Bem-vindos a 1964: Globo chama os militares para salvar o país - Blog do Rovai

Bem-vindos a 1964: Globo chama os militares para salvar o país

Noblat e Merval escrevem textos complementares, até porque a voz que os ditou é a mesma. Artigos com tom golpista são escritos na mesa do dono

 

Dois dos principais porta-vozes da família Marinho, Ricardo Noblat e Merval Pereira, publicaram textos apontando que as Forças Armadas estão de prontidão para fazer o serviço de organizar o país.

globo manifestacao

Um texto complementa o outro, até porque a voz que os ditou é a mesma. Artigos como esse são escritos na mesa do dono.

Vamos a trechos:

Noblat:

“A crise ganhou um novo componente. Ele veste farda e tem porte de arma. Sua entrada em cena, ontem, foi o fato mais importante do dia em que o país quase parou, surpreso com o que acontecia em São Paulo.

Os generais estão temerosos com a conjugação das crises política e econômica e com o que possa derivar disso. Cobram insistentemente aos seus interlocutores do meio civil para que encontrem uma saída.”

 

“Não sugerem a solução A, B ou C. Respeitada a Constituição, apoiarão qualquer uma – do entendimento em torno de Dilma ao impeachment ou à realização de novas eleições. Mas pedem pressa.”

“Por inviável, mas também por convicções democráticas, descartam intenções golpistas. Só não querem se ver convocados a intervir em nome da Garantia da Lei e da Ordem como previsto na Constituição.”

 

Merval:

 

“Os confrontos entre petistas e seus adversários políticos nas ruas de diversas capitais do país, enquanto Lula depunha na Polícia Federal, insuflados por uma convocação do presidente do PT Rui Falcão, acendeu a luz amarela nas instituições militares, que pelo artigo 142 da Constituição têm a missão de garantir a ordem pública.”

“O fato de terem oferecido apoio às autoridades civis mostra que, ao contrário de outras ocasiões, os militares não estão dispostos a uma intervenção, que seria rejeitada pelas forças democráticas, mas se preocupam com a crise e se dispõem a auxiliar as autoridades civis em caso de necessidade.

“As milícias petistas mobilizadas na confrontação física nas ruas podem transformar o país em uma Venezuela, e quanto mais os fatos forem desvelados, mais a resposta violenta será a única saída

 

Perceba que na narrativa de ambos são sugeridos “alertas” e apresentado justificativas para uma ação militar em nome de garantir a ordem publica e a paz social.

Ao mesmo tempo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso publica hoje um artigo na página 2 do Estadão com o título “Cartas na Mesa”. O tópico frasal é: “É preciso abrir o jogo: não se trata só de Dilma ou do PT, mas da exaustão do atual arranjo político brasileiro“.

Isso pode ser entendido como um sinal para o diálogo.

Mas no meio do texto o ex-presidente depois de falar de tudo que poderia ser feito, solta um parágrafo assim:

“Agora é tarde. Estamos em situação que se aproxima à da Quarta República Francesa” (…). Aqui as Forças Armadas, como é certo, são garantes da ordem, e não atores políticos.”

Parece um sinal de que o ex-presidente sentiu o cheiro de queimado e topa agir como bombeiro. Mas também pode ser um sinal para o PSDB de que os ateadores de fogo já estão na rua e que para se preservar como solução o partido não deve ajudar no serviço sujo.

E no final do artigo FHC coloca na mesa a solução do semi-parlamentarismo. O que no meio de um mandato é também um golpe branco.

Ao mesmo tempo que isso acontece, recebo um alerta de um leitor que me envia, inclusive, o comunicado que um general das Forças Armadas teria enviado a membros do alto comando da corporação.

A Fórum vai checar a autenticidade da mensagem antes de publicá-la. Mas ela teria sido enviada a militares da reserva pró-ativa e chamaria a atenção para a atual situação política do país.

O militar que recebeu o texto na Europa disse que após isso houve um encontro presencial com a tropa onde o alto comando teria inflamado a tropa e reclamado da falta de recursos.

Enfim, são muitos sinais de que um pré 64 está em curso. E, de novo, com apoio das organizações Globo que sempre esteve no mesmo lugar da história.

A foto que ilustra essa matéria é de uma manifestação que ocorreu há pouco na frente da emissora no Rio, com aproximadamente mil pessoas. Na segunda, no Sindicato dos Jornalistas, em São Paulo, haverá um ato contra a postura golpista da Globo. Num momento como esse em que está em jogo o processo democrático não se pode errar o alvo.

Moro é apenas uma peça no tabuleiro, a Globo é o golpe.

