Artistas pró-impeachment se lambuzam com lei Rouanet e iFHC captou 14 mi

A Fundação Roberto Marinho teve quarenta projetos propostos pela instituição e realizou captação total de mais de R$ 178 milhões.

Nos últimos dias vários artistas contrários ao impeachment como Wagner Moura e Chico Buarque foram atacados na rede e em veículos de comunicação por terem usado ou tentado usar o instrumento da Lei Rouanet para realizar seus projetos.

O mais grave é que o ataque, em alguns casos, foi patrocinado por gente que usa a lei de forma abusiva.

O blogue, que não gosta de caça as bruxas, decidiu, porém, fazer a prova dos nove e verificar como se comportam em relação à Rouanet alguns que apoiam o impeachment. Dê uma olhada na lista abaixo e você vai se surpreender.

O Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC) e a Fundação iFHC captaram um total de mais de R$ 14 milhões para realização de três projetos.

O mais recente, “Fundos Documentais do Acervo Presidente FHC: descrição e difusão”, teve aprovação para captação de mais de R$ 6,2 milhões e realizou captação de R$ 2,2 milhões.

A Fundação Roberto Marinho é um dos maiores captadores da história da Lei Rouanet. Ela teve quarenta projetos propostos pela instituição e realizou captação total de mais de R$ 178 milhões.

Atualmente, a Fundação tem  um projeto aprovado para captação: “CAZUZA mostra sua cara – itinerância”, no valor de R$ 2,7 milhões.

Por meio da empresa Moeller & Botelho Produções Artísticas Ltda, o diretor Claudio Botelho, que recentemente brigou com a platéia por atacar Dilma Rousseff num espetáculo em homenagem a Chico Buarque, realizou quatro projetos, num total de mais de R$ 20 milhões aprovados e R$ 8 milhões efetivamente captados.

Claudio Botelho ainda consta na ficha técnica de no mínimo outros 24 projetos incentivados pela Lei Rouanet, somando uma aprovação de quase R$ 74 milhões e captação de quase R$ 45 milhões.

Atualmente, há três projetos da Moeller & Botelho Produções Artísticas Ltda aprovados para captação, somando autorização de mais de R$ 16 milhões.

O Jota Quest, outro grupo que adora atacar o governo e a presidenta da República, está envolvido em sete projetos apresentados à Rouanet. “No Estúdio com o Jota Quest” realizou captação de R$ 1,4 milhão. E o “Turnê Jota Quest 20 anos”, de mais de R$ 3 milhões, está em processo de análise.

O ator Marcelo Serrado, militante pró-impeachment, está envolvido em três projetos apresentados à Rouanet. “É o que temos pra hoje!” realizou captação de R$ 478 mil. “Vilões de Shakespeare” está autorizado a captar quase R$ 800 mil.

Juliana Paes, outra militante anti-governo, vai estrelar o espetáculo “Garota de Ipanema, O Musical”, da Aventura Entretenimento Ltda., que captou R$ 6,4 milhões. 

Susana Vieira está na ficha técnica do projeto “Looped”, da Escola de Atores Wolf Maya Ltda, autorizado a captar R$ 890 mil.

Marcio Garcia está na ficha técnica do projeto “Audiolivro Narizinho Arrebitado, de Monteiro Lobato”, autorizado a captar R$ 740 mil.

Malvino Salvador está na ficha técnica da comédia teatral “Irmãozinho Querido”, da Marinho de Oliveira Produções Artísticas Ltda, que teve projeto aprovado em R$ 2,1 milhões.

Lobão (ele, sempre ele) já teve o projeto “Acervo Cultural – Gravação do DVD Lobão Elétrico e Shows de Lançamento” aprovado em R$ 1,9 milhão, mas recuou e formalmente desistiu de seu direito de captação. Parece que não conseguiu quem o patrocinasse.

Ou seja, aqueles que perseguem artistas que são contra o golpe e que usam a lei Rouanet topam discutir o assunto seriamente?

Esses artistas e instituições que foram citados acima topam debater o tema e defender seus colegas que são covardemente atacados?

Ou vão ficar fazendo de conta que eles são bandidos e que defendem o governo por conta de algo absolutamente legal?

Um pouco de seriedade a essa gente não faria mal algum.









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.



No artigo

Comentários

31 comments

  1. Junior Responder

    Coisa de brasileiro mesmo sentar no próprio RABO e meter ferro no rabo dos outros ,nada muda o negócio é encher o próprio bolso. É tudo acaba em

  2. Karen Responder

    E olha que esses não são artistas, são celebridades somente. Com a idade chegando eles vão ficando cada vez mais apagado por falta de legado.

