O Espírito da Ficção-Científica é o primeiro livro que li de Roberto Bolanõ, escritor chileno morto em 2003. O livro, lançamento da editora Companhia das Letras é um inédito do autor e vai narrar, ao longo de suas 182 páginas as “aventuras cotidianas” de Remo e Jan na Cidade do México.

Remo e Jan são amigos e dividem um apartamento e, enquanto aquele escreve poesias, participa de reuniões de leituras e trabalha numa revista de poesia, este passa quase que o dia inteiro deitado em seu colchão escrevendo cartas para autores de ficção-científica famosos.

Nesse ínterim que surge algo de estranho, a notícia entre os publicadores de poesia que há um número enorme de revistas poéticas sendo publicadas no DF. De onde vêm todos esses poetas? Quais são essas revistas e quem as edita? Paralelo a isso e outras coisas da vida comum, acompanhamos textos sobre a Universidade Desconhecida; uma entrevista com Remo, acerca um prêmio que ele ganhara num concurso de poesia e as cartas escritas por Jan, questionando, propondo e comentando coisas várias sobre ficção-científica e o mundo em que eles vivem nos anos 1970.

O texto de Bolanõ não é de difícil leitura, embora acredite que fãs de ficção-científica fiquem bem mais animados com as pistas, comentários e citações que o autor vai deixando, visíveis ou não, em seu texto. Confesso que estranhei bastante até entranhar o enredo, que parece sofrer um corte que não nos leva a um final concreto e fechado, o que poderia nos levar mesmo a considerar que, final não há.

Foi um experimento interessante ler o autor, embora acredite que uma iniciação em sua obra não deva ser por esse romance escrito em sua juventude e que só teve publicação póstuma. Escrevo isso pensando que o texto não sofreu neste tempo todo e nem no processo de editoração revisões por parte do autor. Transformações textuais que poderiam aparar arestas, aprofundar sentidos, em suma, apurar o estilo.

Todavia, isso não implica dizer que não se deva comemorar a publicação de O Espírito da Ficção-Científica do jeito que foi encontrado, pois ele evidencia caminhos e preocupações que Bolanõ já tinha desde os seus primeiros escritos e que se tornam não só recorrentes em sua escrita nos romances posteriores, como também o amadurecimento na forma de abordá-los.

Você pode adquirir o livro pelo link: http://amzn.to/2pXXJtX

Comentários

Comentários