Promotor sugere no Facebook que PM atire em manifestantes do Movimento Passe Livre que ele arquivaria inquérito! - MariaFrô

Promotor sugere no Facebook que PM atire em manifestantes do Movimento Passe Livre que ele arquivaria inquérito!

Custo a acreditar que um promotor possa pensar coisas como essas e torná-las públicas, escrevendo-as em uma rede social. É estarrecedor que a intolerância, o desconhecimento, a truculência e cultura da violência permeie os nossos tribunais desta forma. Por:...

Custo a acreditar que um promotor possa pensar coisas como essas e torná-las públicas, escrevendo-as em uma rede social. É estarrecedor que a intolerância, o desconhecimento, a truculência e cultura da violência permeie os nossos tribunais desta forma.

Por: Paulo Preto em seu Facebook

No mundo inteiro se protesta por diversas coisas, e aqui, não é diferente. Alguns manifestantes extrapolam, sim, autoridades também. Nada de novo. Mas o sujeito aí é diferente, ele é o DONO de um Tribunal e se depender dele, vai arquivar os inquéritos. A ordem é mandar bala!

Não foi a primeira vez que o Promotor defende que dar tiro “em filho da puta” ou “bandido” é a melhor solução:

Promotor diz que bandido “tem que tomar tiro para morrer” e pede à Justiça arquivamento de processo
Em documento do 5º Tribunal do Júri de SP, ele defende policial que matou suspeito

Do R7

16/09/2011 às 17h48

“Bandido que dá tiro para matar tem que tomar tiro para morrer”. Foi com argumentos desse tipo que o 1º promotor de Justiça do 5º Tribunal do Júri, Rogério Leão Zagallo, pediu à Justiça de São Paulo que arquivasse um processo sobre um suposto assalto contra um policial civil que terminou com um suspeito morto. O crime, considerado pelo promotor como ato de “legítima defesa” ocorreu em setembro de 2010. O texto da promotoria é de 24 de março de 2011.

De acordo com o pedido do Ministério Público, o policial civil Marcos Antônio Teixeira Marins foi abordado por dois bandidos enquanto dirigia pela rua Antônio Mariane, no bairro do Caxingui, em São Paulo, no dia 16 de setembro do ano passado. Embora estivesse à paisana, ele teria se identificado como policial após ser abordado pelos dois supostos criminosos: Antônio Rogério Silva Sena e Thiago Pereira de Oliveira. Houve, então, uma troca de tiros e um dos suspeitos, Sena, morreu.

O crime, segundo Zagallo descreve em seu pedido de arquivamento de processo enviado à Justiça, foi registrado na delegacia como homicídio doloso (quando há intenção de matar), uma vez que o suspeito foi morto. Na visão do promotor, porém, houve um erro no registro da ocorrência porque o policial não teria cometido assassinato, e sim, agido em legítima defesa.

Em sua argumentação, Zagallo diz “lamentar, todavia, que tenha sido apenas um dos rapinantes enviado para o inferno” e deixa um conselho para o policial Marins: “Fica aqui um conselho para Marcos Antônio: melhore sua mira”. O promotor ainda faz uma comparação irônica da Polícia Civil com personagens da ficção.

“Após tal fato, quase toda a Polícia Civil, os Jedis, os Power Rangers, os Brasinhas do Espaço, a Swat, Wolverine, o Exército da Salvação, os Marines, Iron Man, a Nasa, os membros da Liga da Justiça e o Rambo, auxiliados pelo invulgar investigador Esquilo Secreto, se imanaram e realizaram uma operação somente vista em casos envolvendo nossos bravos policiais civis, mas que deveria ser realizada em qualquer caso dos inúmeros vivenciados em São Paulo, com o escopo de prender aquele ousado fujão.” Apesar da operação “heroica”, os policiais não teriam conseguido prender o fugitivo.