  3. Helena Responder

    Quem tem teto de vidro não pode jogar pedra no teto do vizinho…

  4. Cristiane Responder

    Só acho que a Lei Rouanet perdeu o foco. Controvérsias políticas a parte, será realmente que um ator renomado até internacionalme como o Wagner Moura e todos esses globais, duplas sertanejas que enchem precisam de ajuda estatal para realizar um projeto? Peças de teatro com atores renomados que só ficam no eixo Rio-São Paulo com ingressos a R$200,00. Afinal, qual é o público que terá acesso a estes espetáculos pq os cidadãos que moram no interior que contribui com esse dinheiro não tem acesso, pequenas cidades muitas vezes não tem nem cinema. Então, a pergunta que fica é acesso a cultura para quem? Por que do jeito que está sendo distribuído só a elite das grandes cidades é que estão usufruindo.

  5. Toni Responder

    Larga mão de ser besta , ninguém está discutindo a lei Rouanet , e sim as estatais que puseram dinheiro através dela ,nos artistas q apóiam este governo corrupto .

    1. Renato Rovai Responder

      Larga mão de ser besta, o tempo todo gente como você acusa os artistas que são contra o impeachment de serem vendidos por conta de recursos da Rouanet…

  6. Toni Responder

    Perguntas aqueles q apóiam o governo:
    Pq sarnei ,Collor e Maluf apóiam o governo?
    Promotores públicos e juízes são concursados , pq são contra o PT ?
    Se o que os delatores falam de Eduardo cunha é verdade , pq é mentira o q falam dos petistas do governo ?
    C na sua casa gastar mais do q ganha não dá certo pq no governo daria?
    vcs acreditam q td que foi apurado na lava jato é mentira ou o PT está acima da lei ?
    E por último existe algum país q verdadeiramente deu certo com o modelo pronto pelo PT ( lembrem q o primeiro ministro da Suécia tem menos privilégios q a família castro em cuba)

  7. Victor Responder

    Tem alguma fonte disso? Eu gostaria de usar o post em uma discussão a favor de Dilma, mas sem fonte fica difícil ;(

  8. Chico Orlandini Responder

    Bom dia!
    Gostei do texto, é mesmo um excelente argumento.
    Por favor, seria possível facilitar a vida do leitor mais interessado e menos afeito aos Googles da vida e fornecer algum link dessas informações?
    Obrigado.
    Abs.

  9. Luiz Responder

    Você comenta de apoio ao projeto “Cazuza mostra sua cara”. Me parece certo, pois leva a Cultura para o povo a um preço bem democrático… Não entendo essa comparação com shows e peças que custa mais de R$ 100,00 por ingresso. https://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/inedito-cazuza-mostra-sua-cara-no-museu-da-lingua-portuguesa/

  10. Lu Coimbra Responder

    Parabéns por trazer à tona uma questão que não vi ninguém levantando, é importante mostrar a verdadeira face daqueles que atacam, mas se esquecem de que foram beneficiados com dinheiro público…

  11. Giramundo Baptista Responder

    Ô bando de artistas, receberam o dinheiro, agora, fiquem do lado do PT! É a lei do fisiologismo petista, obedeçam!

  12. Thiago Responder

    É muito espetáculo e pouco benefício para o povo (economia, educação, saúde e questões sociais)

  13. Adriana Responder

    Ué? Só porque eu me benificiei do direito de estudar em escolas públicas não posso ser contra o governo? Só pq sou usuária do SUS NAO posso me reservar do direito de criticar o governo? Então pq gozam do direito dado a Lei Rouanet não podem ser contra o atual governo.
    Não entendi…

  14. Ligia Responder

    Ganhando essa grana até eu esculhambo a Dilma. Cambada de hipócritas.

  15. SANDRA Responder

    Larga mão de ser besta , ninguém está discutindo a lei Rouanet , e sim as estatais que puseram dinheiro através dela ,nos artistas q apoiam este governo corrupto .

  16. SANDRA Responder

    Larga mão de ser besta , ninguém está discutindo a lei Rouanet , e sim as estatais que puseram dinheiro através dela ,nos artistas q apoiam este governo corrupto .

  17. Andre Ferraz Zaroni Responder

    QUE GOLPE?

  18. Freitas Responder

    Que conversinha mais noção… Querem enganar quem???? Blá blá blá ….governo bandido…golpe é o que estão fazendo com todos os Brasileiros… Desemprego, inflação altíssima, empresas fechando as portas, combustível hiper alto, promessa de campanha que no nunca foram cumpridas… Etc….se não tem competência de administrar o País, então pede pra sair, e aceitem que perderam as rédias e o controle da administração…. Afffff…Golpe????

