Pedro Serrano: foi um espetáculo, estamos num país sem lei - Blog do Rovai

Pedro Serrano: foi um espetáculo, estamos num país sem lei

O professor da PUC-SP e constitucionalista Pedro Serrano considera que essa ação contra Lula é a maior ilegalidade já cometida em relação a um ex-presidente da República desde João Goulart, Jango. Serrano diz que é injustificável o fato de Lula ter sido levado coercitivamente a...

O professor da PUC-SP e constitucionalista Pedro Serrano considera que essa ação contra Lula é a maior ilegalidade já cometida em relação a um ex-presidente da República desde João Goulart, Jango.

Serrano diz que é injustificável o fato de Lula ter sido levado coercitivamente a depor. E que a alegação de que isso era para protegê-lo não faz o menor sentido.

pedro serrano

Segundo Serrano, o procedimento adotado pelo MP quando há qualquer risco e se deseja preservar a pessoa intimada é a de se realizar um acordo com o advogado e marcar o depoimento num local discreto e sem que ninguém saiba. “Eu já participei de diversos acordos desses”, diz Serrano.

Na opinião dele há indícios de abuso de poder nesta ação e ela é totalmente inconstitucional.

Serrano acdiego-escosteguyrescenta que tudo foi armado para constranger Lula e diz que às 2h da manhã, como a Revista Fórum já registrou, o diretor da Revista Época, Diego Escosteguy, escreveu tweets sinalizando  que a operação contra Lula aconteceria na manhã de hoje. E às 6h da manhã a TV Globo já estava transmitindo ao vivo a ação tanta da casa de Lula como do Instituto.

 

Serrano é duro em relação ao que está acontecendo neste momento: “Estamos num país sem lei onde há flexibilização de alguns direitos fundamentais em especial de cidadão e onde só se investiga um determinado campo politico”, afirmou.

 

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

In this article

Join the Conversation

2 comments

  1. Clarice Responder

    Pedro Serrano agora na Band News, Ponto a Ponto

  2. Antônia maria Responder

    estas revista busca algo a todo instante para se estabelecer, o que mais me deixa envergonhada são as proteções para com os corruptos de outros partidos, mas o povo ver isso . Grande Deus , forte o povo.