Zagallo  ainda fala que o suposto bandido foi morto para o bem da “sociedade”: “Com efeito, a dinâmica dos fatos aqui estudados, leva à conclusão que o presente caderno investigatório somente foi distribuído para este Tribunal do Júri em razão de ter Antônio Rogério da Silva Sena, para fortuna da sociedade, sido morto”.

O promotor encerra o documento pedindo, além do arquivamento do processo contra o policial por homicídio doloso, a abertura de um novo processo contra o criminoso ainda vivo, Thiago Pereira de Oliveira, por dano ao patrimônio.

Outro lado

A reportagem do R7 entrou em contato com o Ministério Público de São Paulo sobre o texto de Zagallo e foi informada de que a “Procuradoria Geral de Justiça tomou conhecimento do caso, e o encaminhou para a Corregedoria Geral investigar”.

Já a SSP (Secretaria de Segurança Pública) disse que o registro do boletim de ocorrência varia de acordo com o delegado, e que não há problemas no caso de Marcos Antônio Teixeira Marins ter sido registrado como homicídio doloso. A secretaria afirma ainda que podem ocorrer mudanças no indiciamento no decorrer do processo na Justiça.

Atualmente, Marins trabalha na 6º Seccional de polícia de São Paulo.

(Foto: Reprodução – Parecer do 1º promotor de Justiça do 5º Tribunal do Júri da Capital, Rogério Leão Zagallo, enviado para a Justiça em 24 de março deste ano)

Atualização:

Algumas pessoas duvidaram da veracidade da imagem postada por Paulo Preto, não é pra menos, é chocante demais sabermos que há promotores que estimulam publicamente a cultura da violência policial contra manifestantes.

Mas outras pessoas igualmente indignadas com o estimulo à violência promovido pelo promotor fizeram prints do mesmo post de Zagallo:

O advogado Marcelo Feller também fez print e postou a seguinte observação no seu perfil:

Por Marcelo Feller em seu Facebook

Não sei se quando falou em bugios (macacos), o promotor se referia aos negros que protestavam. Também não sei se suas saudades das borrachadas, são saudades dos anos de chumbo no Brasil.
Mas não farei como ele, incitando a morte de outra pessoa.
Não sou dono de uma região nem de um tribunal do júri, e não tenho poder para arquivar inquéritos.
Mas eis aqui o que eu posso fazer:
Alguém poderia avisar a esses “petistas de merda”, “filhos da puta”, “bugios revoltados” que, se um deles, por acaso resolver se revoltar com a atitude do promotor e, em forma de protesto, depredar o carro dele, arrancar os espelhinhos, furar os pneus, martelar o capô, riscar a lataria, etc., eu os defenderei de graça.

___________

Leia também:

Nota à Imprensa: Movimento Passe Livre de São Paulo

Denúncia: Polícia impede que manifestantes presos do Movimento Passe Livre falem com seus advogados

Movimento Passe Livre: #ExisteAumentoemSP

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.


Join the Conversation

53 comments

  1. Daniel Dantas Lemos Responder

    Esse cara só pode ser louco.

  2. Gerson Carneiro Responder

    O melhor a fazer é não ecoar as merdas que esse bosta profere.

  3. Gerson Carneiro Responder

    Email para denunciar promotores psicopatas: cgmp@mp.sp.gov.br

    Sugiro que todos façam.

  4. Gerson Carneiro Responder

    O crime cometido pelo promotor Rogério Zagallo assemelha-se ao crime cometido pela Mayara Petruso.

  5. Isabelle Truda Responder

    A (in)justiça nossa de cada dia!

  6. Ana Responder

    Não concordo com as palavras do juiz, mas compreendo a revolta dele. Sou professora e perdi as aulas da noite devido a essa insanidade que vcs insistem em chamar de manifestação. O que vi foi um bando de adolescentes, vândalos exigindo aumento para metroviários e funcionários da SPTRANS. Falam de dois ou três vidros quebrados, mas houve muito mais, inclusive amassaram meu carro. Quem pagará meu prejuízo e sabe-se lá de quantos mais? NInguém. Mas o que é o meu transtorno e o meu prejuízo em vista do bem comum de vcs? É isto que vcs chamam de justiça? Pois bem… a vida das pessoas não são pautadas apenas em ideologias. Vocês perderam a noção de realidade e prioridade.

