. Marcelo de Souza Responder

    Infelizmente cheguei a ler alguns dos seus artigos que com o tempo descobri que em nada contribui para o desenvolvimento do meu País, creio que nem mesmo Mainardi acredita no que escreve.

  6. Prof Dr João Bosco Ramos Borges Responder

    Perfeito o q está escrito acima…Renato Rovai não é esse o autor?
    O Sr Mainardi é o antibrasileiro mais intenso q conheço…sempre vomitava seu ódio a tudo o q cerca a vida politica e econômica brasileira nos tempos de VEJA… deixei de assinar a revista de tanto me sentir mal com a acidez desse latinofóbico.
    Agora temos q tolerá-lo na Globo News, sempre sendo o ponto negativo do grupo respeitável q o acompanha no programa.
    É um individuo negativo, com ódio e raiva imensurável em tudo q coloca…
    Um brasileiro q deveria fazer cidadania única na Itália…ou EUA…e por lá ficar!
    Precisamos de Luizas q trabalhem e gostem de gente e do Brasil!
    Não precisamos dos vômitos irados e destrutivos desse magoado senhor!!!
    Abraços

  7. JOSE RENATO DA SILVEIRA Responder

    É obvio que caiu o número de inadimplencia , antes se tinha dez carnes que se atrasava ou não pagava-se , agora o cartão financia as dez compras e se deve só para o cartão, claro com juros de 10% ao mes, quem ganha!!!!!

  8. Magali Anjos Responder

    Gosto muito de assistir o Manhattan ,mas realmente eles só sabem falar mal do Brasil, debochar de tudo.O Diogo é insuportável, se acha o dono da verdade e não admite nenhuma opinião contrária a dele.Amargo, crítico demais, grosseiro demais.

  9. Mário Responder

    Mainardi=Maisnada!

  10. josé Responder

    Cadê o vídeo? Por que tiraram? Idiotas como esse precisam ser desmoralizados mesmo!!!!!

  11. Sandra Maciel Responder

    Esse Diogo Mainardi é um idiota, metido a sabichão.

  12. BERNADETTE LEÃO Responder

    Boa,D.Luíza.É DE GENTE COMO A SENHORA QUE NOSSO PAÍS PRECISA.QUE EXISTAM MAIS E MAIS “LUIZAS”………BJ P/ SENHORA.

  13. vanderlei doliveira Responder

    Mainardi tomou um sapeca Iá iá da Luiza, que ate agora deve ta ardendo kkk

  14. Mariana Responder

    Ok, mas e os números da estatística que a Luiza citou, onde estão? Entendi, a crítica só pode ser para quem questiona …

  15. Eri Responder

    Colocou todo o recalque pra fora, hein, mocinho? Quanto você ganhou pra escrever esse texto? KKKKKK

  16. Edivarley Responder

    Que a dona do Magazine Luiza deu um show de conhecimento de causa, não resta a menor dúvida. Simplesmente ela foi feliz e brilhante, contudo vejo que as coisas devem parar por ai. Seus comentários até certa altura parece interessante, porém, ao final se perde ao cair na mesma vala comum de tantos outros críticos que demonstram simpatia ou mesmo é membro do Partido dos Trabalhadores, e por conta disso, destilam seu veneno contra os meios de comunicação. A mídia está aí para todos os tipos de pessoas, seja rica ou pobre e acredito que faz ela faz parte do evolução de um país democrático e progressista. Toda crítica construtivo é bem vinda, só não entendo a razão de tanto ódio contra determinado seguimento da imprensa. Acredito eu que a população brasileira está suficientemente madura para saber o que está certo ou errado. Acredito também que temos o discernimento suficiente para ouvir, ver e assistir aquilo que nos interessa de verdade. Abraços!!!

