Não é por Reinaldo Azevedo, é em defesa do Estado de Direito

Nasci com o golpe promovido pelos Carlos Lacerdas do passado e vivo em um golpe promovido pelos Reinaldos Azevedo da atualidade. Lacerda atacou de morte o governo popular e democrático...

Nasci com o golpe promovido pelos Carlos Lacerdas do passado e vivo em um golpe promovido pelos Reinaldos Azevedo da atualidade.

Lacerda atacou de morte o governo popular e democrático de Jango e antes o governo trabalhista de Getúlio com sua pena impecável na forma e canalha no conteúdo. Reinaldo atacou noite e dia os governos de Lula e Dilma e o seu partido. Reinaldo cunhou a expressão “petralha” e, por mais de uma década na Veja, Reinaldo e demais “colonistas” daquela revista da Marginal criminalizaram as lutas sociais, os sindicatos, tudo que tivesse qualquer compromisso com as transformações desta sociedade escravocrata e tão desigual.

Carlos Lacerda nunca assumiu o golpe, seus discursos eram deste nacionalismo excludente onde os “comunistas” comem criancinhas e atacam os “homens de bem”. Reinaldo nunca assumiu o golpe, até que ele chegou aos encalços tucanos.

Lacerda acreditava que ele seria presidente. Reinaldo nunca teve esta pretensão, mas como Cantanhede adora o andar de cima, a massa cheirosa; o MTST lhes parecem a própria visão dos infernos. Reinaldo tinha tanta intimidade com sua fonte Andrea Neves que se telefonavam para recitar poemas.

No entanto, eu que nasci com o golpe e nunca admiti viver em um Estado policial, a esta altura da vida, vou ter de ser solidária ao udenista do século XXI.

Reinaldo cevou desde sempre esta escalada contra o Estado de Direito, mudou o tom quando certamente soube que a República de Curitiba, a turma do power point, o juiz messiânico amigo de Temer e de Aécio, perderam o controle e que Janot havia retomado o comando e agora peitava até o alpha dog tucano do STF.

A condução coercitiva de Eduardo Guimarães parece ter sido a gota d’água para Reinaldo perceber que o Partido da “Justiça” havia saído do armário e tinha perdido o controle. Em tiroteio sempre sobra uma bala perdida até para o andar de cima.

Eu, sinceramente, espero que Reinaldo entenda seu erro e reconduza sua pena para a reconstrução do Estado de Direito. Será que veremos Reinaldo pedir #DIRETASJÁ?

Aqui na minha perifa o Estado de Direito não existe, como não existe na Cracolândia, a propósito, quantos posts Reinaldo fez contra Haddad, quantos comentários desonestos fez na rádio criminalizando o governo petista em Sampa, único governo a criar um política pública que tratou dependente químico como pessoa e não como criminoso?

Seja como for, mesmo que o ataque do Partido da “Justiça” atinja hoje este udenista não dá para celebrar o ataque à Constituição. Estado de Direito é pra todos ou não é Estado de Direito.