1° ministro: Lula não aceitou ser ministro de Dilma, mas o chefe de governo

Lula está assumindo num momento de alto risco. Se a situação melhorar para um regular, já pode se aposentar tranquilo. Mas se for engolido pela tsunami...

 

Lula é o novo ministro da Casa Civil da presidenta Dilma.

MILAO ITALIA 05/06/2015  POLITICA Ex presidente Luiz Inacio  Lula da Silva visita o  pavilhão brasileiro da Expo 2015 em Milao. FOTO Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Há pelo menos uma semana o ex-ministro Gilberto Carvalho ficou em reuniões no Palácio do Planalto tratando do assunto.

Na direção do PT havia muito gente contra. A volta de Lula ao governo estava longe de ser unanimidade entre os líderes da legenda.

Muito pelo contrário, havia uma boa parte que já entendia que o governo havia acabado e que Lula deveria se preservar para 2018.

Mas entre deputados e ministros quase todos faziam pressão para Lula ser ministro.

Entre os prefeitos e vereadores do partido idem.

Líderes da base aliada diziam que essa era a única chance de o governo Dilma tentar (vejam bem, tentar) ir até 2018.

Na militância do PT e nos movimento sociais Lula ainda é mito. E o entendimento é que na hora do aperto só ele salva. E a pressão foi imensa nas bases para que  aceitasse o desafio.

No intimo, quem conviveu com Lula e debateu o assunto, não via entusiasmo nele para aceitar o cargo.

Mas Lula não teve opção.

O governo esfarelou nos últimos meses e já não havia quem o defendesse se algo de muito radical não viesse a ser feito.

E Lula poderia perder todo o capital político que acumulou na sua trajetória se o país viesse a entrar em colapso.

Mais do que isso, ainda seria cobrado por não ter ajudado na hora em que o bicho pegou.

Foi isso que levou Lula a voltar ao Planalto na condição de ministro.

Para aceitar, porém, foram muitas as condições.

Lula não entra como ministro da Casa Civil, mas como primeiro ministro.

Ele não vai cuidar de defender Dilma do impeachment. Ele vai governar.

Nos próximos dias é que vai se saber como e com quem, mas já se pode afirmar que a Reforma da Previdência não será tema para agora. E que Lula vai priorizar a retomada do crescimento.

É quase certo que o presidente já condicionou sua volta a usar uma parte das reservar em dólar, algo próximo a 100 bilhões, para retomar obras paradas do PAC.

Prefeitos, principalmente, estão desesperados porque muita coisa necessária está juntando lixo e água empoçada nas cidades por falta de verbas.

Lula costuma dizer que o mais caro é obra parada. E que não há maior corrupção do que deixar um investimento pela metade.

Com essa injeção de recursos a construção civil poderia voltar a crescer e a expectativa é que isso gerará empregos. A aposta é que o Brasil sairá do atoleiro e dará uma navegada econômica ainda neste ano.

Lula também aposta em acordos de grandes investimentos com os chineses.

E por isso pretende trazer de volta o seu fiel escudeiro, Celso Amorim, para o ministério das Relações Exteriores. Ele quer um ministro que priorize as relações Sul-Sul. E que tenha voz firme e forte fora do Brasil.

A volta de Lula foi bastante discutida com o PMDB.

Renan Calheiros sinalizou que era o caminho para não haver impeachment.

Os russos, com quem o jogo não foi combinado, são os procuradores da Lava Jato e o juiz Sérgio Moro. E, claro, a Rede Globo.

As investigações não cessarão porque Lula chegou ao governo. E a divulgação de vazamentos também não.

A narrativa da Lava Jato, porém, pode perder fôlego. Porque muita coisa já foi revelada e muita coisa está espirrando em líderes da oposição e do PMDB.

Aécio, por exemplo, já está carimbado como o delatado-mor. Foi apontado como parte de esquemas por cinco pessoas diferentes. E agora reapareceu a denúncia da lista de Furnas e de uma conta de sua mãe em Liechtenstein.

E vez ou outra senadores do PMDB entram na roda.

Delcídio, por exemplo, falou de vários deles na delação divulgada ontem.

Se Lula conseguir fazer o governo chegar nas Olimpíadas um pouco melhor, o impeachment pode perder força.

Porque depois de agosto o Congresso praticamente ficará vazio com a entrada no calendário das eleições municipais.

Lula está assumindo num momento de alto risco.

Se a situação melhorar para um regular, já pode se aposentar tranquilo.

Mas se for engolido pela tsunami, ficará com um biografia menor.

E por isso só aceitou a tarefa por falta de opção.

A oposição vai dizer que Lula só tomou esse rumo para fugir de Moro. Mas isso não contou. Muito pelo contrário. Se fosse por isso, Lula ficaria em São Bernardo junto com Marisa e seus filhos.

O que mais lhe fez relutar na ida para o governo foi isso, o fato de parecer que estava fugindo do juiz paranaense.

Quem acompanha julgamentos no STF desde o mensalão sabe que eles costumam ser mais duros do que nas instâncias inferiores. Não foi por outro motivo que Eduardo Azeredo (PSDB-MG) renunciou ao seu mandato. Quis ser julgado lá na primeira instância.