  7. Breno Thomé Ortega Responder

    Tá certo ele !!

  8. Isabelle Truda Responder

    É por essas e outras que eu digo sim PEC 37!!!

  9. ieda Responder

    que bom que tem alguem com coragem pra falar

  10. RFFSA Responder

    são os processos seletivos do mpe que são bons!

  11. Lucas Responder

    Quer dizer entao que tem que devolver a bala dos bandidos com petalas de rosa?
    Estou com o juiz quanto a isso, lamento por ter ido só um verme desses pro inferno, e o policial tem que praticar mais!!
    Quanto a manifestação, ele realmente exagerou e falou besteira. Mas, só pelo apoio que ele deu a policia, ja ganhou mais um fã!

  12. Acson Responder

    Coisa boa! Boa,promotor!!

  13. Leonardo Responder

    Isabelle, como se deixar na mão da Instituição Policial fosse garantia de alguma coisa. Pensar como esse promotor é mera consequência dele ser humano, e não de ser um representante do MP… Não à PEC 33, não à PEC 37.

  14. Luciana Responder

    Ele pensa o mesmo que muita gente, isso não é nenhuma novidade (basta ler os comentários pra saber).

    O que é realmente grave é um promotor usar a autoridade que lhe é conferida pelo seu cargo para afirmar publicamente que arquivaria os processos em caso de morte por ação da polícia, como sugere a imagem.

    Quanto ao pensamento, é o de sempre: quando o oprimido se levanta e desestabiliza o sistema a culpa é sempre dele e nunca do opressor. Se ele tivesse aguentado sua pena quietinho o pobre promotor não teria se estressado no trânsito.

    O promotor, aliás, nem pensou em ligar pro prefeito, que também é do PT, e dizer algo como: “Seu petista de merda! Baixa logo essa porra que eu não estou a fim de ficar no trânsito”.

    Nem passou pela cabela dele mudar de caminho. Foda-se, ele não anda de ônibus mesmo e, depois, 40 centavos a mais por dia é uma diferença que o salário dele dá conta de bancar.

  15. Ramon Henrique Responder

    Acho um absurdo achar que o site remete estar do lado de bandidos e filhos da puta. Não sei onde ocorreu essa inversão de valores, mas até onde sei, isso para chama-se falta de compreensão. As palavras estão claras no texto. Como não é por menos e já sabemos, não há novidade em se dizer que petista é um calhorda filho da puta e bandido…

  16. Juliana Mendes Svete Responder

    Se estivéssemos na ditadura e este cara tivesse poder….

  17. Daniel Kaiser Responder

    Acho que as pessoas que se sentem prejudicadas, apesar de estarem em locais as vezes não propícios para muita ajuda, têm todo o direito de reclamar e mostrar seu descontentamento desde que não haja violência.
    Mas vendo o que esse sujeito publicou em uma rede social essas frases com intenção de um assassinato em massa e, pior ainda, com repercussão de outras pessoas que nem sequer estavam no local só apoiarem tais atitudes podemos ver de verdade que não há limites para a maldade humana.
    Lamentável, e na sociedade como a nossa pessoas assim acabam virando heróis.

  18. Adriano Peixe Responder

    Que coisa feia hein !

  19. Marcos Araújo Responder

    Ele retirou o post, no final não passa de um grande covarde. Mas felizmente muitas pessoas sabem usar a tecla print!
    Vamos ficar de olho nesse lunático e fazer o possível para que ele perca o posto dele no MP, pois a instituição não merece ser maculada por esse tipo de gente.