  19. Contra fascistas muito CUSPE e contra golpistas GREVE GERAL! | Blog da Cidadania Responder

    […] vale lembrar que artistas de oposição ao governo Dilma também usam a lei […]

  20. Joana D'arc Candido Dourado Responder

    Esses devem ter medo de perder o emprego ou de perder outros interesses junto a fundação Roberto Marinho, porque eu não posso crer que eles sejam burros, e não percebem a parcialidade do juiz Moro, ou não enxergar que são os corruptos apoiando o golpe, pessoas que eles sempre combateram como os homofóbicos, os preconceituosos em frente das telas, mas por trás da câmeras as coisas mudam de figura, aí as personalidades verdadeiras afloram. Realmente não dá pra entender, torno a dizer a maioria ali não é burro, alguns até sim mas a maioria não.

  21. Pietro Responder

    Só acho que a Lei Rouanet perdeu o foco. Controvérsias políticas a parte, será realmente que um ator renomado até internacionalmte como o Wagner Moura e todos esses globais, duplas sertanejas precisam de ajuda estatal para realizar um projeto? Peças de teatro com atores renomados que só ficam no eixo Rio-São Paulo com ingressos a R$200,00. Afinal, qual é o público que terá acesso a estes espetáculos pq os cidadãos que moram no interior que contribuem com esse dinheiro não tem acesso, pequenas cidades muitas vezes não tem nem cinema. Então, a pergunta que fica é acesso a cultura para quem? Por que do jeito que está sendo distribuído só a elite das grandes cidades é que estão usufruindo. (2)

    Completo eu dizendo que não vemos 95% desses projetos aprovados chegarem até o interior. A Lei Rouanet é válida mas precisa sim ser revista e a grande maioria dos artístas que defendem o desgoverno se infartou com benefícios das estatais sim! Aprovar um projeto é muito fácil, agora captá-lo é outra coisa e nisso a grande maioria se esbaldou com recursos oriundos da Petrobrás, cias de energias, banqueiros etc. com aquele jeitinho brasileiro.

  22. Denis Responder

    Matéria tendenciosa, isso porque não é a favor da caça as bruxas. O problema não é a lei, ou o ministério, o problema é o desperdício de dinheiro que esse governo tem, perdeu o controle das contas públicas e a mão na administração como um todo, se o país precisa de dinheiro, vamos melhorar essa lei, vamos dar dinheiro somente ao que importa, acredito que a revolta do povo seja essa, o governo vem gastando de forma irresponsável o nosso dinheiro, e essa lei é um exemplo, poucas coisas de qualidade ou necessárias para nossa cultura são geradas pelo absurdo de dinheiro gasto pelo governo.

  23. rosangela Responder

    Não é porque se utilizam da lei (e muitas vezes o artista nem entra diretamente na negociação, vide o caso do maestro), que os artistas devem apoiar o governo, seja Dilma, Lula ou qualquer outro. Parabéns aos que lutam por um Brasil melhor. Em relação aos americanos, nossos artistas, em sua maioria, só enxergam o próprio umbigo, são zero à esquerda na luta pelo seu país.

  24. Marcos Responder

    Deveriam ser imparciais colocar os artistas independente de apoio à presidente Dilma (não presidenta pois essa palavra não existe) tanto os prós como os contras, isso sim é seriedade

  25. cassia Responder

    Sou apenas uma brasileira que nunca entrou no Teatro Pálacio das Artes, para assistir uma peça com artista famosa, sabe pq?
    vós digo pq o ingresso é caro , muito caro. Meu pai ficou internado em um hspital público , nem cadeira de acompanhante eu tive , a luz do banheiro estava queimada , olha , meu pai tem 88 anos,foraa outros problemas , o alho custa R$ 25,00, o feijão custa R$10,00 o kg.Por isso os artistas não reclama , pq assim como os políticos eles qd doentes vão para hospitais famosos .

    1. MARCELO Responder

      CÁSSIA, PARABÉNS PELO COMENTÁRIO SIMPLES E OBJETIVO, COMPARTILHO DE SEU RACIOCÍNIO, MAS A MAIORIA NÃO VÊ ASSIM, QUE SE DANE OS OUTROS, INFELIZMENTE O QUE ESTÁ EM JOGO SÃO AS CADEIRAS, OS POLÍTICOS MANIPULAM O POVO E NOS TRATA COMO MASSA DE MANOBRA, SOMOS TÃO SOMENTE ELEITORES, O QUE SOBRA PRA GENTE SÃO AS MIGALHAS, ENQUANTO O POVO CUBANO COME FEIJÃO BRASILEIRO DE GRAÇA, NÓS PAGAMOS 14,00 O QUILO AQUI, TUDO BEM, A EX PRESIDENTE DOOU NOSSO ESTOQUE REGULADOR DE FEIJÃO PARA CUBA, ISSO ESSE BLOG NÃO CONTOU!