 

 

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

In this article

Join the Conversation

9 comments

  1. Esmael Leite da Silva Responder

    O Golpe está em andamento;
    É urgente denunciar e barrar a manobra de colocar a Delação Premiada do Senador Delcídio Amaral, como prova, visto que elas não foram investigadas, o golpe via judiciário tem de ser denunciado e combatido em todos os lugares, Estas denuncias serão manchetes em todos os jornais visando provocar uma grande marcha no dia 13 com vista a ter um motivo para derrubar o governo Dilma.
    O Golpe Urgente.
    Análise de como a Grande Midía é parte integrante do Golpe e como se dividem em suas tarefas, cada meio de comunicação tem um tipo de ação especifica, mas para isso as ações tem de ser coordenadas para que os integrantes da marcha golpista recebam as ordens de forma clara e concisa, a melhor forma de isto ser feito é que o meio tenha crédito e alcance nacional para transmitir as ações a serem executadas, que ele seja claro transparente e não comprometa ninguém, caso alguém descubra esta forma de contato, os participantes que recebem as ordens ficam sob anonimato, pois não há ligação direta entre eles e o comando, e o comando pode dizer que isto é fruto de uma Teoria da Conspiração, portanto sem credibilidade, é um risco que corro ao publicar esta minha análise para isso fiz uma analise da matéria publicada hoje na Folha São Paulo na coluna “Poder” (ver link abaixo) paragrafo por paragrafo e constatei que é um relatório destinado a orientar as forças golpistas, bem como coordena-las até o Dia do Golpe (dia 15 de março), o momento é mais grave do que pensamos, neste momento a Rede Globo solicita a presença dos militares para intervir no processo democrático e reinstalar uma ditadura militar. A anexação das declarações do Senador Delcídio Amaral serão anexadas no pedido de Impeachment contra a Presidenta Dilma que correm no TSE, sem serem investigadas, serão utilizadas para derruba-la e para propagação de que são fatos reais e justificar o golpe, papel reservado a Globo e outros da mídia televisiva que tem grande acesso ás massas, a mídia impressa diária fica reservada a média baixa e classe c em ascensão, a classe média média fica reservada ás revistas semanais. As elites participam do golpe.
    Comunicado do Comando Geral do Golpe
    1) A ação da Lava Jato sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não atingiu o objetivo esperado. A condução coercitiva do ex-presidente foi um erro estratégico, os adversários reagem com vigor.

    2) O campo popular não deve ser nossa área de atuação para evita estragos maiores, a ordem é centrar o foco da atuação política no impeachment da presidente Dilma Rousseff e na ofensiva contra a sua reeleição, travada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), (Os lideres parlamentares serão procurados e já estão instruídos sobre o que dizer).

    3) Esse script prevê ainda que, para perguntas sobre Lula, a resposta será uma só: é um assunto a ser tratado pela polícia e a Justiça.

    4) Na última sexta-feira (4), quando a Lava Jato colocou a Operação Aletheia nas ruas, os nossos principais nomes da oposição comunicaram-se e fizeram reuniões para debater a melhor forma de reagir à ação, que foi considerada a mais perigosa desde o início do golpe.

    5) Já naquela manhã, havia dúvidas sobre o modo como a ação judiciária sobre Lula e o governo Dilma é visto pela população, é visto como um golpe à democracia.

    6) A confirmação deste fato, veio em seguida, a prisão de Lula foi seguida de forte mobilização das forças democráticas. Criando um clima de conflagração social, que não era esperado.

    7) A ordem, portanto, é expressar apoio incondicional ao judiciário, e evitar o confronto com as forças democráticas.

    8) Em outra frente no congresso, a ordem é, já nesta segunda-feira (6), iniciar obstrução dos trabalhos na Câmara como forma de pressionar o impeachment e pedir ao TSE que incorpore à ação que investiga ilegalidades na reeleição de Dilma os termos da delação premiada negociada pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS), ex-líder do governo, mesmo que não comprovadas, o que importa é a versão, não os fatos.

    9) “Vamos cuidar aqui do que é o nosso objetivo, que é derrubar a Dilma. Vamos mostrar que com ela não dá mais”, disse o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

    10) Discurso semelhante foi feito por Agripino Maia, presidente do DEM. “A questão do Lula não é um assunto político, é policial. Temos que nos concentrar na homologação da delação de Delcídio. Isso pode trazer forças novas à articulação do impeachment”, avaliou.