  20. francisco niteroi Responder

    Concordo com a isabelle (PEC 37) . Sobre o personagem em tela, acredito qua a lideranca do movimento, bem como partidos que o apoiam, deveria entrar com representacao no CNMP.

  21. Caio Toledo Responder

    Todos partidos de esquerda deveriam ir pra cima desse nazista.

  22. Dodge Responder

    Estou gostando da opinião dos reaças….Mostrem-se mesmo, facilitem o meu trabalho. Depois, não chorem

  23. Bk Responder

    Pasmem, esse cara é professor de Direito Penal na “nobre” Universidade Presbiteriana Mackenzie.

    Por esse tipo de comentário, podemos perceber o que os estudantes de Direito, os futuros advogados, juízes, promotores, levarão para o exercício da profissão.

    Esperanças zero na humanidade…

    fascistas! Não passarão!

  24. Tarso Freire Responder

    Esse promotor megalomaniaco, que se acha dono do Tribunal do Juri e também da vida de outras pessoas (um Zeus caído na Terra?) é o retrato de parte da nossa justiça com sua bela tradição de 513 anos de história.

  25. Larissa Responder

    Não adianta ficar só reclamando. Tem que fazer uma denúncia na ouvidoria do ministério público de são paulo.

  26. Jose Carlos Responder

    Na verdade o merda que está fedendo é este babaca burguesinho.
    Que os caras peguem ele um dia na rua e façam com ele o que sugere para os outros.

  27. Jose Carlos Responder

    E parece que esta tal de Ana ainda apóia o facismo. Que pessoa deve ser.

  28. José Victor Responder

    Que belo exemplo hein Sr. Promotor?

    Além de não ter a competência para combater a violência, fica fazendo apologia a ela….

    E não esqueça que você está sendo pago pelo MEU DINHEIRO!!!

  29. Paulo Estevão Pauli Responder

    Para ser um Promotor de Justiça, o cidadão deveria ter muito mais que estudo, muito mais que diplomas, deveria ter equilíbrio inteligente e discernimento.
    Para um cidadão dizer o que este Promotor disse, antes deveríamos verificar quais as consequências para com este cidadão dentro do próprio Tribunal de Juri em que diz “arquivar inquéritos” como se fosse comum faze-lo. E sendo comum, quanto será que ele cobra por esse serviço? Muitos bandidos gostariam de saber desses arquivamentos ao “bel prazer”, e quanto custa esse “bel prazer”!

    Se atuarem como se nada estivesse sendo dito, com o corporativismo e a cegueira que sempre acontecem em situações em que a sociedade paulistana está acostumada a presenciar, teremos a certeza de que o que este cidadão diz é o pensamento do Tribunal de Justiça Paulistano.

    Assim sendo, deveríamos então tentar entender o que são os “bugios” a que ele se refere, a capacidade deste cidadão de atuar em crimes onde se envolvem posições racistas, político-partidárias, a estabilidade psicológica dele e se esta é adequada para representar a sociedade paulistana como um todo. Pois não podemos esquecer que nas últimas eleições o partido ofendido foi o votado pela maioria, então como pode representar a maioria um cidadão que declara o ódio contra tal partido?

    Deixemos as preferências partidárias, pois eu mesmo não aprovo e nem voto em partido algum, e voltemos ás declarações criminosas do até então, Promotor de Justiça. Incitar a violência é crime, borrachada nas costas de criminosos julgados e condenados é uma coisa, nas costas de cidadãos que pagam por um direito que deveria ser gratuito é bem diferente!

    O paulistano conta com a Saúde Pública que é uma porcaria, porém é gratuita!
    O paulistano conta com a Segurança Pública que é uma porcaria, porém é gratuita!
    O paulistano conta com a Educação Pública que é uma porcaria, porém é gratuita!
    Como atestado pelo Promotor de Juri acima citado, o paulistano conta com a Justiça Pública que podem ver como é, porém é gratuita!
    Porque não tornar o Transporte Público gratuito se também acompanha os mesmos padrões de qualidade, contando com pessoas não mais nem menos capacitadas para ocuparem seus cargos?