    1. Rodolfo Responder

      Edivarley, Parabéns pelo comentário, achei muito sensato e correto. Rodolfo

    2. Marcelo Responder

      “…acredito que faz ela faz parte do evolução de um país democrático e progressista…”
      Me diga só uma coisa Edivarley, a qual país você se refere? Ao Brasil? Tem certeza?

  17. marcio ramos Responder

    … e a blogosfera fala igual tambem… este texto arejou…

  18. Alexandre Responder

    Não acho que ele seja tão pato assim, há uns dois anos atrás no mesmo programa o convidado era o Eike Batista no auge de sua “magnificência” como um dos mais ricos do mundo, o Mainardi disse na cara dele que em lugar de tantas empresas só via papéis e títulos, um império de vento. Não vejo os novos jornalistas Brasileiros com coragem de peitar ninguém, são todos folha de bananeira que estão sempre virados para o lado que o vento sopra, inclusive vc defensor da bandalheira e incompetência Petista. Uma pena não termos mais colunistas provocadores e críticos como o Mainardi.

  19. Paulo Cunha Responder

    A melhor parte talvez seja a Globo tirando do YouTube por ‘violação de direitos autorais’… Com o direito do Mainard ser o nefasto que é, a Globo não cede em nada 🙂

  20. Ireneo Antonio Massoco Responder

    Este cara de pato como foi chamado pelo texto está delirando, sem saber o que fazer diante de Luíza Magazine. Esta globo só serve para mentir e quando alguém fala a verdade como Luíza, ela bloqueia o vídeo. Todas as pessoas sérias e que querem eliminar as mentiras, inverdades, injustiças…..devem compartilhar esta entrevista. E tem gente besta neste país que fica puxando o saco dos bufões, palhaços, patos….Só podem ser bobalhões como estes bestices…..

  21. Aparecida de Luca Responder

    Acredito que a fonte utilizada pelo Mainardi, foi a mesma utilizada por todos os políticos, ela confere credibilidade só à parte oposta???? Além disso, quem se mostrou grosseira, foi ela, ao comentar que o Mainardi era pão duro, porque não comprava nada, e usava camisa velha, o que prejudica o varejo, e, logicamente, a ela…Fato que vai ao encontro da política de consumo, onde, quanto pior, melhor, pra ela, é claro. É PRECISO OUVIR O QUE É FALADO COM ISENÇÃO!!!!!!!!

  22. Bruno Responder

    “Este vídeo não está mais disponível devido a reivindicação de direitos autorais das organizações Globo”…hahahahaha…. tem milhares de trechos de programas de TV no youtube… mas por acaso resolveram reivindicar direitos autorais justamente deste!

  23. Corina Responder

    Sensacional!!! Você resumiu bem quem é essa caricatura de sei la o quê! Parabéns, na minha opinião isso é jornalismo!!

  24. Fabrício Responder

    A diferença entre vc e o minardi e que ele tem culhao, vem falando as falcatruas dos petralhas a anos, eike batista apertou o cara noa mesmo programa. Quanto a esta senhora, está no papel dela defender o peixe dela, pergunta para o dono da friboy se ele não está otimista com o Brasil, tem crédito livre no BNDS, tem Maia a puxar o saco!! Quanto a magazine luzia até hoje não consegui comprar nada lá, a vista a ponto frio e sempre mais barato, magazine luzia vende uma tv 2 mil parcelada enquanto a vista em outra loja e 1800,00. Resumindo estão tungando o povo otário que não sabe guardar $$$$, não sabe fazer conta, ia quando a inflação aperta saem as ruas, ta ruíam a situação.

  25. Andre Responder

    O q eu vi no programa foi ele citando SERASA como fonte. Se ela tem outra fonte q indica o contrário do afirmado pelo SERASA, ter-se-ia q comparar os métodos de pesquisa de ambas as fontes p saber qual a mais realista.

  26. Carvalho Responder

    Pois é! 1 ano se passou e a verdade se impôs. Quem tinha razão Diogo ou a empresária inimiga das concordâncias verbais?