    PMDB
    A cautela, é palavra de ordem no PMDB, partido comandado pelo vice-presidente da república, Michel Temer (SP), principal beneficiário de uma eventual queda de Dilma. Lideres da sigla negociações estão sendo feitas para que no próximo dia 12, quando ocorrerá a convenção nacional da legenda e Temer seja reeleito presidente da sigla. A recondução de Temer deve se dar na véspera das próximas manifestações nacionais pelo impeachment, marcadas para o dia 13, o que provocará o enfraquecimento do governo, os atos são aguardados com grande expectativa pela ala do PMDB que é a favor do impeachment de Dilma. Esse grupo avalia que, se houver grande adesão aos protestos, no dia 15, o governo Dilma estará acabado.
    Este é o relatório e sua ordem deve ser acatada na integra.
    Comparem com o link da folha: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1746871-oposicao-mira-em-dilma-para-evitar-vitimizacao-de-lula.shtml

    1. djalma Responder

      Deve ter cheirado o dia todo ´para falar tanta besteira!

  2. Jorge Responder

    O problema é justamente a presidência da república e o ex-presidente que estão promovendo o maior assalto aos cofres públicos da história mundial. O país está quebrando por tanta roubalheira e incapacidade de gestão pública. Não se trata de classe rica ou elite, mas de toda a sociedade brasileira que não aguenta mais tanta podridão de um governo formados por comunistas ignorantes que querem viver como reis sem ser fruto do suor do trabalho honesto. Até as classes C e D querem a expulsão desses traidores da pátria, inimigos do povo. A grande maioria dos pobres e humildes acordam as 05:00 hs e trabalham duro pra sobreviver, portanto não são desonestos, nem vivem muito bem graças às tetas do Estado. Fora Luladrão e Dilma terrorista assassina. Não importa o nome que se dê, intervenção, golpe ou revolução militar. Se o Exército não tomar uma atitude, o povo vai sair as ruas pra arrebentar esses corruptos, aí diante de uma guerra civil, (80% de honestos X 20% de corruptos) quero ver o Exército não tomar partido pela maioria do povo. Chamem os guerrilheiros do MST e da Venezuela, Bolívia e Cuba, os EUA fornecerão armas e munições para nosso Exército. Os imbecis do José Dirceu e do ignorantes Lula e Dilma não enxergam quejjamais o Brasil será transformado num país comunista, praticamente no quintal dos EUA e principalmente por ser um povo religioso e temente a Deus. As motivações de 1964 viraram fichinha diante de 13 anos de assalto ao dinheiro do povo brasileiro. Dessa vez devido ao montante lapiado do bolso dos contribuintes, não deve existir exilados, nem presos político. Pela gravidade dos fatos tem que extinguir esses traidores da pátria. Pra ter essa roubalheira com o povo na merda que tá, a classe média não aguenta mais a maior taxa tributaria do mundo, e querem criar mais, foda-se a Democracia. Fecha-se o Congresso e prende todos os corruptos dos três Poderes, e os substitui por pessoas ilibadas, entregando aos civis depois de feita uma reforma política e do código penal capaz de atender aos anseios do povo brasileiro.

  3. Rejane Xavier Responder

    O Lula ameaça com guerra (“botar o exército do Stédile nas ruas”) e se admira que os milicos fiquem de prontidão? Se levar, é porque pediu.

  4. francisca Responder

    O curioso é que, para este blogueiro, a globo é a culpada de todas as mazelas. Da fome, do desemprego, da corrupção, da Lava-Jato. Parece mais uma atitude de querer jogar a culpa em terceiros e fugir dos fatos reais que, por sinal, estão estampados em todos os jornais e não apenas no Globo.

  5. Pedro Ferrari Responder

    chora mais, até que enfim o exercito vai sair da letargia, e dar um jeito neste pobre Brasil Pobre…

  6. Henrique Responder

    Globo o CARALHO
    O POVO de bem quer !!!!
    Seus politiqueiros de merda.
    E VAMOS PRA CIMA DOS BANDIDOS CORRUPTOS !!!!
    SEM ANISTIA DESSA VEZ!!!!
    Querem defender esse regime falso que chamam de democracia!????
    Então se FODAM juntos !!!!
    Selva !!!! BRASIL !!!!
    POR AQUI NÃO PASSARÁ! !!!!!
    AÇO! !!!!!
    DEUS PATRIA FAMÍLIA !!!!!!!

  7. Bem-vindos a 1964: Globo chama os militares par... Responder

    […] Noblat e Merval escrevem textos complementares, até porque a voz que os ditou é a mesma. Artigos com tom golpista são escritos na mesa do dono  […]

  8. A reação ao golpe | FETEC-CUT-PR – Federação dos Trabalhadores no Ramo Financeiro no Estado do Paraná Responder

    […] Em seu blog, Renato Rovai, inclusive, chamou a atenção para os textos de Ricardo Noblat e Merval Pereira que mencionavam uma possível atuação das Forças Armadas “para fazer o serviço de organizar o país”. Segundo o blogueiro, “um texto complementa o outro, até porque a voz que os ditou é a mesma. Artigos como esse são escritos na mesa do dono”. […]