  30. Ricardo. Responder

    Há jurisdição, pra Direitos Humanos, que está na Holanda – Tribunal de Haia, portanto a este deve ser proposta uma ação contra o cerceamento de livre manifestação – inalienável direito de expressão, mas nessa incitação ao crime desse sujeito – promotor, basta proposição em juízo à jurisdição nacional mesmo. Ricardo..

  31. Paulo Responder

    Fantastica a resposta do Doutor Marcelo.

  32. Amorim Responder

    Sabe o que é mais interessante em toda esta postagem?
    Pra vocês VAGABUNDO TEM MAIS IMPORTÂNCIA QUE O CIDADÃO!
    QUE QUANDO VOCÊS PRECISAREM CHAMEM O PCC OU O CV QUANDO ESTIVEREM EM PERIGO!

    BANDO DE HIPOCRITAS E DEMAGOGOS.

  33. Matheus Passos Responder

    Imagens do Facebook parecem estar editadas

    1. mariafro Responder

      Matheus Passos as duas? Uma delas capturadas por um advogado que a reproduziu publicamente?

  34. Roger Zitter Responder

    Independentemente das besteiras que o Promotor expressou, mas alguma coisa tem que ser feita contra os cretinos que entendem que podem fechar uma via pública. Querem protestar contra uma autoridade?… Vão para a frente da Prefeitura Municipal, do Palácio do Governo, do Ministério A, B ou C, Palácio do Planalto… da PQP. Mas não fechem uma via PÚBLICA. Isso é protesto contra os cidadãos e não contra autoridades. Falei.

  35. Vinicius Responder

    Sou negro morador da periferia e me sinto preocupado dessas associações de LUTA PELA IGUALDADE RACIAL disparar monções de repúdio a ponto de tentar provocar o MP ,em desfavor
    do promotor chega de vitimismo bobo,e deixa o Promotor Rogério
    em paz..não vejo nenhuma preocupação com os bandidos que tocaram fogo nos dentistas e espalham pânico pela cidade,deixem o homem trabalhar ..não vejo necessidade de
    tornar o homem bode expiatório de uma cultura que é alimentada a anos..

    1. mariafro Responder

      Vinicius tenho sérias dúvidas de vc ser negro e morar na periferia.

  36. Fábio Responder

    Apoio esse Promotor…

  37. Bruno Carneiro Leão Responder

    Dei uma olhada na página do promotor e não vi nenhuma postagem de 2013; as poucas, de 2012, não eram pessoais, o que leva a acreditar que suas postagens estão restritas a amigos.

    Bom, das poucas postagens públicas, percebe-se que há uma coerência entre os ‘prints’ publicados e as opiniões raivosas do promotor, o que não me deixa dúvidas sobre a veracidade das imagens.

    https://www.facebook.com/rogerio.zagallo

  38. Paulo Pinheiro Responder

    A patrulha “paranóia anti-racista” já atacou. Pra quem nunca viu num zoológico o bugio é, sim, um primata mas não é essa sua principal característica, e sim a forma como faz barulho. “Bugios” aí tem sentido de “barulhentos”, queiram vocês ou não.
    Agora ficam proibidas também as expressões “macaco velho”, “quebra um galho pra mim” e coisas desse tipo, senão a patrulha ataca.
    Eu hoje, como pai de família, enxergo uma sociedade dividida entre os honestos que tentam criar seus filhos num mundo insano e os criminosos que querem destruir as vidas alheias em nome de suas vontades. E estou radicalmente do lado dos primeiros.
    Não obstante algum exagero e falta de compostura do sr. Promotor quanto à forma fico com ele quanto ao conteúdo.