Neste caso do julgamento, Lula não tem nada a ganhar.

Se é que tem algo a ganhar em qualquer outra coisa nesta sua ida para o ministério.

Mas na política o cálculo não pode ser o de só ir “na boa”. Só entrar para ganhar.

Em política, assumir riscos é que diferencia os agentes públicos.

Lula está arriscando quase tudo nessa sua nova missão.

Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora e receba em seu endereço!

In this article

Join the Conversation

17 comments

  1. r. B Responder

    “estância” —> INSTÂNCIA

    1. Robert Responder

      Político bom, é político prezo.

  2. Fernando Responder

    Vingativo. Cuidado PF, ele vai contra-atacar!

  3. 1° ministro: Lula não aceitou ser mi... Responder

    […] Lula está assumindo num momento de alto risco. Se a situação melhorar para um regular, já pode se aposentar tranquilo. Mas se for engolido pel  […]

  4. Ana Duran Responder

    Eu nao acredito mais em que se fara justiça com a ida de Lula para a Casa Civil. Com isso Moro nao pode mais. Infelizmente agora o Brasil tem dono. Somente em 2018 se é que teremos chance de mudar.

  5. Luiz Kenji Responder

    Pensei, falei sozinho, discuti com amigos, colegas e desconhecidos, esbocei escrever mas não consegui transcrever o que sinto pela política brasileira… O mais próximo que consigo descrever pelo que sinto é: LUTO. Luto por ver um país entregar-se à corja política (TODOS OS PARTIDOS E POLÍTICOS, sem distinção) e a sociedade assistir subserviente e impassívelmente.

  6. Julio Neto Responder

    Grande passo para a “Venezualização” do Brasil = megalomaníaco igualzinho ao Hugo Chaves

  7. Alberto Amorim Responder

    E agora Rede Globo? Fazer o que?

  8. Angela Responder

    VALEU POR MAIS ESTE SACRIFÍCIO QUE VOCÊ FAZ PELO POVO BRASILEIRO!
    SE VOCÊ CONSEGUIR AFASTAR O PERIGO QUE RONDA O BRASIL, SEREI SUA ETERNA DEVEDORA!
    CONTE COMIGO PARA O QUE DER E VIER!

  9. Companheiro Luiz Responder

    O problema é que não eleito democraticamente para governar a nação. Numa democracia se chega ao poder pelo voto. Nas ditaduras comunistas é que se vai ao poder de chefe de estado por nomeação. E fugiu sim, da justiça. Escondeu-se das investigações em um foro que consegue manipular. Este ato também teve o traço da assunção de incapacidade, feito por Dilma, para tentar esvaziar o movimento do impeachment. Dilma prova que, além de não ter a menor condição de ser presidente da república, passou para outra pessoa os votos que teve. É no mínimo um atentado à democracia e um ato digno das mais atrasadas ditaduras comunistas. Lembra Castro passando o poder ao irmão. Não acredito que os parlamentares de oposição, nem a base pmdbista, nem os juristas e muito menos os cidadãos e a sociedade se conformem com essa marotagem. Lula está usurpando o posto de chefe de estado disfarçado de ministro. Isto é agressão contra a democracia e é o que se pode chamar de golpe bolivariano. Isto sim, foi um golpe. E aos que cantam vitória, é preciso que saibam que não é especificamente Lula ou Dilma que são indesejados. É o PT e seu sistema de governo. Optando por uma ditadura disfarçada acabaram de assinar sua sentença. A sociedade civil vai insistir até afastar todos do poder e colocar alguns sob pena de prisão. Isto é inevitável. Lula se entendo um encantador de najas. Doce ilusão.

  10. Iraci Responder

    Odeio esse PT E TODA A SUA CORJA
    Infelizmente p povo tem o governo que merece
    Vamos aguardar p ver o que esses comunistas tem mais para roubar

  11. Rafael Responder

    E agora? Agora esse golpistas coxinhas do PT vão ficar mais ricos, até o povo se armar e agir contra esses marginais que se pintam de vermelho. Pode chorar, alberto amorim, vc não é humano, é um merda.

  12. Que país sou eu? – Revista Salsaparrilha Responder

    […] um ex-presidente sob investigação acaba de ser nomeado Ministro da Casa Civil. Seu papel, segundo o jornalista Renato Rovai, não vai ser “cuidar de defender Dilma do impeachment. Ele vai governar”. Ou seja, na […]

  13. Euridio Responder

    Alo! rede globo!
    Aquarde Lula em 2018.

  14. lulaLadrao Responder

    realmente arriscando tudo , principalmente o FUTURO DO BRASIL LIVRE E DEMOCRATICO

  15. Carla Responder

    Como é mesmo o nome desse rapax que escreveu essa materia?? Olhavc bem consegue convencer bem uma formiga com seu texto!! Tão jovem e bobinho? É coxinha, ne? Pq coxinha são na verdade os defensores de gente ladra!!! Apesar de coxinha ser uma delícia!! A de frango e nao com carne de cobra! !