  26. MArlene Responder

    E vai feder ainda maisssss….. quem sair por último apaga a luz pra economizar energia.

  27. MARCOS Responder

    ESTE COMO MUITO OUTROS, É TÃO SOMENTE UM BLOG PATROCINADO PELA ESQUERDA, FICOU CLARA A INTENÇÃO EM MOSTRAR OS BENEFICIADOS, QUE SÃP CONTRA O EX GOVERNO, MAS O BLOGUEIRO SE ESQUECEU DE MOSTRAR OUTROS ABSURDOS COMETIDOS PELA LEI ROUANET, TUDO BEM, A MÍDIA QUE NÃO É FINANCIADA PELA ESQUERDA ESTÁ AI, BASTA PESQUISAR QUE APARECEM DEZENAS DE PESSOAS DECLARADAMENTE PETISTA QUE ENCHERAM OS BOLSOS COM O DINHEIRO PÚBLICO, ENQUANTO ISSO O SUS ESTÁ ENTRANDO EM FALÊNCIA! VAMOS FECHAR OS OLHOS E FAZER DE CONTA QUE A COISA TODA GIRA EM TORNO DA ESQUERDA E DA DIREITA, O QUE MUITOS NÃO SABEM AINDA, É QUE O PT NESSES ANOS QUEBROU O BRASIL.

  28. Marcus Responder

    Bem! Minhas humildes impressões sobre a questão: Toda análise deve ser fundamentada nos diversos aspectos do problema, e não se limitar a uma diatética elementar e unidimensional. O autor demonstra não ter isenção e , para mim está claro que ele toma o partido dos atores contrários ao impeachment. Obviamente que isso não está explícito , mas é a razão de ser. Ele tenta usar uma falácia em favor do equívoco; e , claro , uma meia-duzia de ‘enviseirados’ oferece uma gama agumentos obtusos a seu tresloucado discurso. O impropério não é a Lei em sí, mas a maneira como o governo do Pt a desvirtuou. Alguém cita a revista do Lobão que foi patropcinada pela Petrobrás como um argumento em favor do alegado pelo autor, sem perceber , em sua “rusticidade” de raciocínio que na verdade esse argumento é totalmente contrário, e vou lhe explicar o porquê. A citada revista, era uma publicação voltada ao rock and roll , uma aberração ( não a revista , mas tentativa de emplacar uma publicação do gênero numa era de sertanojo, pagode e axé) que teve o mérito de lançar diversos novos artistas do rock nacional , cito Monbojo, Celetores de Frenquência, Cachorro Grande, bem como o resgate de alguns outros como o Arnaldo Batista. Nesse sentido , meu camarada, é inegável que neste caso, devemos louvar o patrocínio concedido pela estatal , verba que se não tivesse sido usada desta forma, provavelmente , já estaria na Suíça, numa conta secreta de um certo vagabundo. É também facilmente dedutível que alguns artistas têm contratos prévios com produtoras que podem em algum momento, lançar mão da capitação via Rouanett sem informar aos seus contratados. Nessa situação ao artista só restará cumprir o contrato, goste ele ou não da fonte de recursos do seu contratante , ou arcar com eventuais desdobramentos legais. Estatísticas dão por conta que há 12 milhões de desempregados, isso numa estimativa bem favorável. É claro, então, que quem mal consegue satisfazer suas necessidades mais básicas não irá investir em cultura. Bancar uma produção sem recorrer a subsídios é dificílimo, e , muitos se vêem obrigados recorrer a eles ainda que não concordem. Absolutamente, não sou contra os subsídios á Cultura; por outro lado, jamais poderia concordar com bandalheira que tornou-se citada lei, haja vista que através dela, até casamentos de luxo foram bancados. Mesmo espetáculos subsídiados eram vendidos a preço de ouro. Ora! Se captou tem que cobrar preços populares, pois a sociedade através dos impostos que paga foi o grande patrocinador, e, como tal tem direito a participar da festa; e mais, tem o direito ao tapete vermelho. Que esses recursos sejam destinados principalmente ajudar os novos, e não a sutentar artistas velhos , gordos , ricos e já aposentados. chega de homenagear fulano, de festejar os x anos de carreira de cicrano.Chega da mesmice. Tomado emprestado do Lobão: “Chega de verdades postiças”. Eu preciso de um pouco de mentiras e de muitas novidades.

  29. jise Responder

    mimimimi… kkkkkkkk. chora.. hahahaha