  39. Arthur Vital Responder

    Fechar uma via pública é legitimo por que um protesto não é só contra uma autoridade,é contra toda uma sociedade que sustenta e se omite diante de certas situações.
    Mania de acha que não tem nada a ver com o pato. o Intuito é incomodar mesmo. quem faz a cidade são os cidadãos.
    Logo se a cidade tá uma merdaépor que os cidadãos são cidadãos de merda.

  40. Gleice callegari Responder

    Prezado Dr. Marcello,
    Após trabalhar por 3 anos sem registro e sofrer um AVC por stress, fui demitida e meu advogado me forçou a um acordo que fez com a empresa, o perito judicial indicado não apresentou seu relatório O senhor me representaria contra meu advogado e contra o perito judicial? De graça é claro pois ainda não consegui trabalho após 7 anos do ocorrido.

  41. Paulista Responder

    Errado, absolutamente errado! Foi por causa desse tipo de truculência que o Brasil não resolveu seus problemas estruturais, é uma vergonha propor esse tipo de brutalidade !!!!!!! Facista!

  42. Jhonas Schiff Responder

    o promotor está certíssimo.
    eu moro em um buraco chamado São Bernardo do Campo e aqui nessa cidade, dia sim, dia não um bandido está estripando algum cidadão…

    num dia, queimaram uma dentista viva pq ela não tinha dinheiro. noutro dia meteram uma bala na cabeça de uma senhora de 60 ano em plena luz do dia.

    viver está virando um desafio e tem chifrudo que vem aqui dizer que tem que defender direitos humanos desses maníacos?

  43. gelson margotti prá Responder

    Então o promotor fez um comentário muito infeliz, daí vem o senhor Marcelo Feller e entra na onda se comprometendo também. Fica evidente que certos pensamentos devem ficar só no campo das ideias mesmo.

  44. guilherme dos santos Responder

    Pessoal! O Ministério Público é corporativista como outras instituições do Judiciário.
    Se esperam alguma punição para este marginal tem que ser via C N M, Conselho Nacional de Justiça.

  45. Fred Responder

    Ele não e muito macho? Pq ele não foi la da porrada nos manifestantes. Promotorzinho de merda, queria 5 minutos com ele .

  46. Analise de Jesus da Silva Responder

    Não se faz revolução pelo Facebook.
    Entretanto, muito se pode fazer por aqui.
    Bora continuar denunciando, nos agregando, nos mobilizando e dando vazão à indignação sempre!!

    http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2013/06/corregedoria-do-ministerio-publico-investiga-promotor-que-afirmou-que-seria-conivente-com-assassinato-313.html

  47. Magna Responder

    Esses BUGIOS,que só por que colocam uma tira de pano pendurada no pescoço, acham que já pertencem a outra raça. Lote de imbecis!!!(dsculpem , não se estende a tdos,sei e quero acreditar que ainda há alguns coerentes e racinais).

    GOSTARIA DE VER ESSES FDP ALMOFADINHAS DEPENDENDO DE TRANSPORTE PÚBLICO/COLETIVO PARA SE LOCOMOVER …AI ELES CHAMARIAM QUEM DE “BUGIOS REVOLTADOS”, HEM?!

  48. Sérgio Ricardo Responder

    Não basta ser desequilibrado.
    É preciso mostrar a todos sê-lo.

  49. El Batista Responder

    É lamentável os comentários do Promotor referênte as manifestações e o Advogado Marcelo Feller se posicionou de forma brilhante! Parabéns Marcelo Feller!

  50. Marcos Fontoura Responder

    Racista de merda, burguês que não sabe a necessidade que o pobre passa com falta de atendimento descente no sus, ou um transporte público de qualidade, ou mesmo o ensino de qualidade que ele deve ter recebido de bandeija do papai… mais um corrupto, pois para os seus interesses ele declara que até burlaria a lei… deveria ser desconstituído do seu cargo, depois ser preso e torturado para ele sentir um pouco do gostinho da